sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Erguer e Ajudar.

-->
33- Erguer e Ajudar.
“E ele, dando-lhe a mão, a levantou...” – (Atos, 9:41.) 
Muito significativa a lição dos Atos, quando Pedro restaura a irmã Dorcas para a vida.
Não se contenta o apóstolo em pronunciar palavras lindas aos seus ouvidos, renovando-lhe as forças gerais.
Dá-lhe as mãos para que se levante.
O ensinamento é dos mais simbólicos.
Observamos muitos companheiros a se reerguerem para o conhecimento, para a alegria e para a virtude, banhados pela divina claridade do Mestre, e que podem levantar milhares de criaturas para a Esfera Superior.
Para isso, porém, não bastará a predicação pura e simples.
O sermão é, realmente, um apelo sublime, do qual não prescindiu o próprio Cristo, mas não podemos esquecer que o Celeste Amigo, se doutrinou no monte, igualmente no monte multiplicou os pães para o povo esfaimado, restabelecendo-lhe o ânimo.
Nós, os que nos achávamos mortos na ignorância e que hoje, por acréscimo da Misericórdia Infinita, já podemos desfrutar algumas bênçãos de luz, precisamos estender o serviço de socorro aos demais.
Não nos desincumbiremos, porém, da tarefa salvacionista, simplesmente pronunciando alguns discursos admiráveis.
É imprescindível usar nossas mãos nas obras do bem.
Esforço dos braços significa atividade pessoal. Sem o empenho de nossas energias, na construção do Reino Espiritual com o Cristo, na Terra, debalde alinharemos observações excelentes em torno das preciosidades da Boa Nova ou das necessidades da redenção humana.
Encontrando o nosso irmão caído na estrada, façamos o possível por despertá-lo com os recursos do verbo transformador, mas não olvidemos que, para trazê-lo de novo à vida construtiva, será indispensável, segundo a inesquecível lição de Pedro, estender-lhe fraternalmente as nossas mãos.

Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.
 

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A Boa Parte.

-->
32- A Boa Parte:
“Maria escolheu a boa parte, que não lhe será tirada.” – Jesus. (Lucas, 10:42.)

Não te esqueças da “boa parte” que reside em todas as criaturas e em todas as coisas.
O fogo destrói, mas transporta consigo o elemento purificador.
A pedra é contundente, mas consolida a segurança.
A ventania açoita impiedosa, todavia, ajuda a renovação.
A enxurrada é imundície, entretanto, costuma carrear o adubo indispensável à sementeira vitoriosa.
Assim também há criaturas que, em se revelando negativas em determinados setores da luta humana, são extremamente valiosas em outros.
A apreciação unilateral é sempre ruinosa.
A imperfeição completa, tanto quanto a perfeição integral, não existem no plano em que evoluímos.
O criminoso, acusado por toda a gente, amanhã pode ser o enfermeiro que te estende o copo d’água.
O companheiro, no qual descobres agora uma faixa de trevas, pode ser depois o irmão sublimado que te convida ao bom exemplo.
A tempestade da hora em que vivemos é, muitas vezes, a fonte do bem-estar das horas que vamos viver.
Busquemos o lado melhor das situações, dos acontecimentos e das pessoas.
“Maria escolheu a boa parte, que não lhe será tirada” – disse-nos o Senhor.
Assimilemos a essência da divina lição.
Quem procura a “boa parte” e nela se detém, recolhe no campo da vida o tesouro espiritual que jamais lhe será roubado.

Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.
 

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Dia do Soldado Desconhecido.

Hoje comemora-se o Dia do Soldado Desconhecido. Essa data se refere a uma prática que teve início no Reino Unido quando, ao fim da Primeira Guerra Mundial, foi enterrado um soldado desconhecido em nome de todos os exércitos britânicos. Isso foi em 1920, na Abadia de Westminster. Após esse ato, as outras nações passaram a fazer o mesmo. No ano seguinte, por exemplo, a França instalou um túmulo sob o Arco do Triunfo, em Paris, para honrar também os mortos não identificados da Primeira Guerra.

Esses monumentos recebem o nome de "Túmulo do Soldado Desconhecido" em memória aos que morreram em tempo de guerra sem que seus corpos tenham sido identificados.

No Brasil, esse “túmulo” fica no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Rio de Janeiro.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Dia de Nossa Senhora das Graças

Hoje celebra-se Nossa Senhora das Graças. Segue abaixo uma oração em sua intenção:

Eu vos saúdo ó Maria, cheia de graça!
Das vossas mãos voltadas para o mundo
as graças chovem sobre nós.
Nossa Senhora das Graças,
vós sabeis quais as graças
que são mais necessárias para nós;
mas eu vos peço, de maneira especial,
que me concedais esta que vos peço
com todo o fervor da minha alma (pedir a graça).
Jesus é todo-poderoso e vós sois a Mãe dele;
por isto, Nossa Senhora das Graças,
confio e espero alcançar o que vos peço.
Amém.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Dia de São Leonardo de Porto Maurício.

Hoje se comemora São Leonardo de Porto Maurício (1676-1751). É tido como Padroeiro dos missionários. 

Segue uma oração dedicada ao Santo da Igreja Católica: 

Ó Deus todo-poderoso e cheio de bondade, que fizestes de São Leonardo notável mensageiro do mistério da cruz, concedei, por sua intercessão, que, reconhecendo na terra as riquezas da cruz de Cristo, mereçamos alcançar nos céus os frutos da redenção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

domingo, 25 de novembro de 2012

Dia Nacional da Baiana de Acarajé.

Hoje é dia da Baiana de Acarajé. Acarajé é aquele quitute de massa de bolinho de feijão fradinho, cebola e sal, frito no azeite de dendê, que se tornou um dos maiores símbolos da Bahia.

Antigamente, só podia ser vendido por filhas de santo de Iansã ou Santa Bárbada. Mas hoje, sua venda não está mais ligada ao Candomblé. São cerca de 4 mil baianas espalhadas em pontos fixos que se tornaram pólos de atração turística e gastronômica.

Em 2005, o ofício das baianas de acarajé foi registrado como Patrimônio Cultural imaterial do Brasil, pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Ministério da Cultura). E o acarajé, reconhecido como Patrimônio Cultural de Salvador pela Câmara Municipal.

A imagem veio daqui.

sábado, 24 de novembro de 2012

A Origem das Espécies.

Na data de hoje, em 1859, foi publicada a primeira edição do livro A Origem das Espécies, do naturalista britânico Charles Darwin. A tiragem de 1.250 exemplares se esgotou no mesmo dia. O nome completo do livro era: Sobre a origem das espécies por meio natural ou a preservação de raças favorecidas na luta pela vida. Só quando estava na sexta edição, em 1872, que abreviaram o nome para A Origem das Espécies.  

O livro de Darwin propunha que as espécies se originavam através de processos inteiramente naturais, contradizendo a criação divina tal como está no capítulo Gênese, da Bíblia. A Teoria da Evolução proposta por Darwin trazia evidências abundantes da evolução mostrando que a diversidade biológica é resultado de um processo de descendência com modificação, onde os organismos vivos vão se adaptando através da seleção natural. Assim, as espécies se ramificam a partir de formas ancestrais tal como os galhos de uma árvore.

O conteúdo do livro desencadeou uma discussão entre o público, criando o primeiro debate científico da história.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Oração à São Clemente I.

Hoje é dia de São ClementeI. Ele foi o quarto Papa na história da Igreja. É padroeiro dos ciumentos.

Segue uma Oração à São Clemente I:

Deus de toda carne, que dais a morte e a vida, que abateis a insolência dos orgulhosos e frustrais as maquinações dos povos, vinde em nosso auxílio, ó Mestre. Matai a fome dos indigentes e libertai aqueles que entre nós sucumbiram. Deus bom e misericordioso, esquecei nossos pecados, erros e quedas; não leveis em conta as faltas dos vossos servos e servas. Dai-nos a concórdia e a paz, não só para nós, mas também para todos os habitantes da terra.

É de vós que os nossos príncipes e os que no mundo nos governam recebem o poder: dai-lhes saúde, paz, concórdia e estabilidade; dirigi os seus propósitos pela senda do bem. Só vós podeis fazer tudo isso e conceder-nos ainda maiores benefícios. Nós o proclamamos em nome do sumo sacerdote das nossas almas, Jesus Cristo, por quem vos seja dada honra e glória, agora e por todos os séculos dos séculos. Amém.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Sagitário e Júpiter.

Período: 22/11 a 21/12

Hoje entra no céu astrológico a constelação de Sagitário. Veja algumas características desse signo:
 
Qualidades: lealdade, tolerância, generosidade, entusiasmo

Defeitos: franqueza exagerada, impaciência

Pedras Preciosas: Principal, topázio; complementares, rubi e brilhante

Flores: Rosa, jasmim, violeta, amor-perfeito, narciso e heliotrópio.

Perfumes: Jasmim, rosa, tuberosa e almíscar.

Cores: Branco, azul, verde e matizes do vermelho.

Elemento: fogo

Regente: Júpiter

Signo oposto: Gêmeos

Palavra-chave: visualização

Frase-chave: EU COMPREENDO

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Oração da Homeopatia.


Hoje é o Dia da Homeopatia no Brasil. Deixo abaixo uma oração feita pela médica homeopata Sonia Abreu.

Senhor,
Estou aqui, diante de ti, para agradecer a ventura de ser Homeopata.
Ilumina-me, Senhor, em cada atendimento, em cada avaliação para que eu possa ser instrumento de cura e saúde.
Ajuda-me a perceber cada gesto, cada olhar, cada postura daqueles que chegam até mim em busca de auxílio.
Dá-me a graça de ser generoso para com todos, sereno para com os aflitos e caridoso para com os pobres.
Colocai uma centelha do Seu amor nas minhas palavras e nas minhas mãos.  Que elas sejam sempre acolhedoras e amorosas para com os que sofrem
Protegei e amparai a mim e aos meus companheiros de jornada no nobre exercício da Homeopatia.
Fazei-me instrumento de conforto e paz!
Amém!

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Lavradores.

31 – Lavradores. 
“O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos”. – Paulo (2a. Epistola a Timóteo, 2:6)

Há lavradores de toda classe.
Existem aqueles que compram o campo e exploram-no, através de rendeiros suarentos, sem nunca tocarem o solo com as próprias mãos.
Encontramos em muitos lugares os que relegam a enxada à ferrugem, cruzando os braços e imputando à chuva ou ao sol o fracasso da sementeira que não vigiam.
Somos defrontados por muitos que fiscalizam a plantação dos vizinhos, sem qualquer atenção para com os trabalhos que lhes dizem respeito.
Temos diversos que falam despropositadamente com referência a inutilidades mil, enquanto vermes destruidores aniquilam as flores frágeis.
Vemos numerosos acusando a terra como incapaz de qualquer produção, mas negando à gleba que lhes foi confiada a bênção da gota d’água e o socorro do adubo.
Observamos muitos que se dizem possuídos pela dor de cabeça, pelo resfriado ou pela indisposição e perdem a sublime oportunidade de semear.
A Natureza, no entanto, retribui a todos eles com o desengano, a dificuldade, a negação e o desapontamento.
Mas o agricultor que realmente trabalha, cedo recolhe a graça do celeiro farto.
E assim ocorre na lavoura do espírito.
Ninguém logrará o resultado excelente sem esforçar-se, conferindo à obra do bem o melhor de si mesmo.
Paulo de Tarso, escrevendo numa época de senhores e escravos, de superficialidade e favoritismo, não nos diz que o semeador distinguido por César ou mais endinheirado seria o legítimo detentor da colheita, mas asseverou, com indiscutível acerto, que o lavrador dedicado às próprias obrigações será o primeiro a beneficiar-se com as vantagens do fruto.

Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Dia da Bandeira do Brasil.


Hoje é dia da Bandeira do Brasil. Foi institucionalizado em 1889.

Segue abaixo o Hino da Bandeira do Brasil:

Salve lindo pendão da esperança!
Salve símbolo augusto da paz!
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz. Recebe o afeto que se encerra
em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil! 


Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas,
E o esplendor do Cruzeiro do Sul. Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil! 


Contemplando o teu vulto sagrado,
Compreendemos o nosso dever,
E o Brasil por seus filhos amados,
poderoso e feliz há de ser! Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil! 

 
Sobre a imensa Nação Brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre sagrada bandeira
Pavilhão da justiça e do amor! Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

domingo, 18 de novembro de 2012

Educa.


30 -  Educa.
“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” Paulo. (1ª Epístola aos Coríntios, 3:16.)
Na semente minúscula reside o germe do tronco benfeitor.
No coração da terra há melodias da fonte.
No bloco de pedra há obras-primas de estatuária.
Entretanto, o pomar reclama esforço ativo. A corrente cristalina pede aquedutos para transportar-se incontaminada.
A jóia de escultura pede milagres do buril. Também o Espírito traz consigo o gene da Divindade.
Deus está em nós, quanto estamos em Deus.
Mas, para que a luz divina se destaque da treva humana, é necessário que os processos educativos da vida nos trabalhem no empedrado caminho dos milênios.
Somente o coração enobrecido no grande entendimento pode vazar o heroísmo santificante.
Apenas o cérebro cultivado pode produzir iluminadas formas de pensamento.
Só a grandeza espiritual consegue gerar a palavra equilibrada, o verbo sublime e a voz balsamizante.
Interpretemos a dor e o trabalho por artistas celestes de nosso acrisolamento.
Educa e transformarás a irracionalidade em inteligência, a inteligência em humanidade e a humanidade em angelitude.
Educa e edificarás o paraíso na Terra. Se sabemos que o Senhor habita em nós, aperfeiçoemos a nossa vida, a fim de manifestá-lo.
Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.


sábado, 17 de novembro de 2012

Sirvamos.


29  - Sirvamos.
“Servindo de boa-vontade, como sendo ao Senhor, e não aos homens.” – Paulo. (Efésios, 6:7.)
Se legislas, mas não aplicas a Lei segundo os desígnios do Senhor, que considera as necessidades de todos, caminhas entre perigosos abismos, cavados por tuas criações indébitas, sem recolheres os benefícios de tua gloriosa missão na ordem coletiva.
Se administras, mas não observas os interesses do Senhor, na estrada em que te movimentas na posição de mordomo da vida, sofres a ameaça de soterrar o coração em caprichos escuros, sem desfrutares as bênçãos da função que exerces no ministério público.
Se julgas os semelhantes e não te inspiras no Senhor, que conhece todas as particularidades e circunstâncias dos processos em trânsito nos tribunais, vives na probabilidade de cair, espetacularmente, na mesma senda a que se acolhem quantos precipitadamente aprecies, sem retirares, para teu proveito, os dons da sabedoria que a Justiça conserva em tua inteligência.
Se trabalhas na cor ou no mármore, no verbo ou na melodia, sem traduzires em tuas obras a correção, o amor e a luz do Senhor, guardas a tremenda responsabilidade de quem estabelece imagens delituosas para consumo da mente popular, perdendo, em vão, a glória que te enriquece os sentimentos.
Se foste chamado à obediência, na estruturação de utilidades para o mundo, sem o espírito de compreensão com o Senhor, que ajudou as criaturas, amando-as até o sacrifício pessoal, vives entre os fantasmas da indisciplina e do desânimo, sem fixares em ti mesmo a claridade divina do talento que repousa em tuas mãos.
Amigo, a passagem pela Terra é aprendizado sublime.
O trabalho é sempre o instrutor do aperfeiçoamento.
Sirvamos sem prender-nos.
Em todos os lugares do vale humano, há recursos de ação e aprimoramento para quem deseja seguir adiante. Sirvamos, em qualquer parte, de boa-vontade, como sendo ao Senhor e não às criaturas, e o Senhor nos conduzirá para os cimos da vida.
Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Tlachtga.

Hoje celebrava-se Tlachtga, deusa celta da magia e senhora dos raios. Era padroeira das revelações súbitas.

Tlachtga era filha de Ruith, um druida irlandês, e costumava acompanhar seu pai em suas viagens pelo mundo onde aprendeu os segredos da magia.

Na Itália descobriu o poder das pedras sagradas retornando à Irlanda quando ficou grávida.

Deu à luz trigêmeos numa colina que ficou conhecida com seu nome e também onde clebravam-se os Sabbats de Samhain.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Nossa Senhora do Rocio.


Hoje é dia de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Estado do Paraná.

Oração a Nossa Senhora do Rócio

Virgem Gloriosa do Rocio, Mãe e Rainha de teu filhos todos,
eis-nos aqui para te louvar, te bendizer
e agradecer por tudo que somos, por tudo que temos,
por tudo que fomos chamados a ser.

Humildemente pedimos, ó Mãe bondosa,
o teu olhar misericordioso
sobre todos os nossos momentos de desamor,
sobre todos os nossos pecados.

Imploramos aos teus pés, Mãe querida do Rocio,
aquela chuva de graças sobre graças para nossa Pátria
as nossas famílias, os nossos filhos, os idosos,
os doentes e aflitos, os deprimidos e os excluídos.

Fortalece as nossas comunidades, faze crescer o Reino da Paz,
da justiça, do amor, do perdão e da misericórdia.

Virgem Senhora do Rocio, Santa Mãe querida,
abençoa - nos, protege-nos,
leva-nos ao encontro eterno com teu Filho Jesus.

Amém. Assim seja!
 

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Alguma Coisa.


28 - Alguma Coisa.
“Não necessitam de médico os que estão sãos, mas sim os que estão enfermos.” – Jesus. (Lucas, 5:31.)
Quem sabe ler não se esqueça de amparar o que ainda não se alfabetizou.
Quem dispõe de palavra esclarecida ajude ao companheiro, ensinando-lhe a ciência da frase correta e expressiva.
Quem desfruta o equilíbrio orgânico não despreze a possibilidade de auxiliar o doente.
Quem conseguiu acender alguma luz de fé no próprio espírito suporte com paciência o infeliz que ainda não se abriu à mínima noção de responsabilidade perante o Senhor, auxiliando-o a desvencilhar-se das trevas.
Quem possua recursos para trabalhar não olvide o irmão menos ajustado ao serviço, conduzindo-o, sempre que possível, a atividade digna.
Quem estime a prática da caridade compadeça-se das almas endurecidas, beneficiando-as com as vibrações da prece.
Quem já esteja entesourando a humildade não se afaste do orgulhoso, conferindo-lhe, com o exemplo, os elementos indispensáveis ao reajuste.
Quem seja detentor da bondade não recuse assistência aos maus, de vez que a maldade resulta invariavelmente da revolta ou da ignorância.
Quem estiver em companhia da paz ajude aos desesperados.
Quem guarde alegria divida a graça do contentamento com os tristes.
Asseverou o Senhor que os sãos não precisam de médico, mas, sim, os enfermos.
Lembra-te dos que transitam no mundo entre dificuldades maiores que as tuas.
A vida não reclama o teu sacrifício integral em favor dos outros, mas, a benefício de ti mesmo, não desdenhes fazer alguma coisa na extensão da felicidade comum.
Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Dia do Massacre dos Vikings.

-->
No dia 13 de novembro de 1012, o então Rei da Inglaterra, Etelredo II, ordenou que acabassem com as comunidades vikings estabelecidas na costa inglesa. 

Etelredo foi rei entre 978 e 1013 e depois entre 1014 e 1016. Seu nome é escrito em inglês como o “The Unready”, o Despreparado. No entanto, o seu significado real é “mau conselho” ou “sem conselho”, pois foi considerado um dos piores reis da Inglaterra.  

Durante o seu reinado, enfrentou uma invasão viking e depois de algumas derrotas, conseguiu expulsá-los ao oferecer um enorme tributo aos seus líderes. Mas logo em seguida, a guerra havia sido reaberta e Etelredo ordenou o massacre.

Tal atitude provocou uma série de batalhas lideradas pelo rei da Dinamarca, Svende I, contra os ingleses. Etelredo teve que fugir para Normandia e só voltou um ano depois conseguindo recuperar a coroa.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Destruição e Miséria.


27 - Destruição e Miséria.
“Em seus caminhos há destruição e miséria.” Paulo. (Romanos, 3:16.)
Quando o discípulo se distancia da confiança no Mestre e se esquiva à ação nas linhas do exemplo que o seu divino apostolado nos legou, preferindo a senda vasta de infidelidade à própria consciência, cava, sem perceber, largos abismos de destruição e miséria por onde passa.
Se cristaliza a mente na ociosidade, elimina o bom ânimo no coração dos trabalhadores que o cercam e estrangula as suas próprias oportunidades de servir.
Se desce ao desfiladeiro da negação, destrói as esperanças tenras no sentimento de quantos se abeiram da fé e tece vasta rede de sombras para si mesmo.
Se transfere a alma para a residência escura do vício, sufoca as virtudes nascentes nos companheiros de jornada e adquire débitos pesados para o futuro.
Se asila o desespero, apaga o tênue clarão da confiança na alma do próximo e chora inutilmente, sob a tormenta de lágrimas destrutivas.
Se busca refúgio na casa fria da tristeza, asfixia o otimismo naqueles que o acompanham e perde a riqueza do tempo, em lamentações improfícuas.
A determinação divina para o aprendiz do Evangelho é seguir adiante, ajudando, compreendendo e servindo a todos.
Estacionar é imobilizar os outros e congelar-se.
Revoltar-se é chicotear os irmãos e ferir-se.
Fugir ao bem é desorientar os semelhantes e aniquilar-se.
Desventurados aqueles que não seguem o Mestre que encontraram, porque conhecer Jesus-Cristo em espírito e viver longe dele será espalhar a destruição, em torno de nossos passos, e conservar a miséria dentro de nós mesmos.
Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

domingo, 11 de novembro de 2012

Dia de São Martinho de Tours.

 Martinho nasceu na Hungria, no seio de uma família pagã. Como era curioso, começou a freqüentar uma igreja cristã, ainda criança. Mas, quando chegou a adolescência, seu pai, que era comandante do exército romano, o alistou na cavalaria do exército imperial. 

Mesmo empunhando uma espada, Martinho continuava praticando os ensinamentos cristãos. Quando estava na Gália, na França, um mendigo padecendo de frio, pediu-lhe uma esmola. Martinho cortou metade de seu próprio manto com a espada dando-o ao pedinte. À noite, em sonho, Jesus teria lhe aparecido para agradecer a boa ação. Desde esse dia, decidiu que deixaria as fileiras militares para se dedicar à Cristo. 

Existem hoje na França cerca de quatro mil igrejas dedicadas a ele. E várias localidades, vilas, povoados no mundo todo têm o seu nome.

sábado, 10 de novembro de 2012

Papa Leão I, o Grande.

O Papa Leão I foi doutor da Igreja e um dos Padres Latinos. Também chamado de São Leão Magno, se tornou Papa em 29 de setembro de 440 até 10 de novembro de 461.

Um dos eventos que marcou o seu pontificado, foi seu encontro com o Rei dos Hunos, Átila. Em 451, os hunos assolaram o norte da Península Itálica, matando e saqueando. O objetivo, no ano seguinte, era invadir a Europa Ocidental. Mas Leão enfrentou Átila em Mântua conseguindo com que desistissem da invasão. 

A Igreja Católica e Anglicana, comemoram o seu dia hoje, 10 de novembro. E as Igrejas Ortodoxas, no dia 18 de fevereiro.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Obreiro Sem Fé.

26- Obreiro Sem Fé.
“... e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.” (Tiago, 2:18.)
Em todos os lugares, vemos o obreiro sem fé, espalhando inquietação e desânimo.
Devota-se a determinado empreendimento de caridade e abandona-o, de início, murmurando:
– “Para quê? O mundo não presta.”
Compromete-se em deveres comuns e, sem qualquer mostra de persistência, se faz demissionário de obrigações edificantes, alegando:
– “Não nasci para o servilismo desonroso.”
Aproxima-se da fé religiosa, para desfrutar-lhe os benefícios, entretanto, logo após, relega-a ao esquecimento, asseverando:
– “Tudo isto é mentira e complicação.”
Se convidado a posição de evidência, repete o velho estribilho:
– “Não mereço! sou indigno!...”
Se trazido a testemunhos de humildade, afirma sob manifesta revolta:
– Quem me ofende assim?”
E transita de situação em situação, entre a lamúria e a indisciplina, com largo tempo para sentir-se perseguido e desconsiderado.
Em toda parte, é o trabalhador que não termina o serviço pelo qual se responsabilizou ou o aluno que estuda continuadamente, sem jamais aprender a lição.
Não te concentres na fé sem obras, que constitui embriaguez perigosa da alma, todavia, não te consagres à ação, sem fé no Poder Divino e em teu próprio esforço.
O servidor que confia na Lei da Vida reconhece que todos os patrimônios e glórias do Universo pertencem a Deus. Em vista disso, passa no mundo, sob a luz do entusiasmo e da ação no bem incessante, completando as pequenas e grandes tarefas que lhe competem, sem enamorar-se de si mesmo na vaidade e sem escravizar-se às criações de que terá sido venturoso instrumento.
Revelemos a nossa fé, através das nossas obras na felicidade comum e o Senhor conferirá à nossa vida o indefinível acréscimo de amor e sabedoria, de beleza e poder.
Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Nos Dons do Cristo.


25 - Nos Dons do Cristo.
“Mas a graça foi dada a cada um de nós, segundo a medida do dom do Cristo.” – Paulo. (Efésios, 4:7.)
A alma humana, nestes vinte séculos de Cristianismo, é uma consciência esclarecida pela razão, em plena batalha pela conquista dos valores iluminativos.
O campo de luta permanece situado em nossa vida íntima.
Animalidade versus espiritualidade.
Milênios de sombras cristalizadas contra a luz nascente.
E o homem, pouco a pouco, entre as alternativas de vida e morte, renascimento no corpo e retorno à atividade espiritual, vai plasmando em si mesmo as qualidades sublimes, indispensáveis à ascensão, e que, no fundo, constituem as virtudes do Cristo, progressivas em cada um de nós.
Daí a razão de a graça divina ocupar a existência humana ou crescer dentro dela, à medida que os dons de Jesus, incipientes, reduzidos, regulares ou enormes, nela se possam expressar.
Onde estiveres, seja o que fores, procura aclimatar as qualidades cristãs em ti mesmo, com a vigilante atenção dispensada à cultura das plantas preciosas, ao pé do lar.
Quanto à Terra, todos somos suscetíveis de produzir para o bem ou para o mal.
Ofereçamos ao Divino Cultivador o vaso do coração, recordando que se o “solo consciente” do nosso espírito aceitar as sementes do Celeste Pomicultor, cada migalha de nossa boa-vontade será convertida em canal milagroso para a exteriorização do bem, com a multiplicação permanente das graças do Senhor, ao redor de nós.
Observa a tua “boa parte” e lembra que podes dilatá-la ao Infinito.
Não intentes destruir milênios de treva de um momento para outro.
Vale-te do esforço de auto-aperfeiçoamento cada dia.
Persiste em aprender com o Mestre do Amor e da Renúncia.
Não nos esqueçamos de que a Graça Divina ocupará o nosso espaço individual, na medida de nosso crescimento real nos dons do Cristo.
Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Oração de Paz na Família.


"Senhor, nosso Deus, vós nos escolhestes para sermos santos e vossos bons filhos. Revesti-nos de sentimentos de misericórdia, de bondade, de humildade, de doçura, de paciência.
Ajudai-nos a perdoar-nos uns aos outros quando tivermos algum motivo de queixa, tal como vós, Senhor, nos perdoastes. Sobretudo, dai-nos a caridade que é o vinculo da perfeição.
E que a paz de Cristo reine em nossos corações. Que tudo o que fizermos, por palavras ou por obras, seja tudo em nome do Senhor Jesus, dando, por seu  intermédio, graças a Deus Pai e Senhor nosso. Amém."


terça-feira, 6 de novembro de 2012

Pelas Obras.

24 - Pelas Obras.


“E que os tenhais em grande estima e amor por causa da sua obra.” – Paulo. (1ª Epístola aos Tessalonicenses, 5:13.)

Esta passagem de Paulo, na Primeira Epístola aos Tessalonicenses, é singularmente expressiva para a nossa luta cotidiana.

Todos experimentamos a tendência de consagrar a maior estima apenas àqueles que leiam a vida pela cartilha dos nossos pontos de vista. Nosso devotamento é sempre caloroso para quantos nos esposem os modos de ver, os hábitos enraizados e os princípios sociais; todavia, nem sempre nossas interpretações são as melhores, nossos costumes os mais nobres e nossas diretrizes as mais elogiáveis.

Daí procede o impositivo de desintegração da concha do nosso egoísmo para dedicarmos nossa amizade e respeito aos companheiros, não pela servidão afetiva com que se liguem ao nosso roteiro pessoal, mas pela fidelidade com que se norteiam em favor do bem comum.

Se amamos alguém tão-só pela beleza física, é provável encontremos amanhã o objeto de nossa afeição a caminho do monturo.

Se estimamos em algum amigo apenas a oratória brilhante, é possível esteja ele em aflitiva mudez, dentro em breve.

Se nos consagramos a determinada criatura só porque nos obedeça cegamente, é provável estejamos provocando a queda de outros nos mesmos erros em que temos incidido tantas vezes.

É imprescindível aperfeiçoar nosso modo de ver e de sentir, a fim de avançarmos no rumo da vida superior.

Busquemos as criaturas, acima de tudo, pelas obras com que beneficiam o tempo e o espaço em que nos movimentamos, porque, um dia, compreenderemos que o melhor raramente é aquele que concorda conosco, mas é sempre aquele que concorda com o Senhor, colaborando com ele, na melhoria da vida, dentro e fora de nós.

Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Ante o Sublime.

23 - Ante o Sublime.


“Não faças tu comum o que Deus purificou.” – (Atos, 10:15.)

Existem expressões no Evangelho que, à maneira de flores a se salientarem num ramo divino, devem ser retiradas do conjunto para que nos deslumbremos ante o seu brilho e perfume peculiares.

A voz celeste, que se dirige a Simão Pedro, nos Atos, abrange horizontes muito mais vastos que o problema individual do apóstolo.

O homem comum está rodeado de glórias na Terra, entretanto, considera-se num campo de vulgaridades, incapaz de valorizar as riquezas que o cercam.

Cego diante do espetáculo soberbo da vida que lhe emoldura o desenvolvimento, tripudia sobre as preciosidades do mundo, sem meditar no paciente esforço dos séculos que a Sabedoria Infinita utilizou no aperfeiçoamento e na seleção dos valores que o rodeiam.

Quantos milênios terá exigido a formação da rocha?

Quantos ingredientes se harmonizam na elaboração de um simples raio de sol?

Quantos óbices foram vencidos para que a flor se materializasse?

Quanto esforço custou a domesticação das árvores e dos animais?

Quantos séculos terá empregado a Paciência do Céu na estruturação complexa da máquina orgânica em que o Espírito encarnado se manifesta?

A razão é luz gradativa, diante do sublime.

Não te esqueças, meu irmão, de que o Senhor te situou a experiência terrestre num verdadeiro paraíso, onde a semente minúscula retribui na média do infinito por um e onde águas e flores, solo e atmosfera te convidam a produzir, em favor da multiplicação dos Tesouros Eternos.

Cada dia, louva o Senhor que te agraciou com as oportunidades valiosas e com os dons divinos.

Pensa, estuda, trabalha e serve.

Não suponhas comum o que Deus purificou e engrandeceu.

Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

domingo, 4 de novembro de 2012

A Retribuição.

22 - A Retribuição.

“Pedro disse-lhe: e nós que deixamos tudo e te seguimos, que receberemos?” – (Mateus, 19:27.)

A pergunta do apóstolo exprime a atitude de muitos corações nos templos religiosos.

Consagra-se o homem a determinado círculo de fé e clama, de imediato: – “Que receberei?”

A resposta, porém, se derrama silenciosa, através da própria vida.

Que recebe o grão maduro, após a colheita? O triturador que o ajuda a purificar-se.

Que prêmio se reserva à farinha alva e nobre? O fermento que a transforma para a utilidade geral.

Que privilégio caracteriza o pão, depois do forno? A graça de servir.

Não se formam cristãos para adornos vivos do mundo e sim para a ação regeneradora e santificante da existência.

Outrora, os servidores da realeza humana recebiam o espólio dos vencidos e, com eles, se rodeavam de gratificações de natureza física, com as quais abreviavam a própria morte.

Em Cristo, contudo, o quadro é diverso.

Vencemos, em companhia dele, para nos fazermos irmãos de quantos nos partilham a experiência, guardando a obrigação de ampará-los e ser-lhes úteis.

Simão Pedro, que desejou saber qual lhe seria a recompensa pela adesão à Boa Nova, viu, de perto, a necessidade da renúncia. Quanto mais se lhe acendrou a fé, maiores testemunhos de amor à Humanidade lhe foram requeridos. Quanto mais conhecimento adquiriu, a mais ampla caridade foi constrangido, até o sacrifício extremo.

Se deixaste, pois, por devoção a Jesus, os laços que te prendiam às zonas inferiores da vida, recorda que, por felicidade tua, recebeste do Céu a honra de ajudar, a prerrogativa de entender e a glória de servir.

Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

sábado, 3 de novembro de 2012

Maioridade.

21 – Maioridade.

“O menor é abençoado pelo maior.” – Paulo. (Hebreus, 7:7.)

Em todas as atividades da vida, há quem alcance a maioridade natural entre os seus parentes, companheiros ou contemporâneos.

Há quem se faz maior na experiência física, no conhecimento, na virtude ou na competência.

De modo geral, contudo, aquele que se vê guindado a qualquer nível de superioridade costuma valer-se da situação para esquecer seu débito para com o espírito comum.

Muitas vezes quem atinge a maioridade financeira torna-se avarento, quem encontra o destaque científico faz-se vaidoso e quem se vê na galeria do poder abraça o orgulho vão.

A Lei da Vida, porém, não recomenda o exclusivismo e a separatividade.

Segundo os princípios divinos, todo progresso legítimo se converte em bênçãos para a coletividade inteira.

A própria Natureza oferece lições sublimes nesse sentido.

Cresce a árvore para a frutificação.

Cresce a fonte para benefício do solo.

Se cresceste em experiência ou em elevação de qualquer espécie, lembra-te da comunhão fraternal com todos.

O Sol, com seus raios de luz, não desampara a furna barrenta e não desdenha o verme.

Desenvolvimento é poder.

Repara como empregas as vantagens de que a tua existência foi acrescentada. O Espírito elevado de quantos já se manifestaram na Terra aceitou o sacrifício supremo, a fim de auxiliar a todos, sem condições.

Não te esqueças de que, segundo o Estatuto Divino, o “menor é abençoado pelo maior”.

Fonte Viva. Chico Xavier ditado pelo espírito Emmanuel.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...