quinta-feira, 31 de março de 2011

Dana, Senhora da Luz.

Hoje na Ibéria comemorava-se a deusa suprema do panteão celta, mãe dos deuses e dos homens: Dana.

Ela também era chamada de senhora da luz e do fogo. Dana garantia a seus fiéis a segurança material, a proteção e a justiça.

No norte da Espanha o seu culto continuou, mas passou a se chamar Maria.

Na Irlanda, celebra-se também neste dia a deusa da prosperidade e abundância chamada Anu ou Danu. Para os Celtas, dava azar emprestar ou pegar dinheiro emprestado hoje. Pois segundo a lógica desse povo, isso prejudicava os influxos de prosperidade.

Se você quiser, mentalize a energia dessa deusa e congele uma moeda. Esta simpatia tem como objetivo proteger os ganhos e evitar gastos.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Melissa e as Abelhas.

Conta a mitologia que Melissa tinha sido uma princesa de Creta que teria alimentado Zeus, quando este era criança, com mel colhido das flores ao invés de leite. Quando Melissa morreu, Zeus por gratidão, a teria transformado em abelha.

A Abelha é o símbolo da alma. Tanto que em alguns túmulos existe a figura de uma abelha como sinal de sobrevivência além-morte.

Numa outra lenda, conta que todas as abelhas haviam ido embora deixando a cidade sem mel. Zeus ordenou à Melissa que fizesse algo para trazê-las de volta. Melissa não encontrando uma solução, deitou na grama e chorou. Das suas lágrimas, em contato com a terra, nasceu uma planta que recebeu o nome de Melissa e a qual atraiu a atenção das abelhas de volta para a cidade.

Em 2007, Melissa foi o nome mais popular para meninas nascidas nos Estados Unidos.

terça-feira, 29 de março de 2011

Druantia e as Árvores.

Hoje comemora-se a Deusa celta da fertilidade e da paixão. Chama-se Druantia. Também era conhecida como Rainha dos Druidas.

Era vista como a Senhora das Árvores e credita-se a ela a invenção do Calendário das Árvores, o poder do conhecimento e da criatividade.

Mais tarde, os Druidas associaram esse calendário ao alfabeto ogâmico, criado pelo Deus Ogma. Esse Deus era um bardo da tribo dos seres sobrenaturais chamado Tuatha Danann, detentor da eloqüência e da inspiração artística.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Tulipa, o Amor Perfeito.

A Tulipa é uma flor originária da Turquia e considerada a flor do amor perfeito. Dar uma tulipa a alguém simbolizava uma declaração de amor.

No Império Otomano, a palavra turca para tulipa era escrita com as mesmas letras que formavam a palavra Alá. Representava pureza e ligação com o divina. Mais tarde, a flor se tornou o emblema do governo otomano.

Na Holanda, século 17, houve um grande interesse pela Tulipa que fez com que o preço do bulbo ficasse extremamente caro. Chegou a ser a quarta maior fonte de renda no país e essa paixão desenfreada ficou conhecida como tulipamania. A Tulipa acabou se tornando o símbolo nacional da Holanda.

domingo, 27 de março de 2011

Ajude Sempre.

Diante da noite, não acuse as trevas. Aprenda a fazer lume.

Em vão condenará você o pântano. Ajude-o a purificar-se.

No caminho pedregoso, não atire calhaus nos outros. Transforme os calhaus em obras úteis.

Não amaldiçoe o vozerio alheio. Ensine alguma lição proveitosa, como o silêncio.

Não adote a incerteza, perante as situações difíceis. Enfrente-as com a consciência limpa.

Debalde censurará você o espinheiro. Remova-o com bondade.

Não critique o terreno sáfaro. Ao invés disso, dê-lhe adubo.

Não pronuncie más palavras contra o deserto. Auxilie a cavar um poço sob a areia escaldante.

Não é vantagem desaprovar onde todos desaprovaram. Ampare o seu irmão com a boa palavra.

É sempre fácil observar o mal e identificá-lo. Entretanto, o que o Cristo espera de nós outros é a descoberta e o cultivo do bem para que o Divino Amor seja glorificado.

Agenda Cristã, ditada pelo espírito André Luiz à Francisco Candido Xavier.
A imagem veio
daqui.

sábado, 26 de março de 2011

Dia da Solidão.

Na tradição Wicca e neopagã, hoje celebra-se o Dia da Solidão.

É um dia em que se recomenda a meditação. Se puder se isole um pouco de outras pessoas, ou se recolha por alguns minutos e mentalize essa energia. Ou então, dê uma caminhada na mata ou à beira mar. Procure estar em contato com a natureza o maior tempo possível.

Em algumas tradições esotéricas tem um momento na iniciação em que a solidão é importante pois coloca o iniciado em contato com os deuses.

Essa Solidão é no sentido de solitude e não de sensação de vazio e isolamento. É quando o estar sozinho pode ser uma experiência positiva, prazerosa e trazer um alívio emocional. Afastado de outras pessoas mas por uma escolha consciente.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Toques de Feng Shui.

Deixo abaixo alguns toques de cores de objetos para decorar sua casa. Veja o que mais está precisando neste momento e abuse da cor. Boa sorte!

Para unir a família e trazer segurança, experimente objetos AMARELOS.

Para atrair boa sorte, utilize vasos ou porta retratos PRETOS.

Se estiver precisando afastar problemas de sua vida, invista na cor do céu, o AZUL.

Se quiser manter a calma prefira o VERDE.

Para relaxar com mais facilidade escolha o BRANCO.

Para fartura e prosperidade no lar, abuse do ROXO ou do LILÁS.

Se quiser aumentar o amor prefira tons ROSA.

Para intensificar algo ou ousar em algum aspecto da sua vida use o VERMELHO.

Querendo garantir a felicidade aposte no LARANJA.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Heimdall e o Arco-Íris.

Na antiga tradição germânica, hoje é dia de reverenciar o deus Heimdall. Ele era guardião da ponte Bifrost, arco-íris que ligava a Terra à Asgard, o reino dos deuses.

O Arco-íris, é um fenômeno óptico e meteorológico que separa a luz do sol em seu espectro contínuo quando o sol brilha sobre as gotas da chuva. É visto como um arco multicolorido onde o vermelho fica no exterior e o violeta no seu interior. A ordem correta é vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil (índigo) e violeta.

Se você quer sentir a energia desse dia, desenhe em um papel um arco-íris e pinte-o com todas as suas sete cores. Escreva embaixo dele o seu desejo e cole-o atrás de um espelho. Deixe-o lá um dia inteiro e mentalize Heimdall levando seu desejo para os deuses cumprirem-no.

quarta-feira, 23 de março de 2011

O Tríplice 3.

Enquanto o 1 e o 2 simbolizam a polaridade primordial masculina e feminina, o 3 surge da unificação desses dois. Tudo que é novo sempre surge da unificação dos opostos: pai + mãe = filho; tese + antítese = síntese.

O 1 e o 2 atuam então como pólos de um imã ou de uma bateria entre os quais pode surgir algo novo: o três.

O Três é um número divino e símbolo da força vital. A Divina Trindade, por exemplo, existe em várias religiões e mitologias antigas.

No panteão grego, por exemplo, os irmãos Zeus, Posêidon e Hades são as 3 divindades que dividiam o poder sobre a Terra e as pessoas.

No Egito, temos Ísis, Osíris e Hórus. Mãe, pai e filho.

No Hinduísmo, estão os deuses Brahma, o Criador, Vishina, o Conservador e Shiva, o Destruidor.

Temos também as deusas tríplices da Lua personificando as três fases desse satélite: crescente, cheia e minguante. Representam o nascimento, a vida e morte.

No Cristianismo, a Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo. Esse simbolismo está também nos 3 Reis Magos que visitaram Jesus quando nasceu.

E ainda o encontramos na Quimera, criatura formada por partes de 3 animais: o Leão, a Cobra e a Serpente.

terça-feira, 22 de março de 2011

A Energia de Áries.

Áries ou Carneiro é o primeiro signo do Zodíaco. Significa o primeiro momento em que a natureza desperta, após o entorpecimento do inverno no hemisfério norte. Por isso esse signo simboliza o desabrochar da primavera, o impulso, a energia, a independência e a coragem.

Desde a antiguidade o carneiro é o animal que representa a masculinidade e o instinto do homem. Também é a força primeira que deu origem ao mundo.

É um signo positivo e masculino.

Uma representação cósmica da potência animal do fogo, a um só tempo criador e destruidor, cego e rebelde, generoso e sublime, que de um ponto central se difunde em todas as direções.

Pela astrologia, é onde estaremos mais guerreiros e numa excelente fase para assumirmos as rédeas de nossas vidas dando início a novos empreendimentos. É uma fase propícia para traçar metas.

A cor é vermelho. A frase é “eu quero”.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Festival do Ovo Cósmico.

Hoje é dia do Festival grego da criação do Ovo Cósmico.

Como estamos no Equinócio da Primavera, no hemisfério norte, Ostara, a Deusa da Primavera, ou Perséfone, na mitologia grega, segura um ovo em sua mão e observa um coelho, símbolo da fertilidade.

A Deusa e o Ovo são símbolos da chegada de uma nova vida.

O Ovo é considerado como aquele que contém o germe e a partir do qual se desenvolverá a manifestação. Representa o nascimento, o renascimento, a renovação e a criação cíclica. É um símbolo universal da vida.

O nascimento a partir de um ovo é uma ideia comum a celtas, gregos, egípcios, fenícios, cananeus, tibetanos, hindus, vietnamitas, chineses, japoneses entre muitos outros.

Na maioria das tradições, o "Ovo Cósmico" aparece depois de um período de caos. Como na mitologia Chinesa, por exemplo, antes do surgimento do mundo, quando tudo ainda era caos, um ovo semelhante ao de galinha teria se aberto e, de seus elementos pesados, surgido a terra (Yin) e, de sua parte leve e pura, nascido o céu (Yan).

domingo, 20 de março de 2011

Ano Novo Zodiacal.

No hemisfério Sul é equinócio de outono, assinalando a entrada do Sol no signo de Áries e o início de um novo Ano Zodiacal.

O povo celta celebrava nessa data o equinócio da primavera. Era chamado de Sabbat Ostara e simbolizava o renascimento da natureza e o desabrochar da vegetação.

É um momento para refletir e meditar.

Já na Grécia, era o dia em que Perséfone saía do mundo subterrâneo, de Hades. Sua mãe feliz com seu retorno, celebrava-o enchendo a Terra com folhas e flores.

Para entrar na energia de início de ano, comece um projeto novo, tome uma nova atitude, decisão ou compromisso. Revitalize suas energias, seu entusiasmo e desperte sua força interior, sua criatividade.

sábado, 19 de março de 2011

São José e o Anjo.

Esposo de Maria, pai de Jesus, José é considerado santo pela Igreja Católica. Foi carpinteiro em Nazaré e descendente do rei Davi de Israel.

Conta a história que José fora designado por Deus para se casar com a jovem Maria. E há uma tradição popular que diz que eram muitos os pretendentes. Para que um deles fosse escolhido, deveriam deixar seus bastões para que Deus lhes desse um sinal através deles. O sinal apareceu. O bastão de José havia florescido e todos reconheceram a preferência.
Quando noivos, mesmo sem terem dormido juntos, Maria contou à José que estava grávida. E enquanto ele ponderava o que deveria fazer, um Anjo lhe disse que a gravidez era obra do Espírito Santo.

Depois que Jesus nasceu, José tornou a ser visitado pelo Anjo, que lhe disse para fugir com sua família para o Egito a fim de escapar dos desígnios homicidas do rei Herodes.

Mais tarde, quando Herodes morreu, o Anjo apareceu pela terceira vez dizendo que José poderia voltar para Israel em segurança.

Acredita-se que ele tenha morrido à época que Jesus iniciara o ministério público.

São José é um dos santos mais populares. Foi proclamado “protetor da Igreja Católica Romana”. Considerado também “padroeiro dos trabalhadores” e “padroeiro das famílias”.

É o santo que intercede por todas as graças que necessitamos. Muitas vezes de maneira surpreendente e inacreditável.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Fada Morgana.

No mês de março se homenageia Morgan, a Sacerdotisa de Avalon, ilha sagrada da mitologia celta.


Morgan ficou conhecida por causa do livro “As Brumas de Avalon” como Morgana, a meia-irmã do Rei Arthur. Também chamada de Fada Morgana.

Na língua Celta, “mor” significava mar, sendo os espíritos das águas chamados Morgens.

Originalmente, ela era uma deusa “escura”, que regia as Ilhas dos Mortos e presidia a morte e o renascimento dos heróis mortos em combates.

Como a maçã é o símbolo de Avalon, pois o nome significa maçã, coma uma maça cortada na horizontal, pois as sementes formam um pentagrama. Medite sobre seu caminho espiritual e peça à Deusa que afaste as brumas das incertezas iluminando sua busca.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Dia de São Patrício.

São Patrício viveu entre os anos 386 e 493. Foi um missionário cristão e santo padroeiro da Irlanda.

Aos 16 anos foi capturado e vendido como escravo para a Irlanda. Seis anos mais tarde conseguiu escapar e retornar para a casa de sua família. A partir daí começou sua iniciação religiosa. Depois resolveu voltar à ilha a fim de pregar o Evangelho. Chegou a converter muitas pessoas.

Seu método de ensinar o que significava a Santíssima Trindade contava com a ajuda de um trevo de três folhas. Queria dizer com isso que assim como o trevo tem três folhas e é um, a Santíssima Trindade também o é.

Foi São Patrício quem incentivou o sacramento da confissão particular, tal como conhecemos hoje. Antes, a confissão era realizada de forma comunitária. Um século depois, essa prática se propagou para o restante da Europa.

Ele também era considerado um mago. Desde então, a magia celta misturou-se com a nova religião até porque ambas visavam o amor universal.

Há uma crença popular que atribui ao Santo o desaparecimento das cobras da ilha onde fica a Irlanda. Em algumas imagens, São Patrício é retratado esmagando com seu cajado esses animais.

A mensagem que São Patrício deixa é que “não importa a religião que você professe. O que importa é seguir o fundamento mais importante, o amor.”

quarta-feira, 16 de março de 2011

Medicamentos Evangélicos.

Ajude sempre. Não tema. Jamais desespere.

Aprenda incessantemente. Pense muito. Medite mais.

Fale pouco. Retifique, amando.

Trabalhe feliz. Dirija, equilibrado. Obedeça, contente. Não se queixe.
Siga adiante. Repare além. Veja longe.

Discuta serenamente. Faça luz. Semeie a paz. Espalhe bênçãos.

Lute, elevando. Seja alegre. Viva desassombrado. Demonstre coragem.

Revele calma. Respeite tudo.  Ore, confiante.                                                     

Caminhe, melhorando. Sirva hoje. Espere o amanhã.

Agenda Cristã, ditada pelo espírito André Luiz à Francisco Candido Xavier.

terça-feira, 15 de março de 2011

Deus e a Ciência.

Desde que o homem teve consciência sobre sua existência ele se pergunta: de onde venho? O que faço? Para onde vou? Enquanto isso, ao longo dos séculos, filosofia, ciência e e religião tentaram dar suas explicações cada uma com seu ponto de vista, teoria ou considerações.

Mas essas três fontes de saber, no final do século XX, acabaram se confrontando e vislumbrando um caminho que chegasse a um meio termo: o metarrealismo. Uma análise sob este caminho está no livro Deus e a Ciência, em direção ao metarrealismo, onde Jean Guitton, que foi um dos maiores filósofos cristãos da França e dois físicos, os irmãos Grichka e Igor Bogdanov, se reuniram para discutir essas questões milenares.

A narrativa do debate que é apresentada no livro, é uma espécie de “filosofia em voz alta”, como se praticava na Grécia Antiga. Os dois físicos e o filósofo confrontam os recentes avanços da cosmogonia e da mecânica quântica. Isso faz com que Guitton compare suas convicções católicas com a ciência moderna. Mas o livro não se limita a uma exploração dos mistérios do espírito e da matéria. Ele abre caminho para o pensamento de uma nova forma de olhar a própria realidade. É um debate que nos leva à reflexão pois descortina uma espécie de nova metafísica: uma possibilidade de convergência entre físicos e filósofos.

Ao final desse debate, Guitton diz: “os progressos da ciência nos permitem entrever uma aliança possível, uma convergência ainda obscura entre os saberes físicos e o conhecimento tecnológico, entre ciência e o mistério supremo”. Enquanto os físicos Bogdanov encerram com um ponto de vista de um físico americano: “Nossas dificuldades em compreender o Universo dizem respeito ao fato de não sabermos a que compará-lo.”

A imagem veio daqui.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Ua Zit, Deusa Serpente.

No Egito Antigo, hoje era dia de celebrar a Grande Deusa Serpente chamada Ua Zit ou Uadjit. Ela era um símbolo de revelação e de sabedoria místicas.

Na celebração eram realizados rituais de exorcismo, de purificação e de expiação. Também faziam-se defumações para afastar doenças e ofereciam à Deusa grãos de cevada.

Hoje é um bom dia para se fazer um ritual com a intenção de afastar a pobreza, a doença e os infortúnios. Defume sua casa com um incenso de mirra ou de benjoim. Depois acenda uma vela verde e tome um banho de sal grosso. Visualize suas dificuldades financeiras e as soluções para resolvê-las. Peça à Deusa Serpente para afastar os infortúnios e dar-lhe equilíbrio e sabedoria.

domingo, 13 de março de 2011

Os Mistérios da Lua.

Desde o início dos tempos, o homem se faz perguntas a respeito desse satélite solitário que só aparece à noite, muda de forma e de cor. Um satélite intrigante que inspira medo e é venerado como uma deusa de múltiplos poderes.

Os poetas trataram de estabelecer uma relação íntima entre a lua e a mulher. Os raios lunares seriam uma fonte de beleza e energia. Mas esse astro também teria efeitos nocivos sobre o nosso comportamento. Segundo a lenda, quando a lua está cheia, alguns de nós se transformam em monstros aterrorizantes.

Todas essas histórias seriam lendas? Em todo caso, um fato foi cientificamente provado: a energia que ela emana afeta as marés e os bilhões de litros de água dos nossos oceanos.

A força lunar teria também o poder de influenciar a agricultura, desde que o calendário seja seguido durante o plantio e a colheita.

Segundo as regras da agricultura lunar, vegetais como rabanetes, cenouras e batatas devem ser semeados no período entre as luas cheia e minguante. As verduras e as vagens entre as luas nova e crescente.

Muitas mulheres do campo ainda estendem lençóis para que sequem nas noites de lua cheia quando eles ficam mais brancos. Segundo os cientistas, a oxidação das gotas de sereno é que descolorem a roupa. E a lua não teria nada a ver com isso...

Se a lua age sobre a crosta terrestre, marés e vegetação, será que atua também sobre os seres humanos?

Diferentes estudos foram realizados e os resultados são contraditórios. Os médicos e os pesquisadores ainda não concordam a esse respeito.

Pessoas de todo o mundo refletem na lua uma preocupação permanente com a beleza. Alguns profissionais afirmam que os benefícios são muitos.

Hoje em dia, na França, mais de cinquenta salões de estética abrem nas noites de lua cheia. Eles constataram que a lenda não é só uma superstição e que a lua exerce de fato uma influência sobre os cabelos, as unhas e a pele.

Alguns psiquiatras já observaram que a lua age sobre o nosso humor.

Um estudo americano constatou que, nas noites de lua cheia, o desejo e a atividade sexual dos casais são mais intensos. A lua teria esse poder?

Em todo caso, parece que ela aumenta a nossa sensibilidade.

Muitos são aqueles que reclamam de insônia durante os períodos de lua cheia.

Alguns cientistas encontraram uma explicação.

Poderia a lua nos desorientar a ponto de fazer perder a razão, e nos levar a cometer atos insensatos? E essa influência explicaria o fato de que, há séculos, a lenda do lobisomem assombra os campos de vários países?

Há alguns anos, nos Estados Unidos, testemunhas aterrorizadas disseram ter visto um lobisomem numa floresta de Massachussetts.

Se considerarmos os relatórios da segurança pública de Paris, durante as noites de lua cheia, obteremos resultados surpreendentes. Em mil novecentos e oitenta e quatro, os casos de atentado ao pudor e violência, aumentaram em cinquenta por cento.

Mas os peritos criminais rejeitam esses números, pois nenhum estudo foi feito durante vários anos.

Maléfica ou benéfica, a lua permanece sendo o astro celeste que mais fascina o ser humano. Em julho de mil novecentos sessenta e nove, ele pode se aproximar e tocar o solo daquele astro misterioso, que é idolatrado e temido há muitos séculos.

Mesmo assim, a poderosa rainha das noites claras ainda guarda muitos segredos.

Programa Mistério/TV Manchete

sábado, 12 de março de 2011

Pontos de Poder.

1- Somos responsáveis pelas nossas próprias experiências.

2- Cada pensamento que temos cria nosso futuro.

3- Todos estão constantemente lidando com padrões prejudiciais de ressentimento, crítica, culpa e ódio de si mesmos.

4- Tudo isso são apenas pensamentos, e pensamentos podem ser mudados.

5- Precisamos nos libertar do passado e perdoar a todos, inclusive a nós mesmos.

6- Auto-aprovação e auto-aceitação no "aqui-agora" são as chaves para mudanças positivas.

7- O ponto de poder está sempre no momento presente.

Do livro Ame-se e Cure sua Vida, de Louise L. Hay.
A imagem veio daqui.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Hércules e Hippolyta.

Hoje é dia de Hércules, herói e semideus grego, símbolo da coragem e da força física.

Conta um mito antigo, uma luta entre Hércules e a rainha das Amazonas, Hippolyta.

Ela era filha do Deus Ares e usava um cinturão de ouro, sinal de sua sabedoria e poder. Os guerreiros gregos queriam esse tesouro e foram em busca dele, liderados por Hércules. Após longas batalhas, o herói grego consegue obter o cinturão de Hippolyta.

Conta a lenda, que inicialmente a Rainha das Amazonas ficou ressentida com Hércules pela invasão, mas depois se apaixonou por ele. E concordou em entregar-lhe o cinturão.

Em uma das versões sobre o desfecho dessa luta, Hércules mata Hippolyta acreditando que esta o traíra, e lhe toma o cinturão. Esse era o nono trabalho de Hércules.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Al-Lat, Senhora da Terra.

Hoje é dia da deusa Árabe Al-Lat, representando a criação e a Terra.

Antigamente, ela era reverenciada em Mecca sob a forma de um grande bloco de granito. Rituais eram feitos com mulheres dançando ao seu redor e invocando a “Senhora”. Pediam-lhe proteção e abundância e faziam juramentos pois assim como a Terra, a deusa era eterna e indestrutível. Dizia-se: “Eu juro pelo sal, pelo fogo e por Al-Lat, que a é a maior de todos”.

Al-Lat faz parte de uma tríade de deusas do deserto. As outras são Al Uzza e Menat. Al-Lat representava a terra, a frutuificação. Al Uzza, era a deusa virgem das estrelas matutinas e Menat, a força do destino, a anciã do tempo e da morte.

Maomé aboliu o culto a esta deusa e a transformou no deus Allah.

Em uma outra versão, ela é mencionada como uma das três filhas de Allah junto com Manar e Al-Uzza.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Ala, Mãe Terra.

Hoje celebra-se Ala, a Mãe Terra das tribos Ibo, na Nigéria. Ela é a criadora da vida e senhora da morte.

Também tida como um espírito guardião da Terra. Era Ala quem cuidava e protegia seu povo, providenciando tudo o que favorecia e sustentava a vida como uma boa colheita, uma boa caça, pesca... Ela também fez as leis, ensinou os preceitos da moralidade e forneceu os meios para curar doenças.

E quando alguém morria, Ala estava presente nesse momento em que a alma fazia sua passagem. Também é chamada de Ani ou Ane.

Até hoje nos templos e residências nigerianas encontram-se esculturas em madeira representando a Deusa. Em algumas representações ela está cercada de crianças, em outras, segurando inhames e uma faca simbolizando a vida e a morte.

É comum também numa aldeia Ibo existir uma árvore considerada sagrada em que se colocam oferendas para Ala nela.

terça-feira, 8 de março de 2011

Dia Internacional da Mulher.

Essa data foi escolhida para lembrar uma série de manifestações em protesto a um incêndio ocorrido em 1857 em Nova Iorque. Era uma fábrica onde operárias trabalhavam em condições desumanas.

São notórias as discriminações que as mulheres sofreram ao longo dessa Era.

Em 1484, por exemplo, os inquisidores declararam textualmente que a mulher era a fonte de todos os males porque Eva nascera de uma costela torta de Adão. E também porque Satanás, não podendo entrar pelo espírito, posto que é de Deus, entrava pelo corpo da mulher.

Ao longo da Idade Média, o esforço em ofuscar e até apagar os ritos pagãos, que enalteciam a Grande Mãe, ou seja, a figura feminina, diminuiu a força e a importância da mulher na sociedade. Dessa época vem a ideia de que a mulher seria o sexo frágil.

Hoje, muitos avanços nesse sentido já foram conquistados e a perspectiva é que a cada ano esses avanços sejam maiores.

Portanto, parabéns à toda as Mulheres, filhas da Grande Mãe!

segunda-feira, 7 de março de 2011

As Velas e as Cores.

A vela BRANCA serve para todo tipo de intenção e também para a paz. O branco é uma cor que em si acalma e nos passa tranquilidade. Podemos também acender uma vela na cor branca para o nosso Anjo da Guarda pedindo a ele paz e luz para iluminar nosso caminho. Algumas velas brancas aromáticas tem essência de Jasmim.

A vela AMARELA é boa para fazer trabalhos que lidem com nossa energia mental. Também é boa para atraírmos algo que desejamos. E ainda podem ser utilizadas quando queremos invocar amor e ternura. O amarelo é uma cor ligada à terra e a terra é um elemento que nos põe no chão. Então, se você for uma pessoa muito sonhadora e quer "cair" mais na realidade, acenda uma vela amarela e mentalize sua vontade. Há velas nessa cor que possuem a essêncica de Erva-doce.

A vela VERMELHA nos dá força e vigor para elevarmos nosso astral. Além de nos ajudar a promover a saúde pois o vermelho é energético. O vermelho nos remete à vida, afinal  é a cor do nosso sangue. É também uma cor quente e por isso está ligada à paixão, ao amor físico. Uma essência que combina com essa cor é Sândalo.

A vela VIOLETA é boa para a meditação e o desenvolvimento da espiritualidade e até do seu despertar. O violeta é uma cor ligada à transcendência. É boa também porque induz à vibrações positivas e torna o ambiente mais harmonioso. Há velas nessa cor com a essência de Alfazema.  

A vela AZUL é boa para atrair o equilíbrio mental onde se busca tranquilidade e paz de espírito. É a procura da serenidade do pensamento e o bem estar no dia-a-dia. O azul é a cor do mar e a cor do céu, duas paisagens que nos dão a ideia de imensidão e calmaria. Uma essência que combina com essa cor é Lavanda. 

A vela VERDE é boa para a saúde, harmonia e sorte. É a cor do chacra do coração, junto com a rosa. Também é indicada para tratar de males do coração, mágoas, angústias, saudades... Uma das essências muito usadas na cor dessa vela é a de Alecrim. 

A vela ROSA é boa para invocar o Amor Divino e a fraternidade. O Rosa é uma cor doce, que promove uma alegria sublime e uma ternura em nossas almas. Sua essência mais usada é a de Rosas.

domingo, 6 de março de 2011

Marte, Deus Romano.

Em Roma comemorava-se hoje Marte, o Deus romano da Guerra. Seu equivalente grego era Ares. Mas Marte possuía uma estatura moral bem maior do que seu correspondente grego.

Em Roma, por exemplo, Marte era venerado como um dos principais deuses. Chegou a ser chamado de Deus Nacional. Enquanto que na Grécia, Ares era considerado um Deus menor, fanfarrão e bruto.

Casado com Vênus, a Deusa do Amor e da Beleza, era também amante da vestal Ilia.

Possuía um escudo sagrado, caído dos céus e guardado no fórum de Roma pelo Papa. Os outros símbolos de Marte são uma lança, um pica-pau, um lobo e um touro.

Filho de Juno e de Júpiter, Marte era pai de Romulo e Remo, fundadores de Roma.

Conta o mito que Juno, irritada e com inveja por Minerva ter saído espontaneamente da cabeça de Júpiter, quis também produzir um filho sem a participação de seu marido ou de qualquer outro homem. Foi então para o Oriente com a intenção de encontrar os meios propícios para que isso acontecesse. Mas no caminho, já cansada resolveu sentar ao pé do templo da Deusa Flora. Esta Deusa ouvindo seu desejo lhe mostrou uma flor maravilhosa e a qual só com um simples contato fecundava qualquer rmulher sem o auxílio de qualquer homem. E foi assim que Juno deu à luz, à Marte.

Marte era protetor dos campos e das colheitas. E o mês de Março era dedicado a ele. No primeiro dia do mês, os edifícios eram decorados com coroas de louro.

sábado, 5 de março de 2011

Ísis e os Navegantes.


Ísis era a mais ilustre das deusas do Egito Antigo. No início, era o símbolo perfeito do lar, por sua fidelidade e devotamento. Mas de acordo com o mito, a Deusa roubou o nome secreto do Deus Supremo, Re. Com isso, o poder de Ísis se estendeu sobre o universo, como o poder divino.

Ela era adorada como a Deusa Suprema e Universal tanto no Oriente Médio, quanto na Grécia e em Roma, assim como em toda a bacia do Mediterrâneo.

"Os píncaros luminosos do céu, os sopros salutares do mar, os silêncios desolados dos infernos, sou eu (Ísis) quem tudo governa segundo a minha vontade".

Os marinheiros e navegantes do Egito costumavam pedir à Ísis orientação em suas viagens para que não sofressem naufrágios e conseguissem atravessar tempestades em alto mar, caso fossem pegos por uma.

Então, hoje era o dia em que eles agradeciam à Deusa a ajuda prestada.

Se você estiver precisando de uma orientação sobre que rumo dar a sua vida ou a um determinado projeto, peça à Ísis para lhe ajudar.

Acenda um incenso de lótus ou de mirra e mentalize seu pedido sendo realizado.

sexta-feira, 4 de março de 2011

O Reino da Babilônia.


O Império Babilônico surgiu sob o amorita Hamurabi, por volta de 1730 a.C. Mas a fundação da cidade, é atribuída aos acádios que viveram entre os anos 2.350 à 2.150 a.C. Seu cinturão de muralhas e os Jardins Suspensos incluíam-se nas 7 maravilhas do mundo.

Hamurabi codificou as leis utilizando a escrita cuneiforme escrevendo-as em tábuas de barro cozido, preservadas até hoje. E foi através delas que a cultura moderna recebeu suas influências como a divisão do dia em 24 horas, da hora em 60 minutos e daí por diante. O círculo de 360º também foi criação dos matemáticos babilônios.

Situada no sul da Mesopotâmia, hoje Iraque, às margens do Eufrates, a cidade era um plano retangular contornada por fortificações intransponíveis. A porta de Isthar, dava acesso aos bairros dos edifícios oficiais. Os templos e as torres de andares tinham dimensões rigorosamente sacras. E o fornecimento de água era feito através de canais, algo inovador para a época.

A Babilônia era um centro de aprendizado e de criatividade. O nome vem de babil, que significa “Porta de Deus”, mas o Deus sobre o qual essa porta se abriu.
Muitas guerras, conflitos e vitórias se sucederam até que Nabucodonosor II, por volta de 600 a. C., instaurou um novo reinado e devolveu à cidade todo o seu esplendor.
As sucessões e brigas palacianas pouco a pouco minaram Babilônia.

Alexandre, o Grande, a dominou por volta de 330 a.C. Mas seus sucessores também não conseguiram impedir a sua decadência.

Os poucos magos Babilônicos que restaram, escreveram nos primeiros séculos de nossa Era, o Talmude Babilônico.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Dia de Aegir.

Hoje é dia do Deus teotônico dos Mares, Aegir. É o Deus dos Mares na mitologia nórdica.

Esse Deus tem o poder de levar embora de nossas vidas tudo o que é ruim.

Escreva em uma folha de papel em branco todos os problemas e sentimentos negativos que você queira eliminar de sua vida.

Depois, faça um barquinho com o papel e o coloque em água corrente pedindo a Aegir que leve embora tudo o que você escreveu.

Boa sorte!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Vovó de Março.

Hoje na Bulgária, é feriado pois é dia de Barba Marta, em português é Vovó de Março, uma das representações da Deusa anciã.

Nesse dia é realizada uma festa de boas-vindas à primavera. Essa comemoração existe há mais de mil anos. Crianças e adultos andam pelas ruas com pingentes, penduricalhos, objetos vermelhos, simbolizando o feminino, e brancos, simbolizando o masculino. As árvores são ornadas também com martenitsas, peças tipo pompom.

Marta vem de mart que significa março em búlgaro. E que vem de Marte, deus da guerra e da agricultura homenageado este mês pois em algumas culturas antigas, esse mês era tido como o primeiro do ano.

Barba Marta é uma figura do folclore búlgaro. É representada por uma senhora temperamental e por isso todos querem agradar-lhe para que leve o inverno embora e traga uma primavera com saúde, felicidade, prosperidade e fertilidade.

Acreditava-se que se as mulheres fossem trabalhar hoje, Vovó de Março ficava furiosa e destruía as colheitas. Então as mulheres ficavam orando e pedindo à Vovó benção para que as colheitas fossem fartas.

A imagem 1 veio daqui.
A imagem 2 veio daqui.

terça-feira, 1 de março de 2011

Março e a Deusa Héstia.

Hoje é dia da Deusa greco-romana Héstia ou Vesta. Ela era a guardiã da chama sagrada e protetora da família e da comunidade. Os gregos costumavam nesse dia renovar o fogo perpétuo de suas lareiras invocando a proteção de Héstia para seus lares.

Faça também uma invocação de proteção para sua casa e seus familiares. Primeiro acenda uma vela branca e ofereça à Deusa um pão e um pouco de sal num prato branco. Purifique também sua casa espalhando pedacinhos de cânfora por ela e mentalize a queima no astral de toda energia negativa que possa estar próxima a você e aos seus. Por fim, reúna seus familiares e de mãos dadas peça harmonia e proteção. Depois compartilhe o pão e o sal deixando um pedaço para colocar na terra.

Março é o mês dedicado ao deus romano Marte, padroeiro da guerra e da agricultura.

É também um mês de renovação. Tanto que os povos antigos adotaram esse termo como um de seus nomes: Mês da Renovação, Lua da Tempestade, Lua das Sementes, Lua do Arado e entre outros.

Para os romanos este mês representava justamente o início do Ano Novo, em torno do dia 21, data mantida até hoje como início do Ano Zodiacal.

O lema deste mês é “liberte-se das amarras e livre-se dos conflitos.”

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...