quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Medusa, a Górgona.

Culto antigo à deusa solar originária da Anatólia, Medusa, reverenciada por suas sacerdotisas que usavam máscaras de serpentes. É um aspecto da Deusa Atena da Líbia, onde era a Deusa-Serpente das amazonas Líbias.

Era uma das três Górgonas, irmãs más. Filhas de Fórcis e Ceto.

Conta a lenda que as górgonas eram extremamente belas e de cabelos invejáveis. Mas eram desregradas e sem escrúpulos. Medusa, era chamada de impetuosa, Esteno, a que oprime, e Euríale, a que está à margem.

Por serem belas mas perversas, causou irritação nos demais deuses e principalmente em Atena. Esta, admirou-se de ver que a beleza das Górgonas as fazia exatamente idênticas a ela.

Atena, para não permitir que deusas iguais a ela demonstrassem um comportamento maligno, deformou-lhes a aparência. Os belos cachos das irmãs transformaram-se em ninhos de cobras letais e violentas que picavam suas faces. Seus dentes viraram presas de javalis e seus pés e mãos macias se tornaram bronzes frios e pesados. E ainda condenou a transformar em pedra tudo aquilo que pudesse contemplar seus olhos.

Ninguém poderia olhar para elas pois encontraria a morte.

A deusa da guerra e da sabedoria foi mais além. Como vingança por Medusa ter cedido às investidas de Poseidon no próprio Templo de Atena, esta lhe tomou a imortalidade fazendo-a ser a única mortal entre as Górgonas.

Mais tarde, Perseu contou com a ajuda de Atena e de outros deuses para encontrar Medusa e cortar sua cabeça.

Com esta cabeça, Perseu teria realizado prodígios pois mesmo depois de Medusa morta, a cabeça continuava viva e quem olhasse para seus olhos se tornava pedra.

Ao ser decapitada, Medusa que estava grávida, teve dois filhos. O cavalo alado Pégasus e o gigante Crisaor.

Medusa tirava a vida com um simples olhar. Isso significava que não podia ser vista de frente.

Seu nome quer dizer sabedoria soberana feminina. Todas as faces da Grande Deusa Primordial: os Ciclos do Tempo como passado, presente e futuro. É a guardiã dos limiares e mediadora entre os reinos do céu, da terra e do mundo subterrâneo.

A imagem 1 veio daqui.
A imagem 2 veio daqui.

3 comentários:

  1. Hoje ia escrever sobre o olhar. Mas já fiz isto uma vez. E aqui encontro Medusa que mata com um olhar.
    O olhos quer dizer muitas coisas. De bom e de ruimmm.
    Minha mãe me paralisava com um olhar ksksksskkssk
    Lindo tópico.
    Beijos bom dia.
    Tem sido um desafio encontrar forças para escrever. bj

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Eliane!
    Olhar de mãe, eu tb lembro do olhar da minha quando eu era criança. Hoje eu tento fazer igual com meu filho, ele até que respeita. Mas por dentro eu fico rindo porque acho engraçado esse poder. Ele fica paralisado tb, rsrsrs. Será que elas também riam por dentro?

    Eliane, hoje já rezei por ti. Fica com Deus.
    Obrigada por estar aqui apesar de tudo, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Cecile seu blog é bacana. Parabéns, bjs Cynthia

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...