sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Para gerenciar pensamentos.

Para desacelerar o pensamento e proteger a emoção, algumas técnicas são muito importantes. A primeira é não ser o agiota da emoção. O agiota é aquele que empresta a juros altos e cobra caro a fatura. A pessoa se doa aos amigos, filhos, aos parceiros e pressiona para que os outros gravitem em sua órbita, por exemplo. Já o autoagiota é aquele que cobra de si mesmo. Além dito, devemos fazer a mesa redonda do “eu”. Ou seja, o nosso eu tem que conversar com os nossos fantasmas. Nosso “eu” deve duvidar, criticar o estado de ansiedade e passividade do “eu”, determinando que esse “eu” assuma a sua história, confrontando tudo o que nos perturba. Temos que praticar a técnica do DCD todo dia: duvidar, criticar e determinar para que possamos construir uma história verdadeiramente inteligente ao longo da nossa existência.
Trechos da entrevista feita por Andréia Martins com Augusto Cury, autor do livro: Ansiedade: como enfrentar o mal do século, para o Almanaque Saraiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...