sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Sereias de todos os tempos.

Histórias sobre divindades marinhas existem desde a Antiguidade. Eram deusas e ninfas das águas, Ondinas, Nereidas... mas esse era um tempo mitológico. Tempo de Deuses e Semi-Deuses.

Mas o que dizer de relatos de poucos séculos atrás? Dignos de confiança ou grandes enganos, talvez até embustes?

A Escócia é campeã nas histórias de aparecimento de sereias. No entanto, não eram só elas que eram vistas, mas a versão masculina delas. Chamavam-se Tritão.

A literatura costuma descrever as sereias com olhos azuis e cabelos dourados. Mas grande parte dos relatos descrevem sereias de cabelos escuros, além da pele branca e bochechas rosadas. E quase sempre elas estavam mexendo no cabelo como se estivessem penteando-os.

Dentre todos que dizem ter avistado um destes seres, ou supostos seres, está Cristóvão Colombo. Ao fazer a viagem para às Índias Ocidentais, Colombo teria visto três sereias. Mas não as achou bonitas quanto se dizia.

Estudiosos, biólogos, naturalistas e outros tantos já tentaram explicar estas aparições. Há quem diga que é uma combinação de efeitos ópticos causados por uma inversão atmosférica que podem transformar orcas, morsas e até recifes em seres que os navegantes dizem avistar. Mas há avistamentos de até menos de 30 metros de distância. Muito difícil confundir um animal desse porte com uma sereia.

Aqui no Brasil, nós também temos sereias. Se não de verdade, pelo menos no folclore brasileiro.

No dia de hoje, em Ghana, na África, comemorava-se o festival anual de Abertura dos Caminhos. Nesta festa, homenageavam-se as divindades das águas pedindo a elas bênçãos para abrirem os caminhos.

A imagem veio daqui.

2 comentários:

  1. Bom Dia Cecile!
    Gostei, porém como Bióloga creio ser lenda a existência delas. Agora ter um corpo esguio e com tudo no lugar como o que vemos nelas seria muito bom.
    Nossos pensamentos positivos para a Eliane, para que volte logo.
    Beijos de sexta-feira,aqui no sul cinza...não chove...

    ResponderExcluir
  2. Olá Vera!
    Pois é, em alguns relatos já se chegou a conclusão de que ou eram vacas-marinhas, ou peixes-bois ou um outro animal chamado dugongos. Mas em outros... haja mistério.

    Agora, quanto ao corpo esguio, deve ser a alimentação, só algas, será? rsrsrs.

    Eliane, também estou no aguardo! Que volte logo, logo!

    Vera, aqui também não chove mas faz um sol...

    beijos e bom final de semana.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...