sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Astrologia Chinesa.

A astrologia Chinesa é um dos conhecimentos mais antigos da humanidade. São mais de quatro mil anos de estudos influenciando a vida de imperadores a camponeses. Trata-se de uma arte que resistiu ao tempo e às diversas dinastias que fizeram a história do povo oriental.

Existem muitas lendas mas a mais divertida é a do Imperador de Jade que governava os Céus e tudo o que neles continham. Um dia ficou a questionar-se sobre a forma e as cores de todas as criaturas existentes na Terra e descobriu que ainda não conhecia os animais.

Pediu então ao seu conselheiro mais leal que escolhesse 12 animais terrestres que considerasse mais interessantes e os trouxesse no dia seguinte às 6 hs da manhã. O conselheiro convidou primeiro o rato e lhe pediu que fizesse o favor de avisar ao seu amigo gato para também estar lá. Depois, convidou pessoalmente o búfalo, o tigre, o coelho, o dragão, a serpente, o cavalo, o carneiro, o macaco, o galo e por último, o cão.

O rato ficou orgulhoso de ter sido o primeiro a receber o convite e foi direto contar ao gato. O gato, também ficou contente mas pela sua fama de preguiçoso, teve medo de não acordar a tempo no dia seguinte então pediu ao amigo que lhe acordasse bem cedo.

Só que durante a noite o rato chegou a conclusão de que se entrasse no Palácio acompanhado do gato, um animal bonito e insinuante, o Imperador poderia nem notá-lo. Decidiu ir sozinho.

Às seis horas da manhã, os animais se apresentaram no Palácio. O Imperador ficou a observar um a um demoradamente. Ao chegar ao fim da fila notou que só tinham 11 animais. O conselheiro, com medo de sofrer uma reprimenda, pediu a um ajudante que fosse até à Terra e trouxesse o primeiro animal que encontrasse pela frente. Ao chegar à Terra, o ajudante viu um porco. Em poucos minutos o 12º animal já estava em frente ao Imperador.

Algum tempo depois, o gato despertou e se deu conta de que havia perdido a hora. Se apressou mas já era tarde. Furioso, pôs-se a correr atrás do rato com a intenção de matá-lo.

Foi assim que começou a famosa guerra entre gato e rato.

A imagem 1 veio daqui.
A imagem 2 veio daqui.

6 comentários:

  1. Gostei da história, faz sentido (risos).

    ResponderExcluir
  2. Que delicia de história. E o gato dançou...
    Adoro astrologia chinesa. Conta mais, conta.

    ResponderExcluir
  3. Cecile,

    Como assim? Você me visita, me lê e não me convida à sua casa? Pois, olha, sou enxerido mesmo e, ao descobrir na "casa" Eliane que você também mantém um blog, vim conferir.

    Agora te sigo. Sigo, não, persigo... rsrsrs...

    Super beijo.

    ResponderExcluir
  4. Amigas e amigo, bom dia!
    Esses "astros" terrestres dão o que falar. Na verdade, já tinha um felino no time, o tigre. E aliás, estamos no ano do Tigre. Já imaginou se um gato regesse um ano... seria um ano preguiçoooso, rsrsrs. Nada pessoal, adoro gatinhos. são fofos.

    Agnaldo... seja bem vindo! Acho que não sou boa propagandista, :)

    Beijos e boa sexta-feira!

    ResponderExcluir
  5. Boa Tarde Cecile!
    Que peninha do gato ....eu gosto muito deles tenho um persa com himalaia ( sem rabo pq sofreu um acidente ) O rato merece a fúria do gato, merece.
    Bjs do sul chuvosos e frio....

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Vera!
    Seu gatinho deve ser lindo! Mas não se preocupe, no Egito o gato se tornou um animal sagrado. Falo sobre isso no post de 27 de agosto, sobre Bast, a deusa gato.
    Um beijo e bom sábado!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...