sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Doutora Teresa D´Ávila.

Hoje é dia de Santa Theresa D´Ávila. Também considerada a Grande Doutora da Igreja.

Nasceu em Ávila, na Espanha e desde pequena se interessava por uma vida dedicada à clausura e oração. Mas sua fé mesmo foi despertada quando um anjo transpassou seu coração com uma flecha.

Naquele tempo os conventos eram lugares ideais para quem desejava uma vida fácil e sem aflições. Os locutórios eram também uma espécie de centro de reunião para damas e cavalheiros de toda a cidade. As religiosas saíam da clausura para lhes atender sob qualquer pretexto. Quando se deu conta disso, Teresa começou a vislumbrar uma Reforma.

Foi então que inconformada com essa situação, fundou um convento onde a prática mais estrita era a clausura e um grande silêncio. As religiosas vestiam hábitos toscos e usavam sandálias por isso chamadas de carmelitas descalças. Elas estavam obrigadas à abstinência perpétua da carne.

Fundou outros conventos e também para frades carmelitas que estavam dispostos a abraçar a Reforma que havia promovido. Um dos primeiros frades, foi João de Yepes, que seria o futuro São João da Cruz.

Santa Theresa escreveu vários livros sobre a oração e a sua vida, assim como a base da fundação de seus conventos. Entre eles estão O Caminho da Perfeição e O Castelo Interior. São escritos a partir de sua experiência pessoal em diferentes fases de sua vida espiritual.

Em seus livros, mostra a ascensão de sua alma em quatro etapas: a devoção do coração, da paz, da união e do êxtase ou arrebatamento.

Frases de Santa Teresa:
“Nada te perturbe, nada te assuste, tudo passa. Deus nunca muda. A paciência
tudo alcança. Quem a Deus tem, nada lhe falta. Só Deus basta!"

“Uma prova de que Deus esteja conosco não é o fato de que não venhamos a cair,
mas que nos levantemos depois de cada queda.”

Seu símbolo é um coração, uma flecha e um livro. É patrona da Espanha, das rendeiras e das religiosas. Olha pelos doentes e por quem sofre de dores de cabeça.

Santa Teresa D´Ávila nasceu em 1515 e faleceu aos 67 anos. Por duas vezes ficou muito doente. Durante esse tempo, teve experiências místicas que transformaram profundamente sua vida. Um perigo para a época da Inquisição.

Se puder, acenda uma vela branca e reze pedindo para que todos os doentes do mundo encontrem logo uma cura.

A imagem veio daqui.

4 comentários:

  1. Querida Cecile, este foi um dos posts mais lindos que vi por aqui.
    ..."a paciência tudo alcança."
    Eu amei as frases de Santa Teresa.
    Cairam como uma luva nestes dias difíceis cheios de ansiedade e espera.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Eliane!
    Também gostei muito da frase. Ela era muito sábia, não. "nada te pertube, te assuste..."
    Uma sexta feira tranquila pra ti e que você consiga ter calma, perseverança para esses dias difíceis.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Querida Cecile!
    Estou lendo agora o post, amei. Minha mãe para poder estudar internou-se em Santa Maria num convento das Carmelitas descalças e ia tornar-se freira, quando apareceu um problema em seu pulmão, imagina a 65 anos atrás ( hoje ela está com 85), pois suspeitavam de tuberculose. Graças a volta dela para sua pequena terra conheceu meu pai e eu estou aqui... ela é muito devota de Santa Terezinha ( não sei se é a mesma) e o seu nome é Tereza.
    Lindo muito lindo...vou ler para ela..
    Bjs atrasados.

    ResponderExcluir
  4. Vera, que interessante!
    Teresa D´Ávila iniciou a versão "descalças" das carmelitas. Mas a história de Sta Teresinha do Menino Jesus, foi mais ou menos um século depois, foi para essa ordem.
    No entanto, há uma observação. Teresa D´Ávila tentou ingressar no convento aos 16 anos mas ficou enferma e voltou para casa. Aos vinte anos também, tentou mas ficou novamente enferma e voltou para casa. Depois retornou para o convento e lá ficou. Mas durante um tempo de sua vida ficou indecisa entre os valores materiais e espirituais.
    Já Teresinha do Menino Jesus, tinha uma profunda certeza de sua vocação. Ingressou acho que aos 15 anos de idade mas teve tuberculose. Morreu cedo, aos 24 anos de idade.
    Acho que no caso de sua mãe era muita coincidência, nome Teresa e ter problemas no pulmão também. Bem... acho que não tinha que ser pois se ela voltou para casa e não teve depois mais motivos para virar religiosa, é porque assim tinha mesmo que ser.
    Mande um beijo para sua mãe para ti também.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...