sábado, 31 de março de 2012

Oração à São Benedito.


Glorioso São Benedito, grande Confessor da fé,

com toda confiança venho implorar

a vossa valiosa proteção.

Vós, a quem Deus enriqueceu com os dons celestes,

impetrai-me as graças que ardentemente desejo,

para maior glória de Deus.

Confortai o meu coração nos desalentos!

Fortificai minha vontade para cumprir bem os meus deveres!

Sede o meu companheiro nas horas de solidão e desconforto!

Assisti-me e guiai-me na vida

e na hora da minha morte, para que eu possa bendizer a Deus nesse mundo

e gozá-lo na eternidade. Com Jesus Cristo, a quem tanto amastes.

Assim seja.


Pode-se fazer a novena, rezando-se esta oração 9 dias seguidos.

(Com aprovação Eclesiástica)

sexta-feira, 30 de março de 2012

Espírito e Matéria.

Do Livro dos Espíritos: Livro I: As Causas Primárias - Capítulo 2 – Elementos Gerais do Universo.

II – Espírito e Matéria.

21. A matéria existe desde toda a eternidade, como Deus, ou foi criada por ele num certo momento?

— Só Deus o sabe. Há, entretanto, uma coisa que a vossa razão vos deve indicar: é que Deus, modelo de amor e de caridade, jamais esteve inativo.

Qualquer que seja a distância a que possais imaginar o início da sua ação, podereis compreendê-lo um segundo na ociosidade?

22. Define-se geralmente a matéria como aquilo que tem extensão, pode impressionar os sentidos e é impenetrável. Essa definição é exata?

— Do vosso ponto de vista, sim, porque só falais daquilo que conheceis. Mas a matéria existe em estados que não percebeis. Ela pode ser, por exemplo tão etérea e sutil que não produza nenhuma impressão nos vossos sentidos: entretanto, será sempre matéria, embora não o seja para vós.

22 -a) Que definição podeis dar da matéria?

— A matéria é o liame que escraviza o espírito; é o instrumento que ele usa, e sobre o qual, ao mesmo tempo, exerce a sua ação.

Comentário de Kardec: De acordo com isto, pode-se dizer que a matéria é o agente, o intermediário com a ajuda do qual e sobre o qual o espírito atua.

23. Que é espírito?

— O princípio inteligente do universo.

23 – a)Qual é a sua natureza íntima?

— Não é fácil analisar o espírito na vossa linguagem. Para vós, ele não é nada, porque não é coisa palpável; mas. para nós, é alguma coisa. Ficai sabendo: nenhuma coisa é o nada e o nada não existe.

24. Espírito é sinônimo de inteligência?

—A inteligência é um atributo essencial do espírito; mas um e outro se confundem num princípio comum, de maneira que, para vós, são uma e a mesma coisa.

25. O espírito é independente da matéria, ou não é mais do que uma propriedade desta, como as cores são propriedades da luz e o som uma propriedade do ar?

— São distintos, mas é necessária a união do espírito e da matéria para dar inteligência a esta.

25 – a) Esta união é igualmente necessária para a manifestação do espírito. (Por espírito entendemos aqui o princípio da inteligência, abstração feita das individualidades designadas por esse nome.)

— É necessária para vós. porque não estais organizados para perceber o espírito sem a matéria; vossos sentidos não foram feitos para isso.

26. Pode-se conhecer o espírito sem a matéria e a matéria sem o espírito?

— Pode-se, sem dúvida, pelo pensamento.

27. Haveria, assim, dois elementos gerais do Universo: a matéria e o espírito?

— Sim e acima de ambos, Deus, o criador, o pai de todas as coisas. Essas três coisas são o princípio de tudo o que existe, a trindade universal. Mas ao elemento material é necessário ajuntara fluido universal, que exerce o papel de intermediário entre o espírito e a matéria propriamente dita, demasiado grosseira para que o espírito possa exercer alguma ação sobre ela Embora, de certo ponto de vista, se pudesse considerá-lo como elemento material, ele se distingue por propriedades especiais. Se fosse simplesmente matéria não haveria razão para que o espírito não o fosse também. Ele esta colocado entre o espírito e a matéria; é fluido, como a matéria e matéria; suscetível em suas inumeráveis combinações com esta, e sob a ação do espírito de produzir infinita variedade de coisas, das quais não conheceis mais do que uma ínfima parte. Esse fluido universal, ou primitivo, ou elementar,sendo o agente de que o espírito se serve, é o princípio sem o qual a matéria permaneceria em perpétuo estado de dispersão, e não adquiriria Jamais as propriedades que a gravidade lhe dá.

27 – a) Seria esse fluido o que designamos por eletricidade?

— Dissemos que ele é suscetível de inumeráveis combinações. O que chamais fluido elétrico, fluido magnético, são modificações do fluido universal, que é, propriamente falando, uma matéria mais perfeita, mais sutil, que se pode considerar como independente.

28. Sendo o espírito, em si mesmo, alguma coisa, não seria mais exato, e menos sujeito a confusões, designar esses dois elementos gerais pelas expressões: matéria inerte e matéria inteligente?

As palavras pouco nos importam. Cabe a vós formular a vossa linguagem, de maneira a vos entenderdes. Vossas disputas provêm, quase sempre, de não vos entenderdes sobre as palavras. Porque a vossa linguagem é incompleta para as cosias que não vos tocam os sentidos.

Comentário de Kardec: Um fato patente domina todas as hipóteses: vemos matéria sem inteligência e um princípio inteligente independente da matéria. A origem e a conexão dessas duas coisas nos são desconhecidas. Que elas tenham ou não uma fonte comum e os pontos de contato necessários; que a inteligência tenha existência própria, ou que seja uma propriedade, um efeito; que seja, mesmo, segundo a opinião de alguns, uma emanação da Divindade, — é o que ignoramos. Elas nos aparecem distintas, e é por isso que a consideramos formando dois princípios constituintes do Universo. Vemos, acima de tudo isso, uma inteligência que domina todas as outras, que as governa, que delas se distingue por atributos essenciais: é a esta inteligência suprema que chamamos Deus.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

quinta-feira, 29 de março de 2012

A Oração e o Salmista.

Salmo 20
1 O SENHOR te ouça no dia da angústia, o nome do Deus de Jacó te proteja.

2 Envie-te socorro desde o seu santuário, e te sustenha desde Sião.

3 Lembre-se de todas as tuas ofertas, e aceite os teus holocaustos. (Selá.)

4 Conceda-te conforme ao teu coração, e cumpra todo o teu plano.

5 Nós nos alegraremos pela tua salvação, e em nome do nosso Deus arvoraremos pendões; cumpra o SENHOR todas as tuas petições.

6 Agora sei que o SENHOR salva o seu ungido; ele o ouvirá desde o seu santo céu, com a força salvadora da sua mão direita.

7 Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do SENHOR nosso Deus.

8 Uns encurvam-se e caem, mas nós nos levantamos e estamos de pé.

9 Salva-nos, SENHOR; ouça-nos o rei quando clamarmos.

quarta-feira, 28 de março de 2012

Faravahar, Deus Persa.

Faravahar é como chamam Ahura Mazda, o Deus supremo dos persas.

É o símbolo do desejo humano de alcançar a união com o Divino. Também pode ser interpretado como a representação da alma humana antes do nascimento e depois da morte.

A figura simboliza a vontade própria em dois momentos: uma de suas mãos apontando para algo representa as aspirações da alma humana enquanto que a outra mão, segurando um anel, representa a realeza e o ciclo do nascimento, morte e renascimento.

O Faravahar, ou Ferohar, é um dos símbolos mais conhecidos do Zoroastrismo, religião monoteísta fundada na Antiga Pérsia pelo profeta Zaratustra, ou Zoroastro, segundo os gregos.

terça-feira, 27 de março de 2012

Sepultamentos Sagrados.

Foi no período Paleolítico que surgiram as primeiras evidências de sepultamento com finalidades de ordem sagrada.

A crença era a de que os mortos deveriam ser respeitados e consultados pois recebiam poderes sobrenaturais. No sepultamento, o corpo do falecido tinha que ser pintado de ocre vermelho que representava o sangue e simbolizava vida e força na jornada para o outro mundo.

Em algumas culturas, também era um costume bastante comum os mortos serem enterrados com comida e ferramentas para serem utilizadas na sua vida em outro mundo.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Conhecimento do Princípio das Coisas.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 2 – Elementos Gerais do Universo.

I – Conhecimento do Princípio das Coisas.

17. Pode o homem conhecer o princípio das coisas?

— Não. Deus não permite que tudo seja revelado ao homem, aqui na Terra.

18.0 homem penetrará um dia o mistério das coisas que lhe estão ocultas?

— O véu se ergue na medida em que ele se depura; mas, para a compreensão de certas coisas, necessita de faculdades que ainda não possui.

19.0 homem não poderá, pelas investigações da Ciência, penetrar alguns dos segredos da Natureza?

—A Ciência lhe foi dada para o seu adiantamento em todos os sentidos, mas ele não pode ultrapassar os limites fixados por Deus.

Comentário de Kardec: Quanto mais é permitido ao homem penetrar nesses mistérios, maior deve ser a sua admiração pelo poder e a sabedoria do Criador. Mas, seja por orgulho, seja por fraqueza sua própria inteligência o torna frequentemente joguete da ilusão. Ele acumula sistemas sobre sistemas, e cada dia que passa mostra quantos erros tomou por verdades e quantas verdades repeliu como erros. São outras tantas decepções para o seu orgulho.

20. Pode o homem receber, fora das investigações da Ciência, comunicações de uma ordem mais elevada sobre aquilo que escapa ao testemunho dos sentidos?

— Sim, se Deus o julgar útil, pode revelar-lhe aquilo que a Ciência não consegue apreender.

Comentário de Kardec: É através dessas comunicações que o homem recebe, dentro de certos limites o conhecimento de seu passado e do seu destino futuro.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

domingo, 25 de março de 2012

O Louvor da Criação.

Salmo 19

1 Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.

2 Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite.

3 Não há linguagem nem fala onde não se ouça a sua voz.

4 A sua linha se estende por toda a terra, e as suas palavras até ao fim do mundo. Neles pôs uma tenda para o sol,

5 O qual é como um noivo que sai do seu tálamo, e se alegra como um herói, a correr o seu caminho.

6 A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso até à outra extremidade, e nada se esconde ao seu calor.

7 A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices.

8 Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro, e ilumina os olhos.

9 O temor do SENHOR é limpo, e permanece eternamente; os juízos do SENHOR são verdadeiros e justos juntamente.

10 Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos.

11 Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa.

12 Quem pode entender os seus erros? Expurga-me tu dos que me são ocultos.

13 Também da soberba guarda o teu servo, para que se não assenhoreie de mim. Então serei sincero, e ficarei limpo de grande transgressão.

14 Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, SENHOR, Rocha minha e Redentor meu!

sábado, 24 de março de 2012

Mensagem de Chico Xavier.

Nasceste no lar que precisavas,
Vestiste o corpo físico que merecias,
Moras onde melhor Deus te proporcionou,
de acordo com teu adiantamento.
Possuis os recursos financeiros coerentes
com as tuas necessidades, nem mais,
nem menos, mas o justo para as tuas
lutas terrenas.
Teu ambiente de trabalho é o que elegeste
espontaneamente para a tua realização.
Teus parentes, amigos são as almas que atraístes,
com tua própria afinidade.
Portanto, teu destino está constantemente
sob teu controle.
Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais,
buscas, expulsas, modificas tudo aquilo
que te rodeia a existência.
Teus pensamentos e vontades são a chave
de teus atos e atitudes...
São as fontes de atração e repulsão na tua
jornada vivência.
Não reclames nem te faças de vítima.
Antes de tudo, analisa e observa.
A mudança está em tuas mãos.
Reprograme tua meta,
/busque o bem e viverás melhor.
" Embora ninguém possa voltar atrás e
fazer um novo começo, qualquer um pode
começar agora e fazer um novo fim ".

sexta-feira, 23 de março de 2012

Oração à Santa Catarina da Suécia.

Dignai-Vos, meu Deus, permitir que eu tenha em Santa Catarina da Suécia uma poderosa e eficaz advogada, diante do Vosso Poder, a fim de que seja afastado de mim o mal que me ameaça.

Que ela me conduza, pela sua protecção, sã e salva, através de todos os perigos, a fim de mostrar-me a glória do Vosso Nome e para quem eu possa louvar-Vos, meu Deus, eternamente.

Peço-Vos por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Assim seja.

Repetir três vezes:
Santa Catarina da Suécia, protectora das mães de família, orai por nós.

Rezar um Pai Nosso, uma Avé Maria e uma Salvé Rainha.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Panteísmo.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 1 – Deus

IV – Panteísmo.

14. Deus é um ser distinto, ou seria, segundo a opinião de alguns, a resultante de todas as forças e de todas as inteligências do Universo reunidas?

— Se assim fosse, Deus não existiria, porque seria efeito e não a causa; ele não pode ser, ao mesmo tempo, uma e outra.

— Deus existe, não o podeis duvidar, e isso é o essencial. Acreditai no que vos digo e não queirais ir além. Não vos percais num labirinto de onde não poderíeis sair. Isso não vos tornaria melhores, mas talvez, um pouco mais orgulhosos, porque acreditaríeis saber, quando na realidade nada saberíeis. Deixai, pois, de lado, todos esses sistemas; tendes que vos desembaraçar de muitas coisas que vos tocam mais diretamente. Isto vos será mais útil do que querer penetrar o que é impenetrável.

15. Que pensar da opinião segundo a qual todos os corpos da Natureza, todos os seres, todos os globos do Universo seriam partes da Divindade e constituiriam, pelo seu conjunto, a própria Divindade; ou seja, que pensar da doutrina panteísta?

— Não podendo ser Deus, o homem quer pelo menos ser uma parte de Deus.

16. Os que professam essa doutrina pretendem nela encontrar a demonstração de alguns dos atributos de Deus. Sendo os mundos infinitos, Deus é, por isso mesmo, infinito; o vácuo ou o nada não existindo em parte alguma, Deus está em toda a parte; Deus estando em toda parte, pois que tudo é parte integrante de Deus, dá a todos os fenômenos da Natureza uma razão de ser inteligente. O que se pode opor a este raciocínio?

A razão. Refleti maduramente e não vos será difícil reconhecer-lhe o absurdo.

Comentário de Kardec: Esta doutrina faz de Deus um ser material que, embora dotado de inteligência suprema, seria em ponto grande aquilo que somos em ponto pequeno. Ora, a matéria se transformando sem cessar. Deus, nesse caso, não teria nenhuma estabilidade e estaria sujeito a todas as vicissitudes e mesmo a todas necessidades da Humanidade; faltar-lhe-ia um dos atributos essenciais da Divindade: a imutabilidade. As propriedades da matéria não podem ligar-se à idéia de Deus, sem que o rebaixemos em nosso pensamento, e todas as sutilezas do sofisma não conseguirão resolver o problema da sua natureza íntima. Não sabemos tudo o que ele é, mas sabemos aquilo que não pode ser, e este sistema está em contradição com as suas propriedades mais essenciais, pois confunde o criador com a criatura, precisamente como se quiséssemos que uma máquina engenhosa fosse parte integrante do mecânico que a concebeu.

A inteligência de Deus se revela nas suas obras, como a de um pintor no seu quadro; mas as obras de Deus não são o próprio Deus, como o quadro não é o pintor que o concebeu e executou.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Ano Novo Esotérico - 2012.

O Ano Novo Esotérico teve início ontem, dia 20 de março. O Sol entrou na constelação de Áries às 17º14’ no hemisfério sul, na Lua minguante.


Está sob as regências dos Mestres Seraphis Bey e todas as Mestras do 13º Raio da Criação.

Os Orixás que regem este ano 2012 são Xangô, como em 2011 e Yemanjá.

O signo oriental é o Dragão de Água.

E o signo ocidental correspondente é Áries.

O ano 2012 tem como ascendente Virgem e signo solar Áries. Portanto, segundo Meríades, o ano será feminino!

A previsão, feita por Meríades, é que 2012 espalhará a sorte aos quatro ventos e as pessoas arregaçarão as mangas para todos os tipos de projetos grandiosos, estimulantes, colossais, excessivamente ambiciosos e audaciosos.

O espírito do Dragão inflará todas as coisas, deixando – as de um tamanho maior do que o normal. De algum modo nos encontraremos esbanjando energia. Neste ano inflamável, será prudente não fazermos uma avaliação exagerada de nós mesmos ou de nossos potenciais. Tudo vai parecer melhor do que na realidade é.

Este é um ano, segundo a previsão, marcado por muitas surpresas e por atos violentos da natureza. No mundo inteiro: os ânimos se acirrarão e todos estarão encenando alguma revolta, real ou imaginária, contra as limitações.

A atmosfera elétrica é criada pelo poderoso Dragão que afetará todos sem exceção.

A orientação que Meríades faz é que sejamos expansivos e deixemos de lado o ego, assim como as teimosias. Também faz um alerta para sermos sinceros com nós mesmos e para não procurarmos fazer vingança pois os que são considerados inimigos tomarão caminhos opostos.

A mensagem que Meríades deixa:

‘’Eu sou o fogo inextinguível,
O centro de toda energia,
O coração valente e heróico,
Eu sou verdade e a Luz.
Tenho Poder e Glória em meu domínio,
Minha presença dispersa as nuvens negras.
Eu fui escolhido,
Para domar as Parcas!

EU SOU O DRAGÃO!

Meríades é iniciadora em Metafísica Esotérica no Rio de Janeiro. Realiza também palestras e faz mapas astrais e cármicos.

terça-feira, 20 de março de 2012

A Angústia do Servo do Senhor.

Salmo 18
1 EU te amarei, ó SENHOR, fortaleza minha.

2 O SENHOR é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio.

3 Invocarei o nome do SENHOR, que é digno de louvor, e ficarei livre dos meus inimigos.

4 Tristezas de morte me cercaram, e torrentes de impiedade me assombraram.

5 Tristezas do inferno me cingiram, laços de morte me surpreenderam.

6 Na angústia invoquei ao SENHOR, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.

7 Então a terra se abalou e tremeu; e os fundamentos dos montes também se moveram e se abalaram, porquanto se indignou.

8 Das suas narinas subiu fumaça, e da sua boca saiu fogo que consumia; carvões se acenderam dele.

9 Abaixou os céus, e desceu, e a escuridão estava debaixo de seus pés.

10 E montou num querubim, e voou; sim, voou sobre as asas do vento.

11 Fez das trevas o seu lugar oculto; o pavilhão que o cercava era a escuridão das águas e as nuvens dos céus.

12 Ao resplendor da sua presença as nuvens se espalharam, e a saraiva e as brasas de fogo.

13 E o SENHOR trovejou nos céus, o Altíssimo levantou a sua voz; e houve saraiva e brasas de fogo.

14 Mandou as suas setas, e as espalhou; multiplicou raios, e os desbaratou.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Oração à São José.

Hoje é dia de São José. É um dos Santos mais populares do Catolicismo e é considerado protetor da Igreja Católica. Segue abaixo uma oração:

A vós, São José, recorremos em nossa tribulação, e cheios de confiança, solicitamos o vosso patrocínio.
Pelo laço sagrado de caridade que vos uniu à Virgem imaculada, Mãe de Deus, e pelo amor paternal que tivestes ao Menino Jesus, ardentemente vos suplicamos que lanceis um olhar benigno sobre nós, que somos a herança que Jesus Cristo conquistou com Seu sangue; e nos socorrais nas nossas necessidades, com o vosso auxílio e poder.
Protegei, ó guarda providente da divina família, o povo eleito de Jesus Cristo.
Afastai para longe de nós, ó Pai amantíssimo a peste do erro e do vício.
Assisti-nos, do alto do céu, o nosso fortíssimo sustentáculo, na luta contra o poder das trevas.
E assim, como outrora salvastes a vida ameaçada do Menino Jesus, defendei agora a Santa Igreja de Deus das ciladas dos seus inimigos e de toda a adversidade.
Amparai a cada um de nós com o vosso constantes patrocínio, a fim de que, sustentados com o vosso auxílio, possamos viver virtuosamente, piedosamente morrer e obter no céu a eterna bem-aventurança.
Amém.

domingo, 18 de março de 2012

Atributos da Divindade.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 1 – Deus

III – Atributos da Divindade.

10. O homem pode compreender a natureza íntima de Deus?

— Não. Falta-lhe, para tanto, um sentido.

11. Será um dia permitido ao homem compreender o mistério da Divindade?

— Quando o seu espírito não estiver mais obscurecido pela matéria e, pela sua perfeição, tiver se aproximado dela, então a verá e compreenderá.

Comentário de Kardec: A inferioridade das faculdades do homem não lhe permite compreender a natureza intima de Deus. Na infância da Humanidade, o homem o confunde muitas vezes com a criatura, cujas imperfeições lhe atribui; mas, á medida que o seu senso moral se desenvolve, seu pensamento penetra melhor o fundo das coisas e ele faz então, a seu respeito, uma idéia mais justa e mais conforme com a boa razão embora sempre incompleta.

12. Se não podemos compreender a natureza íntima de Deus, podemos ter uma idéia de algumas de suas perfeições?

— Sim, de algumas. O homem se compreende melhor, à medida que se eleva sobre a matéria; ele as entrevê pelo pensamento.

13. Quando dizemos que Deus é eterno, infinito, imutável, imaterial, único, todo-poderoso, soberanamente justo e bom, não temos uma idéia completa de seus atributos?

— Do vosso ponto de vista, sim, porque acreditais abranger tudo, mas ficai sabendo que há coisas acima da inteligência do homem mais inteligente, e para as quais a vossa linguagem, limitada às vossas idéias e às vossas sensações, não dispõe de expressões. A razão vos diz que Deus deve ter essas perfeições em grau supremo, pois, se tivesse uma de menos, ou que não fosse em grau infinito, não seria superior a tudo, e, por conseguinte, não seria Deus. Para estar acima de todas as coisas, Deus não deve estar sujeito a vicissitudes e não pode ter nenhuma das imperfeições que a imaginação é capaz de conceber.

Comentário de Kardec: Deus é ETERNO. Se ele tivesse tido um começo, teria saído do nada. ou. então, teria sido criado por um ser anterior. É assim que, pouco a pouco, remontamos ao infinito e à eternidade.


É IMUTÁVEL. Se ele estivesse sujeito a mudanças, as leis que regem o Universo não teriam nenhuma estabilidade.

É IMATERIAL. Quer dizer, sua natureza difere de tudo o que chamamos matéria, pois de outra forma ele não seria imutável, estando sujeito às transformações da matéria.

É ÚNICO. Se houvesse muitos Deuses, não haveria unidade de vistas nem de poder na organização do Universo.


É TODO-PODEROSO. Porque é único. Se não tivesse o poder soberano, haveria alguma coisa mais poderosa ou tão poderosa quanto ele, que assim não teria feito todas as coisas. E aquelas que ele não tivesse feito seriam obras de um outro Deus.


É SOBERANAMENTE JUSTO E BOM. A sabedoria providencial das leis divinas se revela nas menores como nas maiores coisas, e esta sabedoria não nos permite duvidar da sua justiça, nem da sua bondade.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

sábado, 17 de março de 2012

Albert Einstein.


"O valor de um homem deve ser visto pelo o que ele oferece e não pelo
que ele é capaz de receber. Tente não se tornar um homem de sucesso,
mas sim se tornar um homem de valor. (Albert Einstein)

"O sucesso é conseqüência".
(Albert Einstein)

"Uma pessoa que nunca cometeu um erro é uma pessoa que nunca tentou
algo de novo" .(Albert Einstein)

"Todo dia eu me lembro que a minha vida interior e exterior baseiam-se
nos trabalhos de outros homens, vivos e mortos, e que deve exercer-me
no sentido de dar na mesma medida em que recebi e ainda estou
recebendo." (Albert Einstein)

"A imaginação é mais importante que o conhecimento." (Albert Einstein)

"Ciência sem religião é manca, a religião sem a ciência é cega."
(Albert Einstein)

"Se você der uma bola verde ao Universo ele certamente vai lhe
devolver uma bola verde." (Albert Einstein )

"A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho
original." (Albert Einstein )

sexta-feira, 16 de março de 2012

Sonda-me, Ó Deus.

Salmo 17

1 OUVE, SENHOR, a justiça; atende ao meu clamor; dá ouvidos à minha oração, que não é feita com lábios enganosos.

2 Saia a minha sentença de diante do teu rosto; atendam os teus olhos à razão.

3 Provaste o meu coração; visitaste-me de noite; examinaste-me, e nada achaste; propus que a minha boca não transgredirá.

4 Quanto ao trato dos homens, pela palavra dos teus lábios me guardei das veredas do destruidor.

5 Dirige os meus passos nos teus caminhos, para que as minhas pegadas não vacilem.

6 Eu te invoquei, ó Deus, pois me queres ouvir; inclina para mim os teus ouvidos, e escuta as minhas palavras.

7 Faze maravilhosas as tuas beneficências, ó tu que livras aqueles que em ti confiam dos que se levantam contra a tua destra.

8 Guarda-me como à menina do olho; esconde-me debaixo da sombra das tuas asas,

9 Dos ímpios que me oprimem, dos meus inimigos mortais que me andam cercando.

10 Na sua gordura se encerram, com a boca falam soberbamente.

11 Têm-nos cercado agora nossos passos; e baixaram os seus olhos para a terra;

12 Parecem-se com o leão que deseja arrebatar a sua presa, e com o leãozinho que se põe em esconderijos.

13 Levanta-te, SENHOR, detém-no, derriba-o, livra a minha alma do ímpio, com a tua espada;

14 Dos homens com a tua mão, SENHOR, dos homens do mundo, cuja porção está nesta vida, e cujo ventre enches do teu tesouro oculto. Estão fartos de filhos e dão os seus sobejos às suas crianças.

15 Quanto a mim, contemplarei a tua face na justiça; eu me satisfarei da tua semelhança quando acordar.

quinta-feira, 15 de março de 2012

A Quinta-feira e o Anjo Saquiel.

A Quinta-feira é regida por Júpiter e pelo Anjo Saquiel.

Esse Anjo atrai prosperidade e fartura. Ele procura garantir a segurança financeira.

A energia do gigante Júpiter, também favorece o poder e a força das conquistas.

Hoje é um bom dia para mentalizar o aumento de algo que se deseja obter ou expandir.

Para entrar em sintonia com a energia desse dia e comungar com o Anjo Saquiel, acenda uma vela azul sobre um pires branco e leia os Salmos de número 113 e 114.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Provas da Existência de Deus.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 1 – Deus

II – Provas da Existência de Deus.

4. Onde podemos encontrar a prova da existência de Deus?

— Num axioma que aplicais às vossas ciências: não há efeito sem causa. Procurai a causa de tudo o que não é obra do homem e vossa razão vos responderá.

Comentário de Kardec: Para crer em Deus é suficiente lançar os olhos às obras da criação. O universo existe; ele tem, portanto, uma causa. Duvidar da existência de Deus seria negar que todo efeito tem uma causa, e avançar que o nada pôde fazer alguma coisa.

5. Que conseqüência podemos tirar do sentimento intuitivo, que todos os homens trazem consigo, da existência de Deus?

— Que Deus existe; pois de onde lhes virá esse sentimento, se ele não se apoiasse em nada? E uma conseqüência do princípio de que não há efeito sem causa.

6. O sentimento íntimo da existência de Deus, que trazemos conosco, não seria o efeito da educação e o produto de idéias adquiridas?

— Se assim fosse, por que os vossos selvagens também teriam esse sentimento ?

Comentário de Kardec: Se o sentimento da existência de um ser supremo não fosse mais que o produto de um ensinamento, não seria universal e nem existiria, como as noções cientificas. senão entre os que tivessem podido receber esse ensinamento.

7. Poderíamos encontrar a causa primária da formação das coisas nas propriedades íntimas da matéria?

— Mas, então, qual seria a causa dessas propriedades? E sempre necessária uma causa primária.

Comentário de Kardec: Atribuir a formação primária das coisas às propriedades íntimas da matéria seria tomar o efeito pela causa, pois essas propriedades são em si mesmas um efeito, que deve ter uma causa.

8. Que pensar da opinião que atribui a formação primária a uma combinação fortuita da matéria, ou seja, ao acaso?

— Outro absurdo! Que homem de bom senso pode considerar o acaso como um ser inteligente? E, além disso, o que é o acaso? Nada!

Comentário de Kardec: A harmonia que regula as forças do universo revela combinações e fins determinados, e por isso mesmo um poder inteligente. Atribuir a formação primária ao acaso, seria uma falta de senso, porque o acaso é cego e não pode produzir efeitos inteligentes. Um acaso inteligente já não seria um acaso.

9. Onde se pode ver, na causa primária, uma inteligência suprema, superior a todas as outras?

— Tendes um provérbio que diz o seguinte: pela obra se conhece o autor. Pois bem: vede a obra e procurai o autor! É o orgulho que gera a incredulidade. O homem orgulhoso nada admite fora de si, e é por isso que se considera um espírito forte. Pobre ser, que um sopro de Deus pode abater!

Comentário de Kardec: Julga-se o poder de uma inteligência pelas suas obras. Como nenhum ser humano pode criar o que a Natureza produz, a causa primária há de estar numa inteligência superior à Humanidade.

Sejam quais forem os prodígios realizados pela inteligência humana esta inteligência tem também uma causa e, quanto maior for a sua realização maior deve ser a causa primária. Esta inteligência superior é a causa primária de todas as coisas qualquer que seja o nome pelo qual o homem a designe.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

terça-feira, 13 de março de 2012

O Axioma e a Verdade.

De origem grega, axioma significa uma premissa clara e evidente da realidade sem que se precise de demonstração para admiti-la verdadeira. É, portanto, uma verdade incontestável. E obedece a alguns princípios tais como:

- Ser uma afirmação que jamais se torna uma negação;

- Se referir as leis gerais da operação necessária das coisas;

- Ter fundamento da realidade.

Conhecendo um Axioma podemos compreender melhor a realidade que nos cerca. Na Grécia Antiga, as pitonizas, intermediárias nos oráculos, recebiam as mensagens dos deuses em forma de Axiomas. Era preciso decifrá-los pra encontrar a resposta certa. Ou seja, era preciso sentir a verdade divina contida naquela mensagem.

Um exemplo de axioma é a célebre frase do filósofo Sócrates: “Homem, conhece-te a ti mesmo, que conhecerás o universo e os deuses.”

segunda-feira, 12 de março de 2012

O Santo de Deus.


Salmo 16

1 GUARDA-ME, ó Deus, porque em ti confio.
 

2 A minha alma disse ao SENHOR: Tu és o meu Senhor, a minha bondade não chega à tua presença,
 

3 Mas aos santos que estão na terra, e aos ilustres em quem está todo o meu prazer.
 

4 As dores se multiplicarão àqueles que fazem oferendas a outro deus; eu não oferecerei as suas libações de sangue, nem tomarei os seus nomes nos meus lábios.
 

5 O SENHOR é a porção da minha herança e do meu cálice; tu sustentas a minha sorte.
 

6 As linhas caem-me em lugares deliciosos: sim, coube-me uma formosa herança.
 

7 Louvarei ao SENHOR que me aconselhou; até os meus rins me ensinam de noite.
 

8 Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim; por isso que ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.
 

9 Portanto está alegre o meu coração e se regozija a minha glória; também a minha carne repousará segura.
 

10 Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção.
 

11 Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente.

domingo, 11 de março de 2012

São Constantino.

Hoje é dia de São Constantino, que faz parte da história do Cristianismo na Escócia. De rei da Cornuália à evangelizador de sua pátria, foi o responsável pela conversão do país.

Conta a história que Constantino não foi um governante justo mas após se converter chegou a fundar conventos e construir igrejas.

Morreu ao ser atacado por um pagão enquanto pregrava em praça pública. Isso aconteceu no ano 598 e fez de Constantino o primeiro mártir escocês. Seu culto se espalhou rápido pela Europa e por todo o mundo cristão, ocidental e oriental.

sábado, 10 de março de 2012

Deus e o Infinito.


Do Livro dos Espíritos: Livro I: As Causas Primárias - Capítulo 1 – Deus

1- Deus e o Infinito

1. O que é Deus?
— Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas(1)

2. O que devemos entender por infinito?
— Aquilo que não tem começo nem fim; o desconhecido; todo o desconhecido é infinito(2).

3. Poderíamos dizer que Deus é o infinito?
— Definição incompleta. Pobreza da linguagem dos homens, insuficiente para definir as coisas que estão além de suas inteligência.

Comentário de Kardec: Deus é infinito nas suas perfeições, mas o finito é uma abstração; dizer que Deus é o infinito é tomar o atributo de uma coisa por ela mesma, definir uma coisa ainda não conhecida, por outra que também não o é.

(1) As frases em itálico que seguem às perguntas são as respostas dadas pelos Espíritos.Suprimimos as aspas, por considerá-las desnecessárias. As notas e explicações de Kardec, intercaladas no texto, são compostas com fonte e tamanho diferentes, de maneira que não há possibilidade de confusão. (N. do T.)

(2) Os Espíritos se referem ao Universo. Tudo quanto nele conhecemos tem começo e tem fim; tudo quanto não conhecemos se perde no infinito. Aplicação da expressão francesa:passer du connu a I’inconnu. (N. do T.)

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que  estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

sexta-feira, 9 de março de 2012

A Magia nas Caçadas.


A magia é uma prática antiga. Tão antiga que parece que existia até no período Paleolítico, quando os humanos a usavam para ajudá-los nas caçadas. 

O mimetismo era a principal magia que eles empregavam. Na caça, os homens imitavam o animal a ser caçado pois acreditavam que assim conseguiam se conectar com o espírito dele. 

Outra forma, era usar o que se chama de mágica invisível ou homeopática. Pegava-se um objeto que representasse o animal a ser caçado e realizava-se um ato sobre ele. O que se fizesse com o objeto teria efeito sobre o próprio animal. Foram encontradas algumas imagens de argila e desenhos de animais sendo golpeados. Isso ajudou a chegar a essa conclusão.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Quem Habitará no seu Tabernáculo?

Salmo 15

1 SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?

2 Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração.

3 Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo;

4 A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao SENHOR; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda.

5 Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Primeira Oferenda.

Acredita-se que foi no Vale Tamina, na Suíça, na cidade de Drachenloch que tenha sido realizada a primeira oferenda às forças sobrenaturais.

A conclusão chegou depois que foram encontrados partes do corpo de um urso como se ainda tivessem de ser comidos. Eram ossos do esqueleto ainda com carne e o cérebro intacto.

Provavelmente, foram colocados para agradar os espíritos de animais e agradecer pela caça bem sucedida. As oferendas também serviam para pedir proteção nas futuras caçadas.

terça-feira, 6 de março de 2012

Prolegômenos.

Do Livro dos Espíritos: Introdução – Prolegômenos.

Fenômenos que escapam às leis da ciência comum manifestam-se por toda parte. E revelam como causa a ação de uma vontade livre e inteligente.

A razão nos diz que um efeito inteligente deve ter como causa uma força inteligente. E os latos provaram que essa força pode entrar em comunicação com os homens através de sinais materiais.

Essa Força, interrogada sobre sua natureza, declarou pertencer ao mundo dos seres espirituais que se despojaram do envoltório corporal do homem. Desta maneira é que foi revelada a Doutrina dos Espíritos.

As comunicações entre o mundo espírita e o mundo corpóreo pertencem à Natureza e não constituem nenhum talo sobrenatural. É por isso que encontramos os seus traços entre todos os povos e cm todas as épocas. Hoje elas são gerais e evidentes por todo o mundo.

Os Espíritos anunciam que os tempos marcados pela Providência para uma manifestação universal estão chegados c que, sendo os ministros de Deus e os agentes da sua vontade, cabe-lhes a missão de instruir e esclarecer os homens, abrindo uma nova era para a regeneração da Humanidade.

Este livro é o compêndio dos seus ensinamentos. Foi escrito por ordem e sob ditado dos Espíritos superiores para estabelecer os fundamentos de uma filosofia racional, livre dos prejuízos do espírito de sistema. Nada contém que não seja a expressão de seu pensamento e não tenha sofrido o seu controle. A ordem e a distribuição metódica das matérias assim como as notas e a forma de algumas partes da redação constituem a única obra daquele que recebeu a missão de o publicar.

No número dos Espíritos que concorreram para a realização desta obra, há muitos que viveram em diferentes épocas na Terra, onde pregaram e praticaram a virtude e a sabedoria. Outros não pertencem, por seus nomes, a nenhum personagem de que a História tenha guardado a memória, mas a sua elevação é atestada pela pureza de sua doutrina e pela união com os que trazem nomes venerados.

Eis os termos em que nos deram, por escrito e por meio de muitos médiuns, a missão de escrever este livro:

“Ocupa-te, com zelo e perseverança, do trabalho que empreendeste com o nosso concurso, porque esse trabalho é nosso. Nele pusemos as bases do novo edifício que se eleva e um dia deverá reunir todos os homens num mesmo sentimento de amor e caridade; mas, antes de o divulgares, revê-lo-emos juntos afim de controlar todos os detalhes.

“Estaremos contigo sempre que o pedires, para te ajudar nos demais trabalhos, porque esta não é mais do que uma parte da missão que te foi confiada e que um de nós já te revelou.

“Entre os ensinamentos que te são dados, há alguns que deves guardar somente para ti, até nova ordem; avisaremos quando chegar o momento de os publicar. Enquanto isso, medita-os, a fim de estares pronto quando te avisarmos.

“Porás no cabeçalho do livro o ramo de parreira que te desenhamos porque é ele o emblema do trabalho do Criador(1). Todos os princípios materiais que podem melhor representar o corpo e o Espírito nele se encontram reunidos: o corpo é o ramo; o Espírito é a seiva; a alma ou o espírito ligado à matéria é o bago. O homem quintessência o Espírito pelo trabalho e tu sabes que não é senão pelo trabalho do corpo que o espírito adquire conhecimentos.

“Não te deixes desencorajar pela crítica. Encontrarás contraditares encarniçados, sobretudo entre as pessoas interessadas em trapaças. Encontrá-los-ás mesmo entre os Espíritos, pois aqueles que não são completamente desmaterializados procuram, muitas vezes, semeara duvida, por malícia ou por ignorância. Mas prossegue sempre; crê em Deus e marcha confiante: aqui estaremos para te sustentar e aproxima-se o tempo em que a verdade brilhará por toda parte.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Evolução Espiritual – Conexão com o Divino.

Segue abaixo uma sugestão de 12 passos para se obter uma conexão com o Divino em busca de uma evolução espiritual:

  
1.  Meditação diária: Ontem era recomendável, hoje é imprescindível. A meditação diária é o combustível do nosso corpo e da nossa alma para percorrer este tempo.
Façam-no de maneira simples, em três fases: respiração consciente, relaxamento corporal, chegada de Luz. Quanto mais simples, mais fácil será incorporá-la como hábito.

2. Intenção clara: Não podemos continuar vivendo cada dia como quem sobe em um avião e diz ao piloto: "leve-me para onde quiser". Necessitamos de um propósito continuado sem interrupção. 
  
3.  Registro de sonhos: Os nossos sonhos estão-nos guiando na direção da nossa evolução. Sempre o fizeram, mas agora é necessário que prestemos muito mais atenção ao que significam. Pratiquem a memória do sonho, tratem de recordar ainda que não o entendam, dividam-no com outros interessados no mesmo. 
 
4.  Desapego radical: Alguns Seres passaram por experiências duras no plano sentimental, mas tudo isso foi para um propósito, para centrar e equilibrar energias e com isso discernir se a pessoa que os acompanhava tinha o mesmo propósito de evoluir.
     Avaliar que acontecimento do passado afetou a nossa maneira de sentir e de vibrar.
     Não ficar estancado nesse acontecimento, transformá-lo. O propósito é simples . . .
     Concluir para fechar todas as pontas soltas dessa situação, portanto, tirar disso todas as experiências que tiveram para nos separarmos e terminar de uma vez por todas com o que nos impede o nosso crescimento, avaliar o que realmente nos enche completamente.
     Despeçam-se verdadeiramente do que não é útil. Descubram que recebem em troca uma energia extraordinária, mantenham-se unidos com os seres que vibram na mesma frequência para expandir essa Luz de cura da mente de todos os outros seres.
     Não importa a experiência que se teve, o importante é o reconhecimento no Agora do que é realmente valioso para o nosso crescimento interior e tomar a decisão se o nosso parceiro (a)  é um obstáculo a isso, se é, de simplesmente deixar ir  "Terá a sua própria experiência”,  se pelo contrário, é um Ser que deseja mudar / continuar crescendo, será uma grande ajuda para a evolução como um casal. 

5.  Redes sociais: Reúnam-se, somente, com aqueles que dividem esta filosofia de vida.
     A mudança vos encontrará reunidos. Participem em práticas de ativação da consciência, mantenham-se bem informados através de sites na internet ou de pessoas que vibrem na mesma ressonância e que tenham os mesmos objetivos. Não percam tempo com ilusões inúteis e fúteis. Dispensem a vaidade. Despertem a consciência o quanto antes. Assistam a seminários e conferências e troquem informações. Façam a gestão das vossas próprias redes de grupos reais ou virtuais. 
  
6.  Comunhão com a Terra: A Mãe Terra está evoluindo juntamente conosco. De fato, ela é a iniciadora deste movimento e a razão principal de estarmos girando para um destino superior. É a nave que nos leva através do cosmos. Reverenciamo-la de maneira mais simples e universal:  dando Amor a ela e às suas criaturas. 

7.  Tempo na natureza: Apanhem sol, ainda que seja na varanda uns minutos durante a manhã, tomem contato com a energia natural em todas as oportunidades que tenham.
Caminhem, observem os sinais do vento, as nuvens. Carreguem-se de vitalidade e pureza.

8.  Arte: Expressem-se criativamente, mesmo quando sintam que não têm capacidade artística. A arte é uma qualidade inerente à espécie, só que nos condicionaram a aceitarmos somente certas formas criativas. Permitam que a alma fale no seu próprio código, que é o da arte.
   
9.  Segurem-se aos seus sonhos: Cada alma tem um sonho, é esse o seu Norte.
     Encontrem o que vos torna felizes e sigam o seu rastro. Abandonem definitivamente todos aqueles preconceitos e crenças limitantes que vos dizem o que  “é possível”  e o que não é. Quando chegarmos ao momento que nos espera como espécie, não nos servirá de nada ter feito as coisas segundo o que  “se esperava de nós”. Encontrem o vosso propósito existencial. 

10. Limpeza Cármica: Os nossos campos de energia estão cheios de resíduos que já não são funcionais para o nosso crescimento. Noutras épocas, talvez nos tivesse levado anos a compreender e a transmutar esses restos de experiências cármicas. Hoje, a aceleração e as alterações no nosso ADN fazem arrebentar as cristalizações antigas. Limpem o que fica delas com o trabalho dos chakras, cura com sons, desintoxicação do organismo com jejum ou dieta sã, trabalho com a energia. 

11.  Descanso: Toda esta evolução produz em nós um inusitado cansaço. A matéria está mais lenta na hora de ajustar a sua dinâmica à da consciência. Protejam-se descansando o suficiente, e mais. Se puderem, façam uma sesta, ou sempre que possam, não importa o momento do dia. Se não podem, substituam qualquer  “compromisso”  por tempo para vós, relaxamento e silêncio reparador. “Cuidar do cérebro.”

12. Pedir assistência superior: Estamos sendo acompanhados por entidades espirituais de diferentes cores e frequências, mas com o mesmo grande projeto:  ser testemunhas do maravilhoso momento em que uma espécie transita de uma Dimensão para outra.
Até certo ponto, podem ajudar-nos com conexões amorosas, estímulo e inspiração. 
 

Mensagem enviada por Rosana Brigagão.

domingo, 4 de março de 2012

Amor Eterno.

Viver o amor eterno não parece fácil. Mas é. É só uma questão de consciência onde devemos ter flexibilidade para viver as situações do nosso dia-a-dia. A rotina pode ser um banho de água fria mas se encontrarmos formas que nos possibilitem a constante renovação de nossos pensamentos (estarmos abertos para novas descobertas), de nossos sentimentos (estarmos preparados para lidar com emoções que não conhecíamos) e de nossas ações (estarmos atentos para a sinceridade das palavras mediante nossos atos) na convivência diária da vida com nossos parceiros, familiares, amigos, colegas de trabalho e também com quem esbarramos na rua, podemos experimentar o amor eterno

Uma semente por exemplo, se regada bem a seu tempo é capaz de crescer, se transformar numa “senhora” árvore e viver centenas de anos. Quando chegar a sua “hora”, seus frutos já terão florescido levando a eternidade para outros jardins. Ao passo que se a semente for plantada em terreno árido e sem nenhum tratamento, terá poucas chances de crescer e mostrar a sua verdadeira essência. A partir do momento em que se toma essa consciência, o homem e a mulher, ou melhor, o casal, comunga com o cosmo e passa a ser um holograma da unidade que integra as forças masculinas e femininas. Forças estas, existentes em várias dimensões e em vários níveis de atuação.

Os frutos desse casal, que serão os filhos, vão conhecer o amor incondicional. O amor absoluto. Pois a dedicação dos pais estará baseada na percepção da unidade da vida e de tudo que existe no universo. A percepção dessa existência deflagra a ‘lei do retorno’ tão defendida pelas teorias reencarnacionistas. Mas também é aplicada à prática nessa existência onde se recomenda não fazer aos outros aquilo que não gostaria que fizessem contigo. Com essa visão é possível ter contato com o que há de melhor dentro de nós e também conseguir enxergar o melhor do outro. É possível perceber a nossa participação no movimento do cosmo. No movimento da vida que aflora dentro de todos nós.

sábado, 3 de março de 2012

Não há Quem faça o bem.

Salmo 14

1 DISSE o néscio no seu coração: Não há Deus. Têm-se corrompido, fazem-se abomináveis em suas obras, não há ninguém que faça o bem.

2 O SENHOR olhou desde os céus para os filhos dos homens, para ver se havia algum que tivesse entendimento e buscasse a Deus.

3 Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos: não há quem faça o bem, não há sequer um.

4 Não terão conhecimento os que praticam a iniqüidade, os quais comem o meu povo, como se comessem pão, e não invocam ao SENHOR?

5 Ali se acharam em grande pavor, porque Deus está na geração dos justos.

6 Vós envergonhais o conselho dos pobres, porquanto o SENHOR é o seu refúgio.

7 Oh, se de Sião tivera já vindo a redenção de Israel! Quando o SENHOR fizer voltar os cativos do seu povo, se regozijará Jacó e se alegrará Israel.

sexta-feira, 2 de março de 2012

Preenchendo Os Espaços Vazios.

Do Livro dos Espíritos: Introdução

XVII – Preenchendo Os Espaços Vazios.

O ceticismo no tocante à Doutrina Espírita, quando não resulta de uma oposição sistemática, interesseira, provém quase sempre de um conhecimento incompleto dos fatos, o que não impede algumas pessoas de liquidarem a questão como se a conhecessem perfeitamente. Pode-se ter muito espírito e até mesmo muita instrução e não se ter bom senso; ora, o primeiro indício da falta de senso é a crença na própria infalibilidade. Muitas pessoas também não vêem nas manifestações espíritas mais que um motivo de curiosidade. Esperamos que, pela leitura deste livro, encontrem nesses fenômenos estranhos alguma coisa além de um simples passatempo.

A Ciência Espírita contém duas partes: uma experimental, sobre as manifestações em geral, outra filosófica, sobre as manifestações inteligentes. Quem não tiver observado senão a primeira estará na posição daquele que só conhece a Física pelas experiências recreativas, sem haver penetrado na Ciência. A verdadeira Doutrina Espírita está no ensinamento dado pelos Espíritos, e os conhecimentos que esse ensinamento encerra são muito sérios para serem adquiridos por outro modo que não por um estudo profundo e continuado, feito no silêncio e no recolhimento. Mesmo porque só nestas condições pode ser observado um número infinito de fatos e suas nuanças, que escapam ao observador e que permitem firmar-se uma opinião.

Se este livro não tivesse por fim mais do que mostrar o lado sério da questão, provocando estudos a respeito, isto já seria bastante e nos felicitaríamos por ter sido escolhido para realizar uma obra sobre a qual não pretendemos ter nenhum mérito pessoal, pois os princípios aqui expostos não são de nossa criação; o mérito é, portanto, inteiramente dos Espíritos que o ditaram. Esperamos que ele tenha outro resultado, — o de guiar os homens desejosos de se esclarecerem, mostrando-lhes nestes estudos um objetivo grande e sublime, o do progresso individual e social, e indicando-lhes o caminho a seguir para a sua consecução.

Concluiremos com uma derradeira consideração. Os astrônomos, sondando os espaços, encontraram na distribuição dos corpos celestes, lacunas injustificáveis e em desacordo com as leis do conjunto. Suspeitaram que essas lacunas deviam corresponder a corpos que haviam escapado às observações. Por outro lado, observaram certos efeitos cuja causa lhes era desconhecida e disseram a si mesmos: “Ali deve haver um mundo, porque essa lacuna não pode existir e esses efeitos devem ter uma causa”. Julgando então da causa pelos efeitos, puderam calcular os elementos e mais tarde os fatos vieram justificar as suas previsões.

Apliquemos este raciocínio a outra ordem de idéias. Se observarmos a série dos seres, perceberemos que eles formam uma cadeia sem solução de continuidade, desde a matéria bruta até o homem mais inteligente. Mas entre o homem e Deus, que são o alfa e o ômega de todas as coisas, que imensa lacuna! Será razoável pensar que seja o homem o último anel dessa cadeia? Que ele transponha, sem transição, a distância que o separa do infinito? A razão nos diz que entre o homem e Deus deve haver outros elos, como disseram os astrônomos que entre os mundos conhecidos devia haver outros mundos. Qual a filosofia que preencheu essa lacuna? O Espiritismo no-la apresenta preenchida pelos seres de todas as categorias do mundo invisível, e esses seres não são mais que os Espíritos dos homens nos diferentes graus que conduzem à perfeição. E assim tudo se liga, tudo se encadeia, do alfa ao ômega. Vós que negais a existência dos Espíritos, preenchei o vazio que eles ocupam. E vós, que deles rides, ousai rir das obras de Deus e da sua onipotência!

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Março Wicca.

O mês de março é consagrado ao deus romano da Guerra, Marte, contraparte do grego Ares.

Para os romanos, este mês representava o início do Ano-Novo, começando no equinócio da primavera, em torno do dia 21, data mantida até hoje como o início do Ano Zodiacal.

A pedra natal de março é o jaspe-sanguíneo ou heliotrópio.

Fonte: Almanaque Wicca – 2012.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...