quinta-feira, 31 de maio de 2012

Seres Orgânicos e Inorgânicos.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 4 – Princípio Vital

I – Seres Orgânicos e Inorgânicos.

Os seres orgânicos são os que trazem em si mesmos uma fonte de atividade íntima que lhes dá a vida; nascem, crescem, reproduzem-se e morrem; são providos de órgãos especiais para a realização dos diferentes atos da vida e apropriados às necessidades da sua conservação. Compreendem os homens, os animais e as plantas. Os seres inorgânicos são os que não possuem vitalidade nem movimentos próprios, sendo formados apenas pela agregação da matéria: os minerais, a água, o ar etc.

60. É a mesma força que une os elementos materiais nos corpos orgânicos e inorgânicos?

— Sim, a lei de atração é a mesma para todos.

61. Há uma diferença entre a matéria dos corpos orgânicos e inorgânicos?

— E sempre a mesma matéria, mas nos corpos orgânicos é animalizada.

62. Qual a causa da animalização da matéria?

— Sua união com o princípio vital.

63. O princípio vital é propriedade de um agente especial ou apenas da matéria organizada; numa palavra, é um efeito ou uma causa?

— E uma e outra coisa. A vida é um efeito produzido pela ação de um agente sobre a matéria. Esse agente, sem a matéria, não é vida, da mesma forma que a matéria não pode viver sem ele. É ele que dá vida a todos os seres, que o absorvem e assimilam.

64. Vimos que o espírito e a matéria são dois elementos constitutivos do universo. O princípio vital formaria um terceiro?

—É um dos elementos necessários à constituição do universo, mas tem a sua fonte nas modificações da matéria universal. É um elemento para vós, como o oxigênio e o hidrogênio, que, entretanto, não são elementos primitivos, pois todos procedem de um mesmo princípio.

64- a) Parece resultar daí que a vitalidade não tem como princípio um agente primitivo distinto, sendo antes uma propriedade especial da matéria universal, devido a certas modificações desta.

— É essa a conseqüência do que dissemos.

65. O princípio vital reside num dos corpos que conhecemos?

— Ele tem como fonte o fluido universal; é o que chamais fluido magnético ou fluido elétrico animalizado. É o intermediário, o liame entre o espírito e a matéria.

66. O princípio vital é o mesmo para todos os seres orgânicos?

— Sim, modificado segundo as espécies. É ele que lhes dá movimento e duvidado, e os distingue da matéria inerte, pois o movimento da matéria não é a vida; ela recebe esse movimento, não o produz.

67. A vitalidade é um atributo permanente do agente vital, ou somente se desenvolve com o funcionamento dos órgãos?

— Só se desenvolve com o corpo. Não dissemos que esse agente, sem a matéria, não é vida? É necessária a união de ambos para produzir a vida.

67- a) Podemos dizer que a vitalidade permanece, quando o agente vital ainda não se uniu ao corpo?

— Sim, é isso.

Comentário de Kardec: O conjunto dos órgãos constitui uma espécie de mecanismo, impulsionado pela atividade intima ou princípio vital que neles existe. O principio vital é a força motriz dos corpos orgânicos. Ao mesmo tempo que o agente vital impulsiona os órgãos, a ação destes entretém e desenvolve o agente vital, mais ou menos como o atrito produz o calor.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Oração à Santa Joana D' Arc.

Hoje comemora-se Santa Joana D' Arc, santa católica que viveu no período medieval de nossa Era. Abaixo, deixo uma oração:

Ó Santa Joana D'Arc, vós que, cumprindo a vontade de Deus, de espada em punho, vos lançastes à luta, por Deus e pela Pátria, ajudai-me a perceber, no meu íntimo, as inspirações de Deus. Com o auxílio da vossa espada, fazei recuar os meus inimigos que atentam contra a minha fé e contra as pessoas mais pobres e desvalidas que habitam nossa Pátria.

Santa Joana D'Arc, ajudai-me a vencer as dificuldades no lar, no emprego, no estudo e na vida diária. Ó Santa Joana D'Arc atenda ao meu pedido (pedido). E que nada me obrigue a recuar, quando estou com a razão e a verdade, nem opressões, nem ameaças, nem processos, nem mesmo a fogueira.

Santa Joana D'Arc, iluminai-me, guiai-me, fortalecei-me, defendei-me.

Amém.

Para quem quiser saber sobre a história de Joana D'Arc, leias os posts 2010 e 2011.





terça-feira, 29 de maio de 2012

Deus, o Bom Pastor.

Salmo 23

1 O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.


2 Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranqüilas;

3 Restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome.

4 Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem.

5 Preparas um banquete para mim à vista dos meus inimigos. Tu me honras, ungindo a minha cabeça com óleo e fazendo transbordar o meu cálice.

6 Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e voltarei à casa do Senhor enquanto eu viver.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Felicidade.

"Não existe caminho para a felicidade, a felicidade é o caminho." Buda.

"A busca da felicidade é pessoal, e não um modelo que possamos dar para os outros". Paulo Coelho.

"Aquilo a que chamamos felicidade consiste na harmonia e na serenidade, na consciência de uma finalidade, numa orientação positiva, convencida e decidida do espírito, ou seja na paz da alma." Thomas Mann.

"Na vida só há um modo de ser feliz. Viver para os outros." Léon Tolstoi.

"Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho." Gandhi

domingo, 27 de maio de 2012

Considerações e Concordâncias Bíblicas Referentes à Criação.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 3 – Criação

VI – Considerações e Concordâncias Bíblicas Referentes à Criação.

59. Os povos fizeram idéias bastante divergentes sobre a criação, segundo o grau de seus conhecimentos. A razão apoiada na Ciência reconheceu a inverossimilhança de algumas teorias. A que os Espíritos nos oferecem confirma a opinião há muito admitida pelos homens mais esclarecidos.

A objeção que se pode fazer a essa teoria é a de estar em contradição com os textos dos livros sagrados. Mas um exame sério nos leva a reconhecer que essa contradição é mais aparente que real, resultante da interpolação dada a passagens que, em geral, só possuíam sentido alegórico.

A questão do primeiro homem, na pessoa de Adão, como único tronco da Humanidade, não é a única sobre a qual as crenças religiosas têm de modificar-se O movimento da Terra parecia, em determinada época, tão contrário aos textos sagrados que não há formas da perseguição a que essa teoria não tenha dado pretexto. Não obstante, a Terra gira, malgrado os anátemas, e ninguém hoje em dia poderia contestá-lo sem ofender a sua própria razão.

A Bíblia diz igualmente que o mundo foi criado em seis dias, e fixa a época da criação em cerca de quatro mil anos antes da era cristã. Antes disso, a Terra não existia; ela foi tirada do nada. O texto é formal. E eis que a Ciência positiva a Ciência inexorável vem provar o contrário. A formação do globo está gravada em caracteres indeléveis no mundo fóssil, e está provado que os seis dias da criação representam outros tantos períodos, cada um deles, talvez, de muitas centenas de milhares de anos. E não se trata de um sistema, uma doutrina uma opinião isolada, mas de um fato tão constante como o do movimento da Terra, e que a Teologia não pode deixar de admitir prova evidente do erro em que se pode cair, quando se tomam ao pé da letra as expressões de uma linguagem freqüentemente figurada(1). Devemos concluir, então, que a Bíblia é um erro? Não; mas que os homens se enganam na sua interpretação(2) .

A Ciência, escavando os arquivos da Terra, descobriu a ordem em que os diferentes seres vivos apareceram na superfície, e essa ordem concorda com a indicada no Gênese, com a diferença de que essa obra, em vez de ter saído miraculosamente das mãos de Deus, em apenas algumas horas, realizou-se sempre pela sua vontade, mas segundo a lei das forças naturais, em alguns milhões de anos. Deus seria, por isso, menor e menos poderoso? Sua obra se tornaria menos sublime, por não ter o prestígio da instantaneidade? Evidentemente, não. É preciso fazer da Divindade uma idéia bem mesquinha para não reconhecer a sua onipotência nas leis eternas que ela estabeleceu para reger os mundos. A Ciência, longe de diminuir a obra divina, no-la mostra sob um aspecto mais grandioso e mais conforme com as noções que temos do poder e da majestade de Deus, pelo fato mesmo de ter ela se realizado sem derrogar as leis da Natureza.

A Ciência, de acordo neste ponto com Moisés, coloca o homem por último na ordem da criação dos seres vivos. Moisés, porém, coloca o dilúvio universal no ano 1654 da formação do mundo, enquanto a Geologia nos mostra o grande cataclismo como anterior à aparição do homem, tendo em vista que, até agora, não se encontra nas camadas primitivas nenhum traço da sua presença, nem da presença dos animais que, sob o ponto de vista físico, são da sua mesma categoria. Mas nada prova que isso seja impossível; várias descobertas já lançaram dúvidas a respeito, podendo acontecer, portanto, que de um momento para outro se adquira a certeza material da anterioridade da raça humana. E então se reconhecerá que, nesse ponto, como em outros, o texto bíblico é figurado.

A questão está em saber se o cataclismo geológico é o mesmo de Noé. Ora, a duração necessária à formação das camadas fósseis não dá lugar a confusões, e no momento em que se encontrarem os traços da existência do homem anteriores à grande catástrofe, ficará provado que Adão não foi o primeiro homem, ou que a sua criação se perde na noite dos tempos. Contra a evidência não há raciocínios possíveis e será necessário aceitar o fato como se aceitou o do movimento da Terra e o dos seis períodos da Criação.

A existência do homem antes do dilúvio geológico é, não há dúvida, ainda hipotética, mas eis como nos parece menos. Admitindo-se que o homem tenha aparecido pela primeira vez na Terra há quatro mil anos antes do Cristo, se 1650 anos mais tarde toda a raça humana foi destruída, com exceção apenas de uma família, conclui-se que o povoamento da Terra data de Noé, ou seja, de 2350 anos antes da nossa era. Ora, quando os hebreus emigraram para o Egito, no décimo oitavo século, encontraram esse país bastante povoado e já bem avançado em civilização. A História prova que, nessa época, a Índia e outros países eram igualmente florescentes, mesmo sem levarmos em conta a cronologia de certos povos, que remonta a uma época ainda mais recuada. Teria sido então necessário que do vigésimo quarto ao décimo oitavo século, quer dizer, num espaço de seiscentos anos, não somente a posteridade de um único homem tivesse podido povoar todas as imensas regiões então conhecidas, supondo-se que as outras não estivessem povoadas, mas também que, nesse curto intervalo, a espécie humana tivesse podido elevar-se da ignorância absoluta do estado primitivo ao mais alto grau de desenvolvimento intelectual, o que é contrário a todas as leis antropológicas.

A diversidade das raças humanas vem ainda em apoio desta opinião. O clima e os hábitos produzem, sem dúvida, modificações das características físicas, mas sabe-se até onde pode chegar a influência dessas causas, e o exame fisiológico prova a existência, entre algumas raças, de diferenças constitucionais mais profundas que as produzidas pelo clima. O cruzamento de raças produz os tipos intermediários; tende a superar os caracteres extremos, mas não cria estes, produzindo apenas as variedades. Ora, para que tivesse havido cruzamento de raças, era necessário que houvesse raças distintas, e como explicarmos a sua existência, dando-lhes um tronco comum e sobretudo tão próximo? Como admitir que, em alguns séculos, certos descendentes de Noé se tivessem transformado a ponto de produzirem a raça etiópica, por exemplo?

Uma tal metamorfose não é mais admissível que a hipótese de um tronco comum para o lobo e a ovelha, o elefante e o pulgão, a ave e o peixe. Ainda uma vez, nada poderia prevalecer contra a evidência dos fatos.

Tudo se explica, pelo contrário, admitindo-se a existência do homem antes da época que lhe é vulgarmente assinalada; a diversidade das origens; Adão, que viveu há seis mil anos, como tendo povoado uma região ainda inabitada; o dilúvio de Noé como uma catástrofe parcial, que se tomou pelo cataclismo geológico(3) e tendo-se em conta por fim, a forma alegórica peculiar ao estilo oriental, que se encontra nos livros sagrados de todos os povos. Eis porque é prudente não se acusar muito ligeiramente de falsas as doutrinas que podem, cedo ou tarde, como tantas outras, oferecer um desmentido aos que as combatem. As idéias religiosas, longe de perder, se engrandecem, ao marchar com a Ciência; esse o único meio de não apresentarem ao ceticismo um lado vulnerável.

(1) As recentes declarações do Papa Pio XII, admitindo os cálculos da Ciência para a formação da Terra, confirmam o acerto de Kardec nesta nota. (N. do T.)


(2) Advertência aos que condenam a Bíblia sem levar em conta os fatores históricos e a linguagem figurada do texto. (N. do T.)


(3) ) As escavações arqueológicas realizadas por Sir Charles Leonard Woolley, em 1929, ao norte de Basora, próximo ao Golfo Pérsico, para a descoberta de Ur, revelaram os restos de uma catástrofe diluviana ocorrida exatamente há quatro mil anos antes do Cristo. Ao encontrar a camada de lodo que cobria as ruínas da Ur primitiva, Woolley transmitiu a noticia ao mundo nos seguintes termos: “Encontramos os sinais do dilúvio universal”. Trabalhos posteriores comprovaram o fato, mostrando que houve um dilúvio local no delta do Tigre e do Eufrates, exatamente na data assinalada pela Bíblia. Este fato vem confirmar a previsão de Kardec. (N. do T.)

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

sábado, 26 de maio de 2012

Súplica do Messias Padecente.

Salmo 22

1 DEUS meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas do meu auxílio e das palavras do meu bramido?


2 Deus meu, eu clamo de dia, e tu não me ouves; de noite, e não tenho sossego.

3 Porém tu és santo, tu que habitas entre os louvores de Israel.

4 Em ti confiaram nossos pais; confiaram, e tu os livraste.

5 A ti clamaram e escaparam; em ti confiaram, e não foram confundidos.

6 Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo.

7 Todos os que me vêem zombam de mim, estendem os lábios e meneiam a cabeça, dizendo:

8 Confiou no SENHOR, que o livre; livre-o, pois nele tem prazer.

9 Mas tu és o que me tiraste do ventre; fizeste-me confiar, estando aos seios de minha mãe.

10 Sobre ti fui lançado desde a madre; tu és o meu Deus desde o ventre de minha mãe.

11 Não te alongues de mim, pois a angústia está perto, e não há quem ajude.

12 Muitos touros me cercaram; fortes touros de Basã me rodearam.

13 Abriram contra mim suas bocas, como um leão que despedaça e que ruge.

14 Como água me derramei, e todos os meus ossos se desconjuntaram; o meu coração é como cera, derreteu-se no meio das minhas entranhas.

15 A minha força se secou como um caco, e a língua se me pega ao paladar; e me puseste no pó da morte.

16 Pois me rodearam cães; o ajuntamento de malfeitores me cercou, traspassaram-me as mãos e os pés.

17 Poderia contar todos os meus ossos; eles vêem e me contemplam.

18 Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha roupa.

19 Mas tu, SENHOR, não te alongues de mim. Força minha, apressa-te em socorrer-me.

20 Livra a minha alma da espada, e a minha predileta da força do cão.

21 Salva-me da boca do leão; sim, ouviste-me, das pontas dos bois selvagens.

22 Então declararei o teu nome aos meus irmãos; louvar-te-ei no meio da congregação.

23 Vós, que temeis ao SENHOR, louvai-o; todos vós, semente de Jacó, glorificai-o; e temei-o todos vós, semente de Israel.

24 Porque não desprezou nem abominou a aflição do aflito, nem escondeu dele o seu rosto; antes, quando ele clamou, o ouviu.

25 O meu louvor será de ti na grande congregação; pagarei os meus votos perante os que o temem.

26 Os mansos comerão e se fartarão; louvarão ao SENHOR os que o buscam; o vosso coração viverá eternamente.

27 Todos os limites da terra se lembrarão, e se converterão ao SENHOR; e todas as famílias das nações adorarão perante a tua face.

28 Porque o reino é do SENHOR, e ele domina entre as nações.

29 Todos os que na terra são gordos comerão e adorarão, e todos os que descem ao pó se prostrarão perante ele; e nenhum poderá reter viva a sua alma.

30 Uma semente o servirá; será declarada ao Senhor a cada geração.

31 Chegarão e anunciarão a sua justiça ao povo que nascer, porquanto ele o fez.



sexta-feira, 25 de maio de 2012

Amuleto de Proteção de Santa Sara.


Hoje é dia das Santas Marias do Mar. São elas Maria Madalena, Maria Jacobina e Maria Salomé. Conheça um pouco mais sobre esta história clicando aqui, e na qual Santa Sara participou.

Segue uma dica de como criar um amuleto cigano de proteção:


Acenda 1 Vela Santa Sara com um cacho de uvas ao lado e uma peça de ouro. 

Peça a Santa Sara toda alegria, amor e fartura do Povo Cigano. 

Peça-Lhe para abençoar o lar levando para bem longe qualquer problema ou doença. 

Após terminar a vela, essa peça de ouro estará imantada com toda proteção e bênçãos de amor e prosperidade do Povo Cigano e deverá ser usada como um amuleto de proteção. 

Esta imagem é um vitral da Igreja das Marias vindas do mar. 

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Oração à Santa Sara.

Hoje é dia de Santa Sara Kali, conhecida como a santa dos Ciganos.

Deixo abaixo uma oração que pode ser realizada também como Novena, desde que seja feita durante 9 dias. Os pedidos mais feitos relacionados a esta oração são pedidos de gravidez, amor e superação de obstáculos.

Oração de Santa Sara Kali:  


Sara, Sara, Sara, fostes escrava de José de Arimatéia. No mar, fostes abandonada (pedir para que não sejamos abandonados pela sorte, amor, dinheiro, saúde, felicidade...). Teus milagres no mar se sucederam e como santa te tornastes, à beira do mar chegastes e os ciganos te acolheram. 

Sara, Rainha, Mãe dos ciganos, que te consagram como protetora e mãe vinda das águas. Sara, mãe dos aflitos, a ti imploro proteção para o meu corpo, luz para que meus olhos enxerguem até no escuro, luz para o meu espírito e amor para todos os meus irmãos. Aos pés da Mãe Santíssima, tu, Sara, me colocarás e a todos que me cercam, para que possamos vencer as provações terrenas. 

Sara, Sara, Sara, não sentirei dores nem tremores. Espíritos perdidos não me encontrarão e, assim como conseguistes o milagre do mar, a todos que me desejarem mal, tu, com as águas me fará vencer (quando a pessoa não está bem e querendo resolver algo muito importante, beber três goles de água). 

Sara, Sara, Sara, não sentirei dores nem tremores, continuarei caminhando com fé, sem parar. Assim como as caravanas passam, no meu interior tudo passará e a união comigo ficará. E sentirei o perfume das caravanas que passam, deixando o rastro da alegria e da felicidade dos teus ensinamentos. Amai-nos Sara, para que eu possa ajudar a todos que me procurem. Ajudado pelos teus poderes, serei alegre e compreensivo com todos que me cercam. Corre no céu, corre na terra, corre no mundo e ? Sara, Sara, Sara ? estarás sempre à minha frente, sempre atrás, do lado esquerdo, do lado direito.

E assim dizemos que somos protegidos por Sara, que nos ensinará a caminhar e perdoar.

Rezar três Ave-Maria, sendo a primeira para Sara, a segunda para os ciganos e a terceira para você.

Veja também os posts de 2011 e 2010 sobre Santa Sara.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Pluralidade dos Mundos.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 3 – Criação

V – Pluralidade dos Mundos.

55. Todos os globos que circulam no espaço são habitados?

-Sim e o homem terreno está bem longe de ser, como acredita, o primeiro em inteligência, bondade e perfeição. Há, entretanto, homens que se julgam espíritos fortes e imaginam que só este pequeno globo tem o privilégio de ser habitado por seres racionais. Orgulho e vaidade! Crêem que Deus criou o Universo somente para eles.

Comentário de Kardec: Deus povoou os mundos de seres vivos, e todos concorrem para o objetivo final da Providência. Acreditar que os seres vivos estejam limitados apenas ao ponto que habitamos no Universo seria pôr em dúvida a sabedoria de Deus, que nada fez de inútil e deve ter destinado esses mundos a um fim mais sério do que o de alegrar os nossos olhos. Nada, aliás, nem na posição, no volume ou na constituição física da Terra, pode razoavelmente levar-nos à suposição de que tenha o privilégio de ser habitada, com exclusão de tantos milhares de mundos semelhantes.

56. A constituição física dos diferentes globos é a mesma?

— Não; eles absolutamente não se assemelham.

57. A constituição física dos mundos não sendo a mesma para todos, os seres que os habitam terão organização diferente?

— Sem dúvida, como entre vós os peixes são feitos para viver na água e os pássaros, no ar.

58. Os mundos mais distanciados do Sol são privados de luz e calor, de vez que o Sol lhes aparece apenas como uma estrela?

— Acreditais que não há outras fontes de luz e de calor, além do Sol? Não tendes em conta a eletricidade, que em certos mundos desempenha um papel desconhecido para vós e bem mais importante que o que lhe cabe na Terra? Aliás, não dissemos que todos os seres vivam da mesma maneira que vós, com órgãos semelhantes aos vossos.

Comentário de Kardec: As condições de existência dos seres nos diferentes mundos devem ser apropriadas ao meio em que têm de viver. Se nunca tivéssemos visto peixes, não compreenderíamos como alguns seres pudessem viver na água. O mesmo acontece com outros mundos, que sem dúvida contêm elementos para nós desconhecidos. Não vemos na Terra as longas noites polares iluminadas pela eletricidade das auroras boreais? Que haveria de impossível para a eletricidade ser mais abundante que na Terra, desempenhando um papel geral cujos efeitos podemos compreender? Esses mundos podem conter em si mesmos as fontes de luz e calor necessárias aos seus habitantes.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Oração à Santa Rita de Cássia.



Ó poderosa Santa Rita, chamada de Santa dos impossíveis, advogada dos casos desesperados, auxiliar na hora extrema, refúgio na dor, e salvação para os que se acham nos abismos do pecado e do desespero, com toda a confiança, no vosso celeste patrocínio, a vós recorro no difícil e imprevisto deste caso que dolorosamente me aflige o coração.
Dizei-me , Santa Rita não quereis auxiliar e consolar?
Afastarei o vosso olhar piedoso do meu pobre coração angustiado? Vós bem sabeis, vós bem conheceis o que seja o martírio do coração.
Pelos sofrimentos atrozes que padecestes, pelas lágrimas amargosíssimas que santamente chorastes, vinde em meu auxílio. Falai, rogai, intercedei por mim que não ouso fazê-lo ao Coração de Deus, Pai de misericórdia e fonte de toda a consolação, e obtende-me a graça que desejo. (Mencione-se a graça desejada).
Apresentada por vós, que sois tão cara ao Senhor, a minha prece será aceita e atendida certamente; valer-me-ei deste favor para melhorar minha vida e os meus hábitos, e para exaltar na terra e no céu as misericórdias divinas. Amém.

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória. (3x)

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Oração de Gêmeos.

Estamos no signo de Gêmeos. Ontem, dia 20 de maio, o Sol ingressou em Gêmeos.

Este signo rege a comunicação, a informação. Seu elemento e o AR. É um signo que favorece os encontros, as conversas, as ideias. A palavra chave é versatilidade, as cores são amarelo e azul claro e as flores, azalea e alfazema. 

Deixo abaixo uma oração de Gêmos sob a proteção do Arcanjo Rafael.

Oração:
Recorro a vós, Arcanjo Rafael, para agradecer o dom da minha comunicação.
Faça com que através de minhas palavras eu divulgue a graça de Deus a todas as pessoas.
Faça-me livre para que eu possa amar e respeitar meus irmãos.
Rafael, faça com que eu use minha versatilidade para crescer profissional e espiritualmente.
Que a cada dia eu busque melhorar ainda mais o meu ser.
Obrigado pela liberdade que eu tenho.
Assim poderei conquistar e ser conquistado.
Amém!

(oração Portal Astrologia e Esoterismo)

domingo, 20 de maio de 2012

Ritual do Amor.

Segue abaixo uma simpatia para quem deseja encontrar um novo Amor:

Se você deseja encontrar um novo amor, colha cinco rosas amarelas de um jardim e coloque-as num vaso de louça branca. Feito isso, coloque um litro de água mineral no fogo e, assim que ferver, acrescente cinco punhados de erva-doce, cinco anis-estrelados, cinco colherinhas de açúcar, cinco de canela em pó e cinco gotas de seu perfume predileto. Apague o fogo, tampe a panela e deixe amornar. Coe a infusão e despeje-a do pescoço para baixo, depois de tomar seu banho habitual. Em seguida, ao lado do vaso com rosas, acenda uma vela amarela num pires branco e coloque nele um pouco de mel, mentalizando que o amor está prestes a aparecer no seu caminho.

Do site Visão Holística.

sábado, 19 de maio de 2012

Oração à Santa Paulina.

Ó Santa Paulina, que puseste toda a confiança no Pai e em Jesus e que, inspirada por Maria, decidiste ajudar o povo sofrido, nós te confiamos a Igreja que tanto amas, nossas vidas, nossas famílias, a Vida Consagrada e todo o povo de Deus.

(Pedir a graça desejada)

Santa Paulina, intercede por nós, junto a Jesus, a fim de que tenhamos a coragem de lutar sempre, na conquista de um mundo mais humano, justo e fraterno. Amém.

Pai-Nosso - Ave Maria - Glória

Santa Paulina, rogai por nós!

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Uma oração pra você.

Pedi ao pai para que guiasse seus passos,
Que iluminasse sua mente.
Uma bênção especial de sua graça,
Pedi aos anjos para ficarem todo o tempo
Com você, vigiar e proteger,
Em tudo o que você fizer.
Quando eu orei ao pai para que...
Lhe enviasse nas asas dos anjos, um toque
De amor e bondade.
Pedi para que sussurrem em seus ouvidos
Paz e alegria, canções de amor e
Felicidade em delicada sinfonia
Angelical embalando seu sono.

Mas...
Ainda fiz apenas mais um pedido:

Que o pai permitisse que os anjos
Que te protegem, lhe proporcionem
Serenidade.Assim quando você sentir
Uma leve brisa tocando o seu rosto, não se assuste!

Pois são os anjos enviados
De Deus, que pedi que
Viessem te proteger.

William Shakespeare

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Deusa Sammuramat.


Na Assíria, celebrava-se hoje a deusa Sammuramat, a mãe criadora da vida. Também considerada a padroeira do amor, da fertilidade e dos pássaros.

De acordo com o mito, sua mãe era Derketo, uma sereia conhecida como Deusa da Lua e protetora dos animais marinhos.

Sammuramat foi descrita pelos gregos como sendo Semíramis, a rainha fundadora da Babilônia. A Deusa era a dona dos Jardins Suspensos, grande estrategista e guerreira.

Era invocada para favorecer a fertilidade dos homens, dos animais e da terra. A pomba era o seu pássara sagrado e as espirais, seu símbolo.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Diversidade das Raças Humanas.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 3 – Criação

IV – Diversidade das Raças Humanas.

52. De onde vêm as diferenças físicas e morais que distinguem as variedades de raças humanas na Terra?

- Do clima, da vida e dos hábitos. Dá-se o mesmo que se daria com duas crianças da mesma mãe que, educadas uma longe da outra e de maneira diferente, não se assemelhassem em nada quanto à moral.

53 O homem apareceu em muitos pontos do globo?

-Sim, e em diversas épocas, e é essa uma das causas da diversidade das raças- depois, o homem se dispersou pelos diferentes climas, e aliando-se os de uma raça aos de outras, formaram-se novos tipos.

53- a) Essas diferenças representam espécies distintas?

-Certamente não, pois todos pertencem à mesma família. As variedades do mesmo fruto acaso não pertencem à mesma espécie?

54. Se a espécie humana não procede de um só tronco, não devem os homens deixar de considerar-se irmãos?

- Todos os homens são irmãos em Deus porque são animados pelo espírito e tendem para o mesmo alvo. Quereis sempre tomar as palavras ao pé da letra.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Oração Cigana do Amanhecer.


Salve o Sol, a Natureza, o Orvalho da Manhã!
Salve Deus todo Poderoso,
que me dá a felicidade de tomar a benção a toda Natureza.
Salve o Vento, o Sol, a Chuva, as Nuvens, as Estrelas e a Lua!
Salve as forças das Águas, a Terra, a Areia e o Solo Fértil!

Que belo seja seu remédio!
O pão que parto a mesa, seja multiplicado!
O Trigo que carrego comigo, seja minha prosperidade.
Que o Universo me abrace e que os quatro elementos:
Terra, Água, Fogo e Ar,
me dêem as forças necessárias para todas as dificuldades de minha vida.
Que meus caminhos sejam abertos, hoje e sempre,
com toda a pureza do Elementais e dos Anjos Mensageiros de Deus. 

Amém.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Deusa Auset, a Grande Ísis.


Hoje é dia da deusa egípcia Auset ou Ast, na África do Norte. É uma antiga representação da deusa Ísis como rainha suprema, criadora da vida, das estrelas e dos planetas. 

Segue uma oração à Auset:

Paz e amor, Deusa Mãe da misericórdia. 
Agradecemos por todas as bênçãos recebidas pelo homem e pelo universo. 
Auset, nossa luz e nossa inspiração, nós somos os filhos caídos. 
Oramos agora para que você apareça em sua majestosa compaixão e olhe para seus filhos que choram um vale de lágrimas.
Por favor, vire os olhos para nós. 
Pedimos, Grande Mãe, que nos mostre o fruto bendito de seu ventre e nos conceda (faz o pedido).

domingo, 13 de maio de 2012

Oração à Nossa Senhora de Fátima.

Santíssima Virgem Maria, que nas regiões de Fátima vos dignastes revelar, aos três pastorzinhos, os tesouros de graças que podemos alcançar rezando o santo rosário.

Ajudai-nos a apreciar sempre mais essa oração a fim de que, meditando os mistérios da nossa redenção, alcançaremos as graças que com insistência vos pedimos.

Senhora de Fátima, olhai para as famílias do nosso imenso Brasil e para as suas necessidades.

Vede os perigos que as cercam em todos os momentos, e sede a mãe sempre presente.

Sede a nossa intercessora junto ao Pai e ao Filho e ao Espírito santo e alcançai-nos a graça que hoje vos pedimos.

sábado, 12 de maio de 2012

Povoamento da Terra – Adão.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 3 – Criação

III – Povoamento da Terra – Adão.

50. A espécie humana começou por um só homem?

— Não; aquele que chamais Adão não foi o primeiro nem o único a povoar a Terra.

51. Podemos saber em que.época viveu Adão?

— Mais ou menos naquela que lhe assinalais: cerca de quatro mil anos antes do Cristo.

Comentário de Kardec: O homem cuja tradição se conservou sob o nome de Adão foi um dos que sobreviveram, em alguma região, a um dos grandes cataclismos que em diversas épocas modificaram a superfície do globo, e tornou-se o tronco de uma das raças que hoje o povoam As leis da Natureza contradizem a opinião de que os progressos da Humanidade, constatados muito tempo antes do Cristo, se tivessem realizado em alguns séculos como o teria de ser, se o homem não tivesse aparecido senão depois da época abalada para a existência de Adão. Alguns, e com muita razão, consideram Adão como um mito ou uma alegoria, personificando as primeiras idades do mundo.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Russalkas, Espíritos das Águas.


Na Rússia, comemorava-se as Russalkas, espíritos das águas.

A dança desta celebração acontecia à noite e proporcionava o crescimento e a maturação das plantas.

As Russalkas vestiam roupagens de folhas verdes com serpentes nos cabelos, trazendo a chuva para os campos.  

Conta a lenda, que no final do verão, no hemisfério norte, as Russalkas se recolhiam nos seus esconderijos no fundo dos rios e lá ficavam até a próxima primavera.

Acreditava-se que elas eram o espírito de donzelas que tinham se afogado no rio e por isso, lhes eram ofertavam pão e sal.  

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Cynosura das Estrelas.


Cynosura era a deusa cretense das estrelas e dos planetas. 

Algumas lendas a definem como a ama de Zeus, à época em que esteve escondido, quando criança, na gruta do Monte Ida, em Creta. 

Zeus, em gratidão, a teria transformado na Constelação da Ursa Menor. 

Em outros mitos, Cynosura era representada como sendo uma deusa da Terra e do Céu, mãe e guardiã da ilha. E sua constelação servia de ponto de orientação para os navegantes.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Oração Nossa.

Senhor ensina-nos a orar, sem esquecer o trabalho.
A dar, sem olhar a quem.
A servir, sem perguntar até quando...

A sofrer, sem magoar, seja quem for.
A progredir, sem perder a simplicidade.
A semear o bem, sem pensar nos resultados...

A desculpar, sem condições.
A marchar para frente, sem contar os obstáculos.
A ver sem malícia...

A escutar, sem corromper os assuntos.
A falar, sem ferir.
A compreender o próximo, sem exigir entendimento...

A respeitar os semelhantes, sem reclamar consideração.
A dar o melhor de nós, além da execução do próprio dever, sem cobrar taxas de reconhecimento...

Senhor, fortalece em nós, a paciência para com as dificuldades dos outros, assim como precisamos da paciência dos outros, para com as nossas próprias dificuldades...

Ajuda-nos para que a ninguém façamos aquilo que não desejamos para nós...

Auxilia-nos, sobretudo, a reconhecer que a nossa felicidade mais alta será, invariavelmente, aquela de cumprir seus desígnios onde e como queiras, hoje, agora e sempre.

Emmanuel

terça-feira, 8 de maio de 2012

Macha, a Deusa Guerreira.


Na Irlanda, celebrava-se hoje a deusa Macha nas suas três manifestações de guerreira, esposa e rainha.

Era chamada de Rainha dos Fantasmas e considerada uma metamorphose das deusas guerreiras Morrigan e Badb.

Era venerada antes da chegada dos celtas nos templos de Emain Macha, em Ulster, na Irlanda.

Conta a mitologia, que sua voz enfeitiçava os homens nos campos de batalha atraindo-os para o escuro reino da morte.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Formação dos Seres Vivos.


Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 3 – Criação

II - Formação dos Seres Vivos.

43. Quando a Terra começou a ser povoada?

— No começo, tudo era caos; os elementos estavam fundidos. Pouco a pouco, cada coisa tomou o seu lugar; então, apareceram os seres vivos, apropriados ao estado do globo.

44. De onde vieram os seres vivos para a Terra?

— A Terra continha os germes, que esperavam o momento favorável para desenvolver-se. Os princípios orgânicos reuniram-se desde o instante em que cessou a força de dispersão, e formaram os germes de todos os seres vivos. Os germes permaneceram em estado latente e inerte, como a crisálida e as sementes das plantas, até o momento propício a eclosão de cada espécie; então, os seres de cada espécie se reuniram e multiplicaram.

45. Onde estavam os elementos orgânicos antes da formação da Terra?

— Estavam, por assim dizer, em estado fluídico no espaço, entre os Espíritos, ou em outros planetas, esperando a criação da Terra para começarem uma nova existência sobre um novo globo.

Comentário de Kardec: A química nos mostra as moléculas dos corpos inorgânicos unindo-se para formar cristais de uma regularidade constante, segundo cada espécie, desde que estejam nas condições necessárias. A menor perturbação destas condições é suficiente para impedir a reunião dos elementos, ou pelo menos a disposição regular que constitui o cristal. Por que não ocorreria o mesmo com os elementos orgânicos? Conservamos durante anos germes de plantas e de animais, que não se desenvolveram a não ser numa dada temperatura e num meio apropriado; viram-se grãos de trigo germinar depois de muitos séculos. Há portanto, nesses germes, um princípio latente de vitalidade, que só espera uma circunstância favorável para desenvolver-se. O que se passa diariamente sob os nossos olhos não pode ter existido desde a origem do globo? Esta formação dos seres vivos, saindo do caos pela própria força da Natureza, tira alguma coisa à grandeza de Deus? Longe disso, corresponde melhor à idéia que fazemos de seu poder, a exercer-se sobre os mundos infinitos através de leis eternas. Esta teoria não resolve, é verdade, a questão da origem dos elementos vitais; mas Deus tem os seus mistérios, e estabeleceu limites às nossas investigações.

46. Há seres que ainda nascem espontaneamente?

— Sim, mas o germe primitivo já existia em. estado latente. Sois. Todos os dias, testemunhas desse fenômeno. Os tecidos dos homens e dos animais não contêm os germes de uma multidão de. vermes que esperam, para eclodir a fermentação pútrida necessária à sua existência? E um pequeno mundo que dormitava e desperta.

47. A espécie humana se achava entre os elementos orgânicos do globo terrestre?

— Sim, e veio a seu tempo. Foi isso que deu motivo a dizer-se que o homem foi feito do limo da Terra.

48. Podemos conhecer a época da aparição do homem e de outros seres vivos na Terra?

— Não; todos os vossos cálculos são quiméricos.

49. Se o germe da espécie humana estava entre os elementos orgânicos do globo, por que os homens não mais se formam espontaneamente, como em sua origem?

— O princípio das coisas permanece nos segredos de Deus; mas podemos dizer que os homens, uma vez. dispersos sobre a Terra, absorveram em si mesmos os elementos necessários à sua formação, para transmiti-los segundo as leis da reprodução. O mesmo aconteceu com as demais espécies de seres vivos.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica.

domingo, 6 de maio de 2012

Inghean Bhuidhe e o Verão.


Hoje comemorava-se a deusa irlandesa Inghean Bhuidhe num ritual que celebrava o início do verão, no hemisfério norte.

A Deusa tinha duas irmãs que também anunciavam a chegada de uma estação:

Lasair, era a deusa que regia a chegada da primavera;

Latiara, a deusa que anunciava a chegada do outono.

O culto à Inghean Bhuidhe sobreviveu à era cristã, sendo disfarçado no de outras deusas.

sábado, 5 de maio de 2012

Bonecas de Artemísia.

Na China, no dia de hoje, as mulheres costumam confeccionar bonecas com folhas de artemísia para afastar entidades e influências negativas. 

As bonecas são penduradas acima das portas e janelas.

A Artemísia é considerada uma erva sagrada e mágica muito usada para a purificação e proteção. 

Também é usada, em algumas tradições, para ajudar no despertar da percepção psíquica.


sexta-feira, 4 de maio de 2012

Blodewedd, a Deusa Flor.


Blodewedd era a deusa celta das flores.

De acordo com a lenda, a deusa foi criada a pedido do deus solar Llew Llaw. Esse Deus fora amaldiçoado por sua própria mãe para que nunca se envolvesse com uma humana.

Mas, por meio da magia, Blodewedd foi criada a partir de nove espécies de flores.

No entanto, a deusa das flores foi infiel ao Deus solar e os mesmos magos que a criaram, transformaram seu rosto florido numa cabeça de coruja.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Formação dos Mundos.

Do Livro dos Espíritos: Livro I : As Causas Primárias - Capítulo 3 – Criação

I - Formação dos Mundos.

O Universo compreende a infinidade dos mundos que vemos e não vemos, todos os seres animados e inanimados, todos os astros que se movem no espaço e os fluidos que o preenchem.

37. O Universo foi criado ou existe de toda a eternidade como Deus?

— Ele não pode ter sido feito por si mesmo; e se existisse de toda a eternidade, como Deus, não poderia ser obra de Deus.

Comentário de Kardec: A razão nos diz que o Universo não poderia fazer-se por si mesmo, e que, não podendo ser obra do acaso, deve ser obra de Deus.

38. Como criou Deus o universo?

— Para me servir de uma expressão corrente: por sua Vontade. Nada exprime melhor essa vontade todo-poderosa do que estas belas palavras do Gênese: “Deus disse: Faça-se a luz., e a luz foi feita”.

39. Podemos conhecer o modo de formação dos mundos?

— Tudo o que se pode dizer, e que podeis compreender, é que os mundos se formam pela condensação da matéria espalhada no espaço.

40. Os cometas seriam, como agora se pensa, um começo de condensação da matéria, mundos em vias de formação?

— Isso está certo; absurdo, porém, é acreditar na sua influência. Quero dizer, influência que vulgarmente lhe atribuem; porque todos os corpos celestes têm a sua parte de influência em certos fenômenos físicos.

41. Um mundo completamente formado pode desaparecer, e a matéria que o compõe espalhar-se de novo no espaço?

— Sim, Deus renova os mundos, como renova os seres vivos.

42. Podemos conhecer a duração da formação dos mundos; da Terra por exemplo?

— Nada te posso dizer, porque somente o Criador o sabe; e bem louco seria quem pretendesse sabê-lo, ou conhecer o número de séculos dessa formação.

Esse é um trecho do Livro dos Espíritos, primeiro Livro da Codificação Espírita feita por Allan Kardec, que estará sendo postado aos poucos no Blog Agenda Esotérica

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Maio Wicca.

Maio é o mês dos casamentos, tem esse nome graças à deusa Maia, uma das sete irmãs gregas, também chamadas de Plêiades, e mãe de Hermes. 

Maio é o mês tradicional das festas e dos jogos de amor. Começando por Beltane, no dia primeiro.

Por tradição, maio é o mês do surgimento da Deusa Mãe na Terra, seja na forma das Deusas da Wicca, de Mãe Maria e de várias deusas de outras religiões. Ela também é a representante do arquétipo da Mãe.

A esmeralda é a pedra natal de maio.

(Almanaque Wicca – 2012)

terça-feira, 1 de maio de 2012

Tanith, Deusa do Céu.


Hoje celebrava-se Tanith, deusa romana do céu que teria governado sobre o Sol, a Lua e as Estrelas.

É a Grande Deusa cartaginense, também identificada como Deusa Mãe.

Representada, algumas vezes, com o zodiaco envolvendo sua cabeça, usando um vestido coberto de estrelas e segurando nas mãos o Sol e a Lua. Em outras representações, aparece com um leão.

Seu nome quer dizer "Senhora Serpente". Seus outros símbolos são a palmeira, a versão do deserto da Árvore da Vida, a pomba, a romã e as uvas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...