segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Navios Vikings.

Os Navios Vikings eram projetados para intimidar os inimigos. Por isso seus construtores se empenhavam na produção deles.

Eram símbolos de rapidez, poder e supremacia.

E representavam também a jornada da vida após a morte pois eram usados em funerais, garantindo uma passagem segura para a próxima vida.

Os Vikings eram membros marítimos da Escandinávia, que também eram comerciantes, guerreiros e até piratas. Entre os finais do século VIII e século XI eles colonizaram as costas da Escandinávia, Europa e Ilhas Britânicas. Esse período de expansão foi denominado de Era Viking. Mesmo tendo sido marcados como um povo bárbaro, eles fundaram povoados e fizeram um comércio pacífico. Hoje admite-se que eles deram uma grande contribuição na tecnologia marítima e na construção de cidades.


Seus Navios Dragão tinham vantagens táticas em batalhas. Realizavam manobras de ataque e fuga onde conseguiam atacar de forma inesperada e rápida. E desapareciam antes que pudessem lançar uma contra-ofensiva.

Outra vantagem desses Navios é que eles podiam navegar em águas rasas, permitindo que os Vikings entrassem em terra através de rios.

A imagem 1 veio daqui.
A imagem 2 veio daqui.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Shen e a Eternidade.

Shen é o símbolo da eternidade e um ciclo infinito. É uma redonda ou oval linha de luz que na arte egípcia, protege os nomes da realeza e figuras sagradas. É representado por uma corda enrolada sem início ou fim e reconhecido como um sinal de proteção.

Essa palavra vem de Shenu, que significava circundar e acabou se tornando uma imitação do pergaminho que envolvia o nome dos Faraós e de outras figuras importantes. Isso indicava que a pessoa estava sob proteção divina.

Também pode ser visto como uma mandala que sustenta e protege o centro sagrado. O detentor do Cosmo. O Ovo Cósmico ou princípio de vida, símbolo de toda a criação.

Também algumas divindades, em forma de pássaros, eram descritas usando o Shen.

Na China, Shen é traduzida como espírito ou alma. É um termo usado com frequencia na literatura sobre Taoísmo e na medicina tradicional chinesa. Alguns cristãos chineses a utilizam para se referir à Deus.


sábado, 26 de fevereiro de 2011

Pentagrama Mágico.

Na tradição Wicca, a noite deste dia chama-se “Noite do Pentagrama”.

Uma estrela de 5 pontas em que quatro delas representam as 4 direções ou os 4 elementos (água, terra, ar e fogo), enquanto a quinta ponta representa o espírito. O círculo em volta é a busca pelo conhecimento divino.

Na antiguidade, por exemplo, entre os pitagóricos, dizia-se daquele que carregava o símbolo - ele integra o grupo. É uma das chaves da alta ciência: abre a via do segredo.

Também tem outros significados como o casamento, a felicidade, a realização. Ou até o símbolo da ideia do perfeito.

Para os maçons, é o emblema do gênio que eleva a alma à grandes coisas. Símbolo de luz, centro místico e expansão do universo.

Era a Estrela Flamejante entre os egípcios, era a imagem do filho de Ísis e do Sol, Hórus.

Pentagrama vem do grego pente, cinco, gramme, linha. Também pode ser chamado de pé de bruxa.

Usados nas operações mágicas. Quando a figura está disposta com apenas uma ponta para cima, significa teurgia ou magia branca. Duas pontas para cima, goécia ou magia negra.

A imagem 1 veio daqui..
A imagem 2 veio daqui.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A Chave dos Mistérios.

O conteúdo simbólico da chave se refere ao fato dela servir tanto para abrir quanto para fechar.

Na Bíblia, por exemplo, a chave dupla simboliza o poder concedido ao apóstolo Pedro de ligar e desligar, abrir ou fechar o céu. Esse poder, que segundo a terminologia alquímica, é o poder de coagular e de dissolver, também está presente nas armas papais. No Brasão papal existem duas chaves. Uma de ouro, outra de prata.

Na Idade Média, entregar as chaves da Cidade, significava dar uma jurídica de plenos poderes.

Já nos contos de fadas e nas lendas populares, a chave é um símbolo de difícil acesso aos mistérios.

Para o simbolismo esotérico, ter a posse de uma chave significa ter sido iniciado.

No Japão, a chave é sinônimo de prosperidade, pois é ela que abre o celeiro do arroz. E o celeiro do arroz contém o alimento espiritual.

No baralho cigano, a Chave é a carta de número 33. Como é ela que sempre abre e fecha portas, é o livre arbítrio do consulente quem vai decidir se vai ou não usar a chave que tem nas mãos.

A chave é o símbolo do mistério que se quer penetrar, do enigma que se quer resolver. É também a ação difícil de empreender ou as etapas que nos levam à iluminação e à descoberta.


quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

A Natureza dos Ciclos.

Todos os ciclos têm um início, que é o nascimento; um meio, o crescimento e um fim, a morte.

Os inícios são sempre desafiadores. É a parte mais crítica dos ciclos de aprendizado. Mas à medida que o processo vai se desenvolvendo, adquire-se conhecimento e tudo tende a fluir.

Tem uma frase que ilustra bem isso: “escuro e nebuloso é o início de todas as coisas, menos o seu fim.”

Procure lembrar-se que todo dia é um ciclo de vida e morte, de segurar e soltar. E tudo que chega até nós, vem para nos ajudar. Então, quanto menos gostamos de uma coisa, mais essa coisa tem para nos ensinar. Só que se lutarmos contra esse aprendizado, nós estamos perdendo energia. Ou melhor, estamos capitalizando energia para ela e aumentando o seu poder também.

Mas se aceitamos sem muitas restrições, aprendemos com ele e assim podemos receber poder e energia para que uma solução se manifeste.

A verdade é que nossa mente está sempre tão cheia preocupações e de pensamentos irrelevantes que não damos espaço para percebermos as lições que chegam até nós.

Pense: há sempre uma solução simples para qualquer problema. Mas se você não consegue descobri-la, possivelmente é porque seus pensamentos são complexos demais.

A imagem veio daqui.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Baralho Cigano: O Cavaleiro.

O Baralho Cigano contém 36 cartas e a primeira delas se chama O Cavaleiro. Em alguns baralhos, vem acompanhado do 9 de Copas.

Uma de suas interpretações fala que na época medieval, os cavaleiros eram pessoas encarregadas de realizar conquistas de novos povos e territórios em nome de seus reinos. É uma figura ligada à coragem, à determinação e às novas conquistas.

Seu significado principal é a necessidade de movimento.

Se olharmos bem o Cavaleiro da carta, veremos que ele está preparado para cavalgar e segurando as rédeas do cavalo ele está saltando um obstáculo. Isso significa que ele tem tudo para ter êxito na sua ação.

Se as condições para seguir em frente são favoráveis, então a pessoa que tira essa carta deve ir em busca de seus sonhos, de seus desejos.

A busca pela sabedoria relacionada ao conhecimento interior e à autoconfiança também é representada por esta carta. Para este arcano não existe medo do desconhecido, dos desafios e dos projetos difíceis.

Alquimicamente, essa carta representa a criatividade, a proteção e a benevolência pois traz o número 1, o número do Sol cujo regente é Leão.

A palavra-chave para essa carta é "Hei de Vencer".


terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Thot e a Magia do Conhecimento.

Thot é o Deus da Magia e da Escrita. Mas antes disso, é o Deus do Tempo, do decurso do tempo que leva de uma vida à outra. Ou, do tempo que leva da vida terrena ao limiar de uma esfera astral. É o guardião desse limite.

Isso quer dizer no mito de Thot, que não há julgamento dos Mortos que aconteça sem a sua presença.

A cabeça de Thot quase sempre é retratada com a cabeça de uma Íbis.

É precursor do Deus grego Cronos, e do romano Saturno.

É também considerado um Deus de Sabedoria. Mas não a sabedoria que registra todos os fatos. É a sabedoria da magia da vida que compreende tanto o bem quanto o mal. Segundo os ocultistas, Thot é quem determina quem fica preso às amarras de uma Magia feita sem o discernimento necessário.

É ele quem sabe o tempo certo de tudo que deve acontecer. Ele diz: "Quem não tem tempo, não merece tê-lo!" Só pode aprender quem se dedica ao estudo.

Thot nos leva ao escuro para que possamos valorizar a claridade. Pois o que seria da luz se não houvesse as trevas? Que seria do tempo se ele não tivesse uma duração? O que seria da sabedoria sem um conhecimento?

É o que se chama de polaridade no aprendizado. Para Thot, aí estava o verdadeiro caminho para se obter o desenvolvimento da cada mortal.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Peixes e sua Fé.

Neste final de semana, o Sol entrou no signo de Peixes. Peixes é o símbolo das águas, e está associado ao nascimento ou à restauração cíclica. É o décimo segundo e último signo astrológico do zodíaco. E simboliza o amor universal.

São pessoas esperançosas, inclinadas a perdoar sempre. Estão abertas à todas as ideias e influências. São imaginativas também. Se adaptam rapidamente a todo tipo de mudanças e colocam as outras pessoas em primeiro lugar. Gostam de tudo que é misterioso, abstrato.

Na mitologia, Peixes representa a Afrodite, deusa do amor e da beleza, e seu filho Eros. Os dois, para escapar do gigante Tífon, se transformaram em peixes e caíram no rio Eufrates. Há uma versão que diz que eles foram ajudados por dois peixes e que, para marcar o feito, a deusa Atena os transformou em uma constelação no céu.

Quando a energia da Constelação de Peixes penetra na aura da terra, traz vibrações adequadas tanto para fechar ciclos quanto para preparar novas etapas.

Essa constelação auxilia no sentido de fazer a consciência abandonar o estado de separatividade, regido pelas forças do ego e se deixar absorver por núcleos que o transcendem. Eles entem-se à vontade em qualquer lugar pois carregam seu rico mundo interior para onde quer que vão. Caminham pela vida, sonhando e cantando por um mundo melhor.

Os Piscianos são modestos. Superam com facilidade os problemas que vão aparecendo. Eles os superam com uma fé inabalável e grande apego espiritual. São também sensíveis, distraídos e alguns, são até avoados.

A pedra preciosa é ametista e água-marinha. As cores são em tons suaves do púrpura ou lilás. As flores Lírio d´água e Orquídea.

Peixes é o elo de comunicação direta com as manifestações do invisível. A intuição, a sensitividades, por exemplo. É o signo que consegue apontar o divino em cada um de nós.

É um signo que simboliza o estágio final da vida. É a chegada à velhice. É quando toda a experiência de vida se acumula.

20/02 à 20/03

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Osíris, Deus Sol.

Osíris está a associado ao Sol e à Lua. Sua vida terrena relacionava-se ao Sol e a sua vida após a morte, à Lua.

Durante sua vida terrena, Osíris tomou o poder e introduziu diversas reformas, o que gerou a inveja do seu irmão Seth. Tal qual no mito grego, Zeus (Osíris) em polaridade com Hades (Seth).

Seth era o deus do Deserto e do Calor. Era visto como acompanhante do Sol, seu irmão. Seth estava associado também à Estrela do Cão, considerada responsável pelo calor.

Por esta associação, Seth era representado com a cabeça de cão. Mas tinha um lado positivo, era ele quem anunciava a inundação do rio Nilo por meio da Estrela do Cão. A cheia do Nilo que acontecia todo o ano, tornava as terras do Egito férteis. Por isso, este sinal, era ansiosamente aguardado.

Mas Seth não estava satisfeito em ser a "sombra" do irmão. Ele queria o seu trono e para isso, contratou 72 homens para matar o irmão. Após o trabalho, Seth tomou finalmente o trono que sempre desejou. O que ele não esperava é que Ísis, com a ajuda da irmã Néftis e do deus Thot, conseguiriam ressuscitá-lo.

Osíris, o Deus Sol, demonstrou com isso que nenhuma vida acaba após a morte. Pois se até mesmo ele, um deus, que fora morto, ressuscitou, outros também teriam esse direito. A exemplo desse mito egípcio, outras religiões também procuraram ensinar a ressurreição.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Spenta Armaiti, Deusa da Terra.

Hoje é dia de festa para as mulheres persas que cultivam a terra pois celebra-se a Deusa Spenta Armaiti, a Deusa da Terra e da Fertilidade.

Antigamente, as sacerdotisas de seus templos, realizavam rituais de fertilidade invocando as forças da terra e o poder da Deusa.

No Zoroastrismo, Spenta Armaiti é o dom da sabedoria nascida da Piedade e da Devoção. Posteriormente passou a ser identificada com a Terra e adorada como a Deusa da Terra.

Se você tem um projeto a longo prazo, faça um encantamento com a terra para que ele se torne realidade e tenha êxito. Escolha primeiro algumas sementes. Depois, prepare um vaso com terra e segure as sementes em suas mãos mentalizando seus objetivos e necessidades para alcançá-los. Plante as sementes com carinho e cuide para que não lhe falte água ou luz. Se a planta se desenvolver, é sinal de que seu projeto será realizado. Caso contrário, seria talvez melhor você mudar de projeto ou trocar as sementes.

Mas lembre-se, a natureza é sábia e sempre os manda sinais.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Zeneida, Pajé Guerreira.

Zeneida de Araújo Lima nasceu em Belém, no Pará, mas foi criada numa fazenda na Ilha de Marajó. Descendente de índios marajoaras, desde criança o forte contato que mantinha com a natureza já prenunciava o seu destino: ser pajé. Prova disto é que quando tinha apenas 11 anos de idade foi iniciada nos mistérios do pajeísmo. Ao longo de sua vida, mesmo tendo passado por dificuldades financeiras no início e sob preconceitos por ser pajé e ainda mulher, Zeneida conseguiu defender e divulgar sua cultura.

Numa tribo de índios, o pajé é o médico, o padre, o feiticeiro. O nome pajé é aplicado aos velhos sabedores de remédios. É ainda sinônimo de ancião e feiticeiro negro, um apelido popular de dirigente religioso que tem ares misteriosos. A pajelança é o cerimonial do pajé para alcançar fórmulas terapêuticas e tradicionais. É um ritual sagrado onde se pede ajuda às energias encantadas para curar um doente. A pajelança cabocla, que é realizada por Zeneida, faz parte de uma herança das tribos indígenas de Marajó. Mas no lugar dos índios, hoje estão os caboclos que ajudam a preservar sua essência.

Seu livro “O Mundo Místico dos Caruanas da Ilha de Marajó” foi adaptado pela Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis, campeã do carnaval de 1998 com o enredo “Pará, o Mundo Místico dos Caruanas nas Águas do Patu-Anu”. E adaptado para o cinema, por Tizuka Yamasaki, com o filme chamado “O Mundo Místico dos Caruanas”.

Quem quiser conhecer um pouco mais da vida e obra de Zeneida, acesse esse link.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A Vida Universal.

O maior pecado de um jacaré é rebelar-se contra sua jacaretude; é não se comportar jacaremente. Coitado dele, se, digamos, tentar conduzir-se feito macaco. Igual a todo desajustado, inevitavelmente ficará neurótico, perderá qualidade de vida.

A sobrevivência e a saúde de qualquer ente depende de ele cumprir seu papel específico no imenso palco da vida.

Um relógio deixa de sê-lo quando já não marcar o tempo. Já não é Fogo aquele que se nega a iluminar e aquecer. Nada existe sem um papel, uma tarefa, um dever específico necessário à imensidão cósmica.

Um ser que não cumprir o que deve, perde sustentação e, portanto, degenera. Não somente ele, mas todo o sistema do qual fizer parte.

Os sábios da Índia denominam Dharma o comportamento específico que a Vida Universal designa para cada ser. Reflita sobre isto.

Para começar, questione-se – o que a Vida Universal espera de mim?

Dê uma chance a Deus, de Hermógenes. Editora Nova Era.
A imagem veio daqui.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Geirahod, uma das Valquírias.

Hoje celebra-se Vitória, a deusa romana da vitória nos combates. Na Grécia antiga, chamava-se Nike.

Já na mitologia nórdica, é Geirahod, uma das Valquírias, deusas guerreiras. Ela que decidia a vitória nos combates junto com “As Luzes do Norte”, grupo de guerreiras que tinham esse nome porque usavam armaduras luminosas.

Pode se recorrer a essas deusas para pedir ajuda numa promoção de trabalho, aumento de salário, ganhos judiciários ou vitória em debates.

Se puder, crie um altar com os quatro elementos: água, terra, fogo e ar. A água pode estar depositada numa taça, a terra na forma de uma pedra, o fogo numa vela acesa e o ar num incenso ou óleo aromático. Invoque a energia, a bravura, o destemor e a vitória dessas deusas ou das Valquírias e queime mentalmente a imagem de seu obstáculo ou fracasso em sua vida. Sopre as cinzas ao vento chamando-as para ajudar em sua luta e para aumentar sua força mágica.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Oração da Manhã.

Senhor,

No silêncio deste dia que amanhece, venho pedir-te a Paz, a Sabedoria, a Força.

Quero olhar hoje o mundo com olhos cheios de Amor.

Ser paciente, compreensivo, manso e prudente.

Ver além da aparências teus filhos como Tu mesmo os vês, e assim... não ver, senão o bem em cada um.

Cerra meus ouvidos a toda calúnia.

Guarda minha língua de toda maldade.

Que só de bênçãos se encha o meu espírito.

Que eu seja tão bondoso e alegre, que todos quantos se achegarem a mim sintam Tua presença.

Reveste-me de Tua beleza, Senhor e que no decurso deste dia eu Te revele a Todos.

Assim Seja!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Valentine's Day.

Hoje é uma data especial, dia São Valentim, em que se comemora a união amorosa entre casais. A história tem início nos primeiros séculos de nossa Era mas só ganhou força pouco depois da Idade Média.

De acordo com a história, o bispo romano Valentim, lutou contra as ordens do Imperador Claudio II, que havia proibido as pessoas de se casarem durante as guerras. O Imperador acreditava que se os soldados não tivessem família além de se alistarem com maior facilidade, também seriam melhores combatentes.

Só que o bispo continuou a celebrar casamentos, mas em segredo. Quando foi descoberto, Valentim fora condenado à morte. Durante a sua prisão os jovens mandavam flores e bilhetes para ele dizendo que acreditavam no amor. Uma das jovens era Asterias, filha do carcereiro. Ela era cega e pediu ao pai permissão para visitar Valentim. Eles acabaram se apaixonando e, como por um milagre, a jovem recuperou a visão. No dia da execução, ele escreveu uma mensagem de adeus para ela e assinou “de seu Valentim”.

Já no século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar o Dia de São Valentim como união de namorados. Mais tarde a data foi adotada também nos Estados Unidos.


domingo, 13 de fevereiro de 2011

Âmbar, o Fio Cósmico.

No dia de hoje, no calendário Wicca, a cor é Âmbar.

O Âmbar é uma resina fóssil muito usada em objetos ornamentais. As árvores cujas resinas se transformaram em Âmbar viveram há milhões de anos nas regiões de clima temperado. Já nas regiões de clima tropical, o Âmbar foi formado por plantas leguminosas.

As resinas produzidas pelos vegetais agiam como proteção contra a ação das bactérias e contra o ataque de insetos que perfuravam a casca até atingir o cerne das árvores. A resina que saía da madeira acabava por perder o ar e a água de seu interior. Com o passar do tempo, milhões de anos, as substâncias formadoras do Âmbar se polimerizavam se transformando assim numa resina endurecida e resistente ao tempo e à água.

Foi por volta do ano 600 a.C., que Tales de Mileto descobriu as propriedades magnéticas do Âmbar. Em grego, o Âmbar amarelo se chama eléctron, nome que derivou a palavra eletricidade. Tanto que os rosários e os amuletos de âmbar são uma espécie de condensadores de corrente. Ao se autocarregarem, descarregam de seus próprios excessos aqueles que os usam.

O Âmbar também representa o fio psíquico que liga a energia individual à energia cósmica, a alma individual à alma universal.

Em algumas imagens de heróis e de santos atribui-se um rosto em tom de Âmbar, significando um reflexo do céu sobre sua pessoa e a força de atração que eles exercem.

Nas lendas dos Celtas, o Âmbar estabelece ordem espiritual. É provável que o dia de hoje, domingo, esteja pedindo ordem espiritual e por isso sendo indicada a cor Âmbar. Então vamos procurar mentalizar paz e harmonia dentro de nós. Vamos procurar refletir essa cor em nosso corpo físico e espiritual e imaginar um fio de Âmbar nos unindo à energia cósmica.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Receita para Ser Feliz.

Há muitas receitas para ser feliz. Mas uma delas deixo aqui:

Para seus Lábios use: “VERDADE”

Para sua Voz use: “ORAÇÃO”

Para seus Olhos use: “SIMPATIA”

Para suas Mãos use: “CARIDADE”

Para sua Atitude use: “PERDÃO”

Para seu Coração use: “AMOR”.

Se você tiver a sua receita, deixa-a aqui também!

Enviada por Regina Lúcia Araruna Pereira da Silva, que a encontrou num balcão de uma Loja Esotérica, perto da Caixa Registradora. São Lourenço 93/94.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Nossa Senhora de Lourdes.

A primeira aparição de Nossa Senhora de Lourdes, na França, aconteceu no dia 11 de fevereiro de 1858. A camponesa Bernadette Soubirous, de 14 anos, teria visto uma dama numa gruta no momento em que fora recolher lenha com a irmã e uma amiga.

Para atravessar a água junto à gruta, a menina tirara os sapatos e as meias. E de repente ouviu o som de duas rajadas de vento sem que nenhuma árvore ou arbusto tivesse se mexido. Bernadette viu uma luz na gruta e o que parecia uma menina, pela imagem ser tão pequena quanto ela, vestida de branco com uma faixa azul na cintura e um rosário nas mãos em oração, e aos pés dela, rosas de ouro amarelo.

Três dias depois, Bernadette voltou à gruta levando água benta para utilizar na aparição. A visão inclinou a cabeça agradecendo. A menina voltou outras vezes à gruta e numa delas, a aparição pediu que Bernadette cavasse um buraco na terra e bebesse a água da nascente que achou. A notícia se espalhou e em poucos dias essa água foi dada à pessoas doentes. Sete delas ficaram curadas sem nenhuma outra explicação aparente. O Governo francês decidiu vedar a gruta. Mas em 4 de outubro o Imperador Napoleão III interveio e a reabriu a gruta.

Durante esse tempo que a gruta ficou vedada, Bernadette conseguia entrar nela por outro caminho e em uma de suas visitas, a aparição disse-lhe que se chamava Imaculada Conceição e pedia para que se rezasse pelos pecadores e convidou também os fiéis à penitência. Essas aparições aconteceram até os dezessete anos de Bernadette.

O culto mariano de Lourdes, junto com o de Fátima, é um dos mais frequentados no mundo e ao qual viajam milhões de peregrinos todos os anos. Diz-se que o maior dos milagres de Nossa Senhora de Lourdes é a paz de espírito.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Ishtar, Rainha das Estrelas.

Hoje é o dia da Rainha das Estrelas, Ishtar, a personificação da complexidade feminina.

É uma das deusas mais poderoas do panteão Assírio. Sua figura surgiu da união das lendas e dos atributos de várias deusas com características semelhantes.

Era representada ora como mãe benevolente, virgem guerreira, amante exigente de vários deuses e mortais, e ora como anciã, conselheira, invocada nos julgamentos e nas decisões.

Quando regia a Lua e o planeta Vênus, se apresentava como guerreira destemida, na forma de estrela matutina ou como cortesã sedutora, na forma de estrela vespertina. Às vezes, as duas formas se fundiam e emergia a Senhora da Vida e da Morte.

Conta a lenda, que na juventude, Ishtar amava Tamuz, o Deus da Colheita. Dizia-se que esse amor causara-lhe a morte. Triste, a Deusa teria descido ao mundo dos espíritos na esperança de salvar o amado. Em cada um dos portões que passava, deixava uma peça da sua vestimenta. Quando chegou ao mundo dos espíritos, foi aprisionada. Durante esse tempo em que ficou presa, nenhuma criatura na face da terra deu à luz. Isso causou uma desolação no céu e na terra.

O pai de Ishtar, Sin, o Deus Lua, pediu então ajuda à Ea, Guardião da Sabedoria e encarregado de velar pelo Destino, para salvá-la. Ea prepara um encantamento que a Rainha do mundo dos espíritos se vê forçada a libertar Ishtar. A deusa presa é aspergida com a água da vida e tendo recolhido suas roupas em cada um dos portões, retornou para a liberdade.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Apolo, Deus Grego.

Hoje comemora-se o dia do deus grego Apolo.

Ele era a melhor e mais brilhante divindade grega. Era tão habilidoso quanto belo. Resplandecente. Sua imagem era de um jovem atraente e viril.

Ele e sua irmã gêmea, Ártemis, eram filhos de Zeus com uma Titã, Leto. Conta a lenda, que para dar à luz, Leto teve que fazê-lo na Ilha de Delos, pois todos os outros lugares temiam o poder do filho de uma Titã. Quando nasceu, Apolo jurou lealdade à sua lira e ao arco e prometeu revelar a vontade de Zeus através dos oráculos. Quatro dias depois, Apolo viajou para Delfos e matou um dragão que tentara contra sua mãe enquanto ela estava grávida. Essa batalha aconteceu no centro do mundo grego e tornou-se depois um dos principais templos de Apolo.

Ele era um dos doze principais deuses do Olimpo. Mas tal como os outros deuses, também tinha o seu lado obscuro. Embora ele fosse o patrono da medicina, suas flechas provocavam doenças nos seres humanos e ele podia ser cruel quando irritado.

Apolo era conhecido pelos seus casos amorosos. Mas não tinha muita sorte no amor. Dafne, uma ninfa da montanha, por exemplo, preferiu virar uma árvore de louro do que render-se ao Deus. Cassandra, filha de Príamo, Rei de Tróia, foi uma mortal que resistiu às investidas de Apollo mesmo ele tendo lhe concedido o dom da visão. Furioso, mas incapaz de lhe retirar o dom, fez com que suas profecias, embora se cumprissem, ninguém acreditasse nelas.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O Dois e os Opostos.

A dualidade de todas as coisas é uma noção importante na maioria das culturas e das religiões. A mais comum é a que opõe o bem e o mal. Mas temos também o céu e o inferno, a vida e a morte, o belo e o feio, o espírito e a matéria...

O número Dois é a primeira e a mais radical das divisões. Pois, agora, a unidade está dividida. O “um” inicial que é o círculo (zero), por meio do impulso criado, o (1), dá origem à polaridade (2) em que vivemos.

No relato da Criação, o segundo dia, no qual surgiu o firmamento, parece que algo não saiu muito bem. No final dos outros dias sempre vem a frase “e Deus viu que isso era bom”. Já no segundo dia... a suposição é que algo tenha saído errado. Pois o Dois é o símbolo de oposição, de conflito, de reflexão.

No Tarot, é personificado pela Papisa que está sentada entre duas colunas, uma preta e outra branca. Demonstra que todas as duas tem o mesmo valor.

A Papisa, é a consciência primordial da integridade que busca obter uma clareza, foi rompida. Dessa forma, não existe um pólo inferior ou superior ao outro.

Até porque, na antiguidade, principalmente nas sociedades matriarcais, as pessoas tinham a consciência de que tudo na vida possuía os dois lados.

Não fazia sentido desejar 1 e temer o outro.

O Dois é o outro. É o desejável, o oposto. O que atrai mas também é a ambivalência, a dúvida, o antagonismo, e até a indecisão, o dilema.

O Dois parece ser um número de sorte na China. Há um provérbio chinês que diz: “coisas boas vem em pares”. E também lembrando que as figuras guardiãs geralmente são feitas em pares pois dobram o sentido de proteção contra as armadilhas.

A imagem veio daqui.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Selene, a Lua Cheia.

Hoje celebra-se a Deusa grega da Lua Cheia chamada Selene.

Filha dos titâs Hipérion, o deus da Luz Primordial, e de sua irmã Téa. Era irmã de Helios, o Sol e de Eos, a Alvorada.

Conta o mito que Selene se apaixonou por um belo pastor, cujo nome era Endymion. Com ele teve cinquenta filhas. Só que o pastor era um mortal e como todo mortal, suscetível à morte. Esse “detalhe” atormentava a Deusa que inconformada conseguiu que o amado permanecesse eternamente jovem fazendo com que ele dormisse para sempre. Endymion estava então sempre dormindo e com aparentemente a mesma idade.

Selene é a divindade protetora dos feiticeiros e magos. Ela dirigia no céu um carro puxado por dois cavalos e exercia uma poderosa influência sobre os que faziam encantamentos de amor.

Se Selene for de origem grega, seu significado pode ser “o brilho”, “a lua”, “ a claridade”.

Ao lado de Ártemis e de Hécate, Selene representa a tríplice manifestação da energia lunar: Crescente, Cheia e Minguante.

Seu nome equivalente na mitologia romana é Luna (Lua).

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Limão, Afastai-nos do Mal.

Como o mês de fevereiro é o mês da purificação, vou deixar aqui um ritual, simpatia, feitiço ou magia, do que melhor quiser chamar, para se fazer contra forças negativas que você acredita estarem lhe perturbando.

Pegue um limão e corte-o em 9 pedaços, no sentido longitudinal, como se fossem gomos. Durante nove dias, queime um pedaço por dia jogando sal por cima do gomo do limão. Nessa hora diga a seguinte frase: “Não queimo limão nem queimo sal, queimo as energias que estiverem me fazendo mal.” Em seguida, reze um Credo, um Pai-Nosso e uma Ave-Maria.

O limão é originário da região sudeste da Ásia. Parece que os antigos gregos e romanos não conheceram esse fruto. As primeiras referências sobre ele datam do século III ou IV. Ele foi levado da Pérsia pelos conquistadores árabes e se disseminou na Europa.

Existem cerca de 70 variedade de limão. Tem o limão Eureka, o Lisboa, o Lunário, o Galego (mais conhecido), o Siciliano.... O limão se popularizou no Brasil durante a Gripe Espanhola, de 1918.

Em 1742 a marinha britânica usou limões para combater o escorbuto. Mas só em 1928 é que se descobriu que a substância desse fruto podia combater tal doença. Foi batizada de Ácido Ascórbico, vitamina C.

O sumo do limão contém certa de 500 miligramas de vitamina C e 50 gramas de ácido cítrico por litro. É uma das frutas mais conhecidas e utilizadas no mundo.

Em fitoterapia, é usado para patologias como infecções, febres e reumatismo, entre outras. Ele possui uma substância denominada de limoneno capaz de combater os radicais livres.

Simpatia do livro: Cartas Ciganas: a estrada da vida. De Margarita F. Martinez.


sábado, 5 de fevereiro de 2011

A Fada Madrinha.

Quem nunca ouviu falar de Fadas Madrinhas? E quem nunca desejou ter uma? Esbeltas ou até mesmo fofinhas, elas parecem adoráveis.

A Fada Madrinha é uma personagem muito comum nos chamados Contos de Fadas. É uma espécie de entidade mágica que protege e ampara seus protegidos aparecendo sempre para atender os seus desejos e cuidar dos seus interesses.

Diríamos que a Fada Madrinha dá uma espécie de empurrãozinho no destino. Foi assim com Cinderela, com Pinóchio, com a Bela Adormecida e por aí vai.

Em alguns contos a Fada Madrinha é uma senhora, geralmente de idade, que é encarregada de proteger alguém durante toda a vida. É comum nessas histórias, as princesas terem sempre uma ao seu lado.

Mas as mocinhas pobres também têm. E geralmente nesses contos tradicionais, essas fadas costumam oferecer pão e colocar moedas nas meias dos mais necessitados. Quase sempre sem que eles saibam.

Entre os gauleses, por exemplo, elas recebiam uma homenagem especial no dia de hoje.

Eles acreditavam que cada pessoa tinha a sua Fada Madrinha e que esta a acompanhava durante toda a sua vida. Então nesse dia, ofertavam um arranjo de flores para elas. Faziam um buquê com a maior variedade de cores possível e o colocavam na janela de suas casas. Colocavam ao lado dele também balas e doces.

A origem desse ritual é celta pois a Gália era o nome romano dado na Antiguidade para as terras do povo celta, na Europa Ocidental. Ela compreende o atual território da França, algumas partes da Bélgica e da Alemanha. E o Norte da Itália também.

Se você quiser entrar nessa energia mágica, oferte um buquê com essas características à sua Fada Madrinha. Coloque-o numa janela de sua casa e imagine que a Fada estará sempre por perto abrindo seus caminhos e tornando seus sonhos realidade.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O ET de Varginha.

No início do ano de 1996 o Brasil foi surpreendido por uma notícia um pouco estranha. Três meninas em Varginha, interior do estado de Minas Gerais, teriam visto um ET. Essa notícia correu o mundo e ficou conhecida como o Caso Roswell Brasileiro.

A reação das meninas, ao avistarem o suposto ET, agachado perto de um muro num terreno baldio, foi a de gritar e sair correndo. Elas chegaram em casa assustadas e dizendo que tinham visto o “diabo”. Falavam que tinha olhos vermelhos e a pele marrom, brilhosa, oleosa. E na cabeça, três chifres. A mãe resolveu ir até a polícia relatar o caso.

Isso ocorreu por volta das 15:30hs do dia 20 de janeiro de 1996. Só que às 10:30hs, quatro bombeiros já haviam capturado uma criatura com a mesma descrição das meninas. E à noite desse mesmo dia, dois policiais militares também capturaram uma criatura. Provavelmente, a que foi vista pelas meninas.

Segundo os ufólogos, os bombeiros quando capturaram tiveram o cuidado de o fazer com luvas. Mas um dos policiais, segurou a criatura com as mãos sem usar proteção. Em menos de um mês depois ele morreu de causa desconhecida. No atestado de óbito estava escrito infecção generalizada.

Mas paralelo a isso, uma semana antes dessas duas criaturas terem sido capturadas, um incidente relacionado a este, aconteceu perto de Três Corações, cidade próxima à Varginha. Parece que um OVNI teria caído em terra e tendo sido detectado por radares foi logo resgatado por militares. Uma testemunha, um piloto de ultra-leve, que disse ter visto o objeto cair, foi de carro em direção a ele. Quando chegou próximo ao local, foi gentilmente convidado pelos militares a se afastar e não falar sobre o que vira.

Quando eu estive em Varginha, com uma equipe de televisão, um ano após o ocorrido, um comerciante de uma localidade vizinha quis nos convencer de que essas criaturas não passavam de pessoas com deformações físicas. Mas existiam muitos relatos, depoimentos que se encaixavam sem deixar dúvidas de que algo muito estranho aconteceu naquele dia 20 de janeiro. O dia da captura.

Uma ala do Hospital Regional, por exemplo, que fica em Varginha, foi fechada de emergência e alguns funcionários dispensados mais cedo. A notícia que corria era a de que um ser estranho tinha sido levado para o hospital para receber os primeiros atendimentos. Depois foi para uma base militar, onde supostamente o outro ser também teria sido levado. No outro dia, seguiram para Campinas, em São Paulo. A informação que tivemos é que já chegaram mortos. E um deles, enquanto estava vivo, teria gostado de tomar iogurte gelado de morango.

Acredita-se que o perito Badan Palhares tenha sido convidado para examiná-los. Mas questionado pela imprensa, sempre negou ter feito isso. O paradeiro dos corpos, ainda é um mistério. Na verdade, não se sabe se ainda estão no Brasil ou se foram para os Estados Unidos.

Mas independente disso, as buscas pela verdade continuam. Tanto que amanhã acontece no Rio de Janeiro uma palestra do ufólogo Marco Petit, que aborda esse tema e mostra parte da documentação original do Inquérito Policial Militar que foi instaurado no final da década de 90 visando acobertar o caso. Serão abordados também outros dois temas como Ufos na Chapada Diamantina, com Arthur Sérgio Neto e Ufos e a Globalização, com Orlando Barbosa Jr. Veja mais detalhes nesse link.

Ilustração de Lielzo Azambuja.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

O Ano do Coelho.

Hoje começa o Ano Novo Chinês. E a astrologia chinesa se fundamenta no ano lunar que dura 12 meses e 29 dias. Cada ano é regido por um signo, representado por um animal. E este é o ano do Coelho.

Os signos então acabam sendo favorecidos com as qualidades do Coelho. As previsões dizem que agiremos por impulso e superaremos os obstáculos com tato e bom senso.

Também indica um período de atividades requintadas, de cultivo de ambição, de hospitalidade e de sensibilidade de esforços para se progredir na vida.

Se soubermos contornar nossos problemas conseguiremos manter a estabilidade psíquica e emocional.

Os regidos pelo Coelho são anunciadores da realidade, dos fatos, das desgraças. Mas não gostam de desordem, nem de confusão nos seus lares. Para os Coelhos, a paz e a harmonia são fundamentais.

Será um ano Chinês para receber os amigos, preparar as bebidas, cozinhar e fazer tudo o que diz respeito à boa convivência social. Vida agitada não será a característica desse ano. Uma reunião entre amigos em casa, num restaurante, numa casa de festas ou até mesmo num churrasco. Será um ano propício também ao romance. Quem já tem um amor, ficará enamorado mais ainda. E quem está sozinho, há muitas chances de se apaixonar.

 Quanto à justiça, estará por toda a parte e ninguém escapará ao braço da lei. A melhor opção é fazer a coisa certa.

Agora, aqueles que nasceram sob a regência desse animal, são pessoas presenteadas com uma vida harmoniosa e tranqüila. São atenciosos e detalhistas. E costumam ter um bom tino comercial. Não suportam a desarmonia e por isso procuram sempre o caminho mais discreto e pacato para alcançarem seus objetivos. O principal deles será sempre a segurança. Geralmente são notadas pela capacidade que têm de reconhecer seus limites e respeitá-los. São pessoas também sempre dispostas a ajudarem seus amigos.

Se você quiser saber qual o seu signo na astrologia chinesa e seu ascendente deixe data e hora de seu nascimento que em breve retorno.

A imagem 1 veio daqui.
A imagem 2 veio daqui.
A imagem 3 veio daqui.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Iemanjá e o Imaginário Popular.

É uma história de mais de três séculos. Começou quando o tráfico de escravos chegou até este continente, trazendo não apenas mão de obra africana, mas também a cultura de um povo que dava valor às forças da natureza: o culto aos orixás. E aquela que chegava como mãe de todos os orixás, aos poucos foi criando raízes brasileiras. Hoje, Iemanjá está incorporada na vida de pessoas que até não fazem parte de nenhum culto afro-brasileiro. Mas que dentro do inconsciente coletivo, num país rico de lendas e religiões como o Brasil, atingiu o imaginário de todas as classes sociais.

Iemanjá é um orixá marítimo: uma das maiores forças da natureza. Trazida pelos escravos africanos, aportou no continente sul americano e criou novas raízes. São mais de trezentos anos de história que nos levam a contemplar um misto de deusa, santa e mãe. O povo brasileiro a adotou sem cerimônias pois atualmente já faz parte da cultura e do turismo brasileiros.

Para entender essa força que arrebata e apaixona cada vez mais aqueles que se aproximam do mar em sua intenção é preciso conhecer um pouco da gênese nagô que revela uma história de amor e de ódio, de vida e de morte entre mãe e filho. Nesta mitologia, Iemanjá e Aganju, filhos de Odudua (Terra), e Obatalá (Água), geraram Orungã (Meio-Dia). Um dia Orungã se apaixona pela mãe e aproveitando a ausência do pai, a possui. Desesperada, Iemanjá corre até cair exausta no chão. Seu corpo começa a dilatar. Dos seus seios correm dois rios que mais a frente se unem formando um grande lago. De seu ventre, que se rompe, saem quinze orixás: Dadá – deus dos vegetais; Xangô – deus do trovão; Ogun – deus da guerra; Olokun – deus do mar; Oxalá – deusa dos lagos; Oiá – deusa do rio Oiá (Niger); Oxun – deusa do rio Oxun; Obá – deusa do rio Obá; Orixacô – deus da agricultura; Oxosse – deus dos caçadores; Oké – deus dos montes; Ajê Xalugá – deusa da riqueza; Xapanã – deus da varíola; Orun – o Sol; e Oxu – a Lua. A lenda ainda conta que no lugar da parturição se construiu a cidade de Ifé consagrada à mãe dos orixás.

Ao chegar até este continente, a lenda de Iemanjá se mesclou com outras crenças hidrolátricas nativas da mesma família como Iara, Ipupiara, Boto e Cabeça-de-cuia por exemplo. Também sofreu influência da sereia européia, que lhe emprestou os longos cabelos, a cauda pisciforme e os cantos irresistíveis, dela fazendo um símile da Loreley germânica. Também são convertidas para Iemanjá orações e súplicas no estilo e ritmo católicos. É Nossa Senhora em várias invocações, Candeias, Carmo, Piedade, Virgem Santa, Conceição, das Dores e do Rosário. A sinonínia de Iemanjá é bastante extensa: Dandalunda, Dona Janaína, Dona Maria, Inaê, Janaína, Marbô, Princesa do Aiocá ou Arocá, Princesa do Mar, Rainha do Mar, Sereia, Sereia do Mar, Sereia Macunã etc. Essa incorporação de características culturais de diferentes lugares deu origem a uma Iemanjá que possuindo um misto de deusa, de natureza e de fonte de vida, formaram uma nova rainha do mar.

A Iemanjá cultuada no Brasil, difere da Iemanjá cultuada no seu país de origem. Na África, os agradecimentos a Iemanjá não são realizados em público. Nada parecido com o que se faz aqui no Brasil. A devoção brasileira é que caracteriza um culto popular já que as oferendas e os agradecimentos são feitos no mar e nas lagoas com grande alarde. Pode se dizer que é uma outra divindade das águas, fruto de um sincretismo das concepções ioruba, ameríndia e européia dos deuses aquáticos. A essência é a mesma mas o mistério e a devoção que a envolve a faz mãe de todos os brasileiros, sem distinção de raça, de credo ou de classe para com cada um de seus filhos.

Hoje, dia de Iemanjá, se você puder, vá até uma praia e jogue no mar Palmas ou rosas de sua preferência para ela. Espere sete ondas baterem nos seus pés e então dê três passos em direção ao mar. Com os pés sob as águas agradeça à Rainha do Mar o que quiser agradecer e depois se tiver um desejo a fazer, então faça. Jogue as palmas, dê três passos de costas e vá embora sem olhar para trás. Quando tiver conseguido o que pediu, volte para agradecer.

A imagem 1 veio daqui.
A imagem 2 veio daqui.
A imagem 3 veio daqui.
A imagem 4 veio daqui.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Fevereiro, Mês da Purificação.

Fevereiro é o segundo mês do ano no calendário Gregoriano e o mês mais curto.

O nome vem do latim "februarius", inspirado no deus Februus, antigo Deus da Morte e da Purificação na mitologia Estrusca. Na verdade, este mês tinha 29 dias e em anos bissextos, 30 dias. Mas o Imperador César Augusto, de Roma, passou um de seus dias para o mês de Agosto, a fim de que ficasse com 31 dias como o mês de Julho. Então Fevereiro passou a ter 28 dias e nos bissextos, 29.

O lema deste mês á "busque o equilíbrio em sua vida, mesmo se passar por experiências dolorosas". A pedra é ametista.

Fevereiro também é chamado pelos povos antigos de Lua de Neve, Lua da Tempestade, Lua da Fome e Lua Selvagem. Há quem chame ainda Fevereiro de mês da Lua Vermelha da Limpeza ou Mês da Purificação.

Também é um ótimo momento para se reconfirmar uma devoção a uma divindade com a qual se tenha afinidade. Mas para fazer qualquer ritual ou cerimônia, é preciso preparar o ambiente. Seja ele uma casa, propriedade, carro ou local de trabalho. A purificação remove as energias mais densas e pesadas, e muda os campos energéticos. Abre assim espaço para as energias benéficas e renovadoras.

Com esta purificação você estará preparando tanto os ambientes como o corpo, a mente e o espírito para novas vivências, aprendizado e realizações.

A imagem veio daqui.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...