sábado, 14 de maio de 2011

A Arca de Noé.

Segundo a Bíblia, há pouco mais de 6 milênios, Noé, sua mulher, seus filhos, as mulheres de seus filhos e dois de cada animal da Terra entraram numa embarcação que ficou conhecida como a Arca de Noé.

Conta a história que Deus estava decidido a acabar com o mundo por causa da perversidade humana. Seu plano era inundar o planeta e destruir toda a vida existente nele. Mas quis poupar Noé, por considerá-lo o único homem justo de sua geração na Terra. Deus teria pedido ao patriarca que construísse uma arca para salvar sua família e representantes de todos os animais e aves que existissem sobre a terra. Para cada espécie, dois exemplares, macho e fêmea. E para o sustento de todos, durante esse período, disse à Noé que armazenasse alimentos.

No mesmo dia em que todos entraram na embarcação começou o dilúvio: “... foram quebrados todos os fundamentos da grande profundidade e as janelas do céu foram abertas, e a chuva caiu sobre a terra por quarenta dias e quarenta noites.” A inundação cobriu as altas montanhas e todas as criaturas morreram. Apenas Noé, seus descendentes e os animais que carregou consigo sobreviveram.

Passados esses quarenta dias, as águas começaram a diminuir e os topos das montanhas emergiram. Noé enviou um corvo e depois uma pomba mas ambos voltaram. Sete dias depois, Noé enviou de novo uma pomba que retornou com uma folha de oliva no seu bico. As águas finalmente tinham abrandado. Mais sete dias, outra pomba foi solta e esta, não mais voltou. Noé, sua família e todos os animais saíram da arca. O patriarca então fez um sacrifício a Deus, que prometeu nunca mais lançar maldição à terra por causa do homem e nem iria destruí-la novamente dessa maneira. Para que se lembrasse dessa promessa, Deus colocou o Arco da Aliança nas nuvens e disse: “Sempre que houver nuvens sobre a Terra e o Arco aparecer, eu me lembrarei da eterna aliança entre Deus e todos os seres vivos de todas as espécies sobre a Terra.”

A história da Arca de Noé e do dilúvio já foi alvo de inúmeras pesquisas, investigações e discussões a respeito. Mas essa busca pela verdade poderia até parecer uma questão perdida se não fosse a crença que a maioria das pessoas têm sobre a Arca. Em 2004, por exempolo, foi feita uma pesquisa nos EUA para saber se as pessoas acreditavam ou não nessa história. O resultado mostrou que 60% delas acareditavam que a Arca de Noé é verdadeira. Talvez explique o fato da procura pela Arca nas montanhas de Ararat, onde a embarcação teria ido parar quando o dilúvio cessou, nunca se esgotar.



2 comentários:

  1. Vera do sulllllll14 de maio de 2011 15:00

    Olá Cecile!
    Quanta saudade,me dá a tua postagem.
    Lembro do meu pai, muito humilde e com pouco estudo,ele nos contava as histórias do livro sagrado ( Bíblia) quando nos punha na cama ou em dias de chuva ,que ele não podia trabalhar. Contava a história de Caim e Abel , As sete pragas do Egito onde ele exaltava a figura de José, em fim muito bom lembrar de uma pessoa tão querida,que já se foi, mas que ainda morro de admiração por ela.
    Bjs de bom fim de semana. Aqui chove, muito,muito.

    ResponderExcluir
  2. Olá Vera... também escutava essas histórias quando criança. E adorava. É interessante, porque nos marca de uma forma que não esquecemos nunca mais. Um bom domingo para ti também. Aqui tambem chove, :(
    Bjsbjs.

    ResponderExcluir

As 3+ visitadas da última semana