quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Nínive e a Deusa Ishtar.

Neste dia, no ano 612 a.C., Nínive foi destruída e seu rei, Sinsariscum, morto. Nínive era a capital da Assíria e antigo centro de adoração à Deusa Ishtar.

No Livro de Jonas, era descrita como “a cidade excessivamente grande”. Nínive era uma junção importante entre as rotas comerciais que cruzavam o rio Tigre. Ocupava uma posição central entre o Mar Mediterrâneo e o Oceano Índico unindo o Oriente ao Ocidente. Tornou-se logo uma das maiores cidades antigas da região.

O começo da derrocada de Nínive foi quando o grande rei Assubanipal morreu, em 627 a.C. Seu filho Sinsariscum foi declarado rei mas seu irmão Assur-Etelli-Illani usurpou o trono, enquanto Sinsariscum estava guerreando na região leste do país. Um dos seus generais, o comandante da Babilônia Nabopolasar aproveitou essa confusão e traiu também Sinsariscum. Nabopolasar conquistou duas cidades e foi declarado rei da Babilônia. No entanto, Sinsariscum manteve domínio sobre uma parte considerável de território babilônico e no ano 623 venceu seu irmão Assur-Etelli-Illani, que morreu. Outro irmão também quis o trono, mas foi vencido.

No ano 616, o rei Assírio contou com a ajuda dos egípcios para impedir que Nabopolasar avançasse seus territórios. Mas dois anos depois, Nabopolasar se uniu ao Medos conquistando finalmente Assur. Para firmar a aliança, seu filho, o príncipe Nabucodonossor, casou-se com a princesa meda, Amuhea. E em 612 os aliados convergiram sobre Nínive devastando a cidade. O rei Sinsariscum desapareceu entre as chamas da capital assíria. Seu sucessor e filho tentou resistir em Harran mas a cidade foi também destruída três anos depois.

Na história bíblica, Nínive é descrita como uma cidade cruel e merecedora de destruição. Deus então manda Jonas profetizar contra a cidade. Seus habitantes se arrependem e como resultado Deus poupa a cidade. Jonas protesta mas Deus afirma que teve piedade da população porque esta ignorava a diferença entre o certo e o errado.

Nínive é o maior sítio arqueológico do Oriente. Possui 750 hectares. Após a Guerra do Golfo, as esculturas dos Palácios que estavam sendo escavados foram pilhadas. E as equipes de pesquisa suspenderam as escavações por tempo indeterminado.

Leia também A Cruz Ansada.

2 comentários:

  1. Vera do sullllllll10 de agosto de 2011 09:33

    Olá!
    ....Quanto ainda temos para ler, saber, conhecer.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Vera, bom dia! É um passado de milênios que infelizmente não vamos poder conhecer totalmente. Quando Nínive foi destruída, a biblioteca de toda história da antiguidade também foi.
    Um beijo e bom final de semana!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...